Review / Tutorial de Panda Punch

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Ratalaika Games (versão PS4/PS5)

Distribuidora: Ratalaika Games
Produtora: Ninja Rabbit Studio
Plataforma:  PS4 / PS5 / Xbox One / Xbox Series S / Xbox Series X / Switch / PC
Mídia: Digital
Ano de Lançamento: 2022

Panda Punch é um jogo de plataforma 2D onde você controla um Panda Vermelho com uma luva elétrica que deve eliminar os invasores alienígenas de sua floresta.

Durante um passeio pela floresta, um pequeno Panda Vermelho é atacado por alienígenas robóticos, que estão destruindo a floresta e coletando suas riquezas.
No processo, Zeep tem sua luva elétrica (capaz de poderosos socos) quebrada e precisa pedir ao seu pai que a conserte.

Zeep fugindo no início do jogo, já depois de ter sua arma danificada


Primeiro vamos estabelecer uma coisa: o Panda Vermelho é também conhecido como Raposa de Fogo (sim daí vem o nome do navegador), o que causa certa confusão sobre qual animal realmente é.
Mas não se engane: o Panda Vermelho é um pequeno mamífero que vive nas árvores, na região do Himalaia e China, mas não pertence aos ursos, raposas ou gatos (outro de seus nomes, o Gato de Fogo).
O Panda Vermelho, apesar do nome, é um animal de uma família própria, a Ailuridae, o único sobrevivente do gênero Ailurus.
Então aí está! Agora que você já está tão confusão quanto eu fiquei, vamos ao jogo propriamente dito.

Não dá pra culpar quem confundiu ele com uma raposa…


Zeep utiliza a já citada luva elétrica para aplicar golpes em seus inimigos, inclusive a pequenas distâncias, já que a luva possui uma extensão mecânica.
Não apenas servindo para lutar, a luva também pode golpear objetos e empurrá-los para seu destino, enquanto Zeep não possui a habilidade de carregar caixas (que é obtida após derrotar o primeiro chefe).

A luva de Zeep possui uma boa extensão para atingir à distância
Caixas e barris podem ser empurrados com o soco para ativar botões ou acessar áreas mais altas


Há dois coletáveis no jogo: as moedas PP, que são mais raras e de difícil acesso e os cartões, estes espalhados em grandes quantidades pelas fases e que servem como dinheiro para comprar upgrades de vida e força.
A compra de upgrades só é possível após cada batalha contra chefe, falando com o seu pai.

As moedas PP são mais raras e escondidas
Já os cartões são mais comuns e servem como o dinheiro do jogo


As fases possuem alguns caminhos secretos envolvendo paredes invisíveis (as quais você só descobre ao chegar bem perto) e passagens bloqueadas que precisam ser ativadas com botões de pressão, ao colocar-se caixas ou barris em cima daqueles no chão ou socar os que se localizam em paredes.

Robôs estão entre os inimigos comuns do jogo
Ao final de cada fase, você utiliza este… rádio?


Os inimigos variam entre bolas rolantes com espinhos, robôs bípedes armados (ou que apenas golpeiam) e armas posicionadas em paredes ou no teto (e que colocam a língua pra fora ao serem nocauteadas), passando insetos e outros animais.
A lagarta não pode ser derrotada, apenas nocauteada para que durma, sendo um inimigo que serve como ajuda, tendo um “trampolim” em suas costas.

Essa lesma/lagarta serve para saltar mais alto e não pode ser morta
Tá, eu sei, o primeiro chefe do jogo não é tão grande, mas prometo que os outros são!


Os chefes são grandes robôs com mais HP e ataques poderosos.
Após a derrota, eles liberam um “cristal” que serve como transporte de volta para sua casa, onde o pai de Zeep ensina novas habilidades e permite a compra de upgrades com o uso dos cartões coletados.
Dentre as habilidades ensinadas pelo pai, temos carregar caixas, rolar e usar a luva para socar para baixo, quase como um pula-pula.

O pai de Zeep fornece habilidades e upgrades
Compráveis com os cartões coletados


Os gráficos pixelados de PP são coloridos e bem definidos, com personagens grandes na tela e cenários que pedem boa exploração e backtracking, especialmente a partir da fase 15, onde o caminho pode se tornar um pouco confuso.

A habilidade de carregar caixas passa a ser essencial nas fases subsequentes à derrota do primeiro chefe
Uma visão geral do mapa de Panda Punch


A trilha sonora é animada e um pouco repetitiva, como é comum aos jogos de plataforma, dando aquela grudada no cérebro com facilidade.

Seja rápido ou morra!


A platina segue o padrão da Ratalaika, pedindo que o jogador colete 3 moedas PP, 100 cartões, finalize as fases 3, 5, 7 e 10, além de derrotar o primeiro chefe e comprar um upgrade de vida e outro de força.
O primeiro chefe encontra-se na fase 17 e os upgrades só podem ser comprados após derrotá-lo.

RESUMO DA ÓPERA:
Panda Punch
é uma experiência simples e divertida de plataforma, com controles funcionais e boa exploração.
O gráfico e a trilha sonora acompanham o ritmo leve do jogo, que pode ser aproveitado por todas as idades.

Conforme avança, as fases vão se tornando mais complexas, pedindo que o jogador explore e localize-se para entender o constante backtracking.
Os checkpoints aparecem apenas nas fases grandes, sendo de grande ajuda.

Deixe uma resposta