Misantropia, Fobia Social e Isolamento

Jogar pode ser uma atividade solitária.
Embora existam muitos jogos com componente multiplayer, mesmo assim jogar tende a ser uma atividade solitária.

Conversas online com amigos ou desconhecidos em grupo podem causar uma certa sensação de companhia, mas você ainda está sozinho no seu quarto ou sua sala, mesmo que alguém do outro lado do país ou do mundo esteja fazendo muito sexo com a SUA MÃE.

É claro que existem os jogos com multiplayer local e mesmo jogos single player podem ser compartilhados.
Mas você sabe do que eu estou falando.

A atividade de jogar costuma ser solitária, exige foco e concentração, e isso não é fácil de conseguir enquanto mais pessoas conversam à sua volta ou uma TV com volume alto brada gritos e explosões de outro cômodo.

No entanto, a solidão gerada por esta situação não é necessariamente preocupante.
Não necessariamente, mas pode ser.

Já abordei em outro Filosofando o problema do vício em jogos e o assunto mistura-se ao deste, pelo menos em parte.
Pessoas com adição podem se tornar excessivamente solitárias, deixando de conviver com outros para poder continuar jogando, abandonar compromissos, etc.

A tênue linha que separa a simples solidão saudável daquele que joga normalmente da pessoa com um vício não é uma tarefa muito fácil de ser observada.
Familiares podem confundir situações ou até mesmo demorar para reconhecer o problema.

Há, no entanto, outras duas situações que se confundem, mesclando-se ou não ao vício.

Uma é a fobia social.
Falo por experiência própria aqui: fui recentemente diagnosticado com Transtorno de Personalidade Esquiva. Há uma sutil diferença aqui: enquanto o portador do Transtorno possui um incômodo e uma vontade de evitar situações interpessoais ou contato mais íntimo com aqueles ao seu redor, o portador da Fobia Social possui uma aversão irracional, que praticamente obriga o paciente a evitar o contato com todos e mesmo situações em público.

A outra é a Misantropia, a aversão ao ser humano em geral.
A Misantropia é mais complexa de ser observada, por ser muitas vezes confundida, embora possa estar arraigada nos outros casos citados.
O misantropo desconfia de tudo e todos, seja por experiências ruins no passado e/ou traumas.
De igual forma, o misantropo busca o isolamento, pois precisa afastar-se de seus iguais.

O que não quer dizer que o misantropo não possa alegar estar fazendo sexo com a SUA MÃE, no multiplayer, bradando uma coragem que não possui pessoalmente, mas que assume à distância.

Eu não vou terminar este texto com uma conclusão técnica, até por não ser um especialista na área.
Mas se você prefere sempre o isolamento dos jogos à convivência com seus pares, pode ser um sinal de alerta.
Esforçar-se por participar de atividades em grupo, viagens ou mesmo visitas a parentes ou amigos pode ser um caminho para começar uma mudança.
E claro, uma consulta com um psicólogo sempre faz bem, esteja você isolado ou não.