Review / Tutorial: Moving Out

Nada melhor que conquistar seu dinheiro, guardar suas economias, e ter sua possibilidade de vida nova, dinheiro suficiente para comprar uma casa, e se mudar…
Os momentos de alegria se tornam um estresse quando chegamos na hora de deslocar os móveis para sua casa nova, seja de forma própria ou contratando serviços de terceiros, afinal de contas não sabemos o quão cuidadosos os outros serão com suas coisas, certo????

Moving Out é um jogo que ilustra perfeitamente essa realidade (de forma cômica), no caso, você é a empresa que deve lidar com os móveis das pessoas que estão se mudando, sendo desenvolvido pela DevM Games e SMG Studio, e distribuído pela Team17.

O desenvolvimento do jogo foi auxiliado pela “Film Victoria Australia”, que é um programa do “Victoria State Government”.
Para maiores informações, é possível visitar esse link (em inglês).

Film Victoria Support Program for Games and Films Televison

Sobre a DevM Games: (tirada do site oficial)

Devm Games é um pequeno estúdio independente de desenvolvimento de jogos em Estocolmo, Suécia.
É administrado por mim, Jan Rigerl.

Sobre a SMG Studio: (tirada do site oficial)

SMG se dedica a produzir jogos com IP original e licenciado para todas as plataformas. Temos estúdios em Sydney e Melbourne na Austrália e em Los Angeles nos Estados Unidos.

Vamos então adentrar neste jogo e ver o quanto precisaremos tomar cuidado com pertences alheios?????

Código da DLC “Movers in Paradise” cedido para review pela Team17, versão Playstation 4
Jogo base adquirido por compra em 2020.

Nome: Moving Out
Gênero: Party / Co-op
Desenvolvedora: DevM Games, SMG Studio
Distribuidora: Team17
Plataformas: Playstation 4, Xbox One, Nintendo Switch, PC
Lançamento: 2020 (28 de Abril)
Mídia: Física e Digital

Para comprar a versão física, é possível pela Play-Asia.
A versão digital é possível comprar diretamente no site do jogo através do site oficial do jogo.

Tela Título

História / Enredo

Você é o mais novo funcionário da Smooth Moves, uma empresa no mercado desde 1982…
Sua principal diretriz: não usar caixas customizadas, sim, os móveis vão no caminhão ou em qualquer outro tipo de armário para a locomoção dos móveis sem proteção alguma, porque “caixas são estúpidas”…

Seu objetivo é tornar a Smooth Moves uma referência na mudança da cidade de Packmore

Gráficos

O jogo trabalha na engine Unity, onde suas texturas são em formado cartoon e com técnica de texturas simples e suaves. A coloração do jogo é em tons mistos de opaco e excessivo, servindo como efeitos para as diversas variações de ambiente que você irá entrar.
O artwork dos personagens aparecem enquanto está tendo conversas entre eles.

Som / OST

A trilha sonora do jogo é composta por mistos de chiptune nas musicas com variações de pop, rock e outros tipos de músicas conforme sua evolução no jogo.
O jogo base tem composição de Lenny Macaluso, enquanto a DLC Movers in Paradise tem a composição de Brad Gentle
Não há dublagens durante as falas dos personagens, mas há o carismático “chefe” da empresa no jogo, sendo dublado por Mick Lauer.
Infelizmente só achei a playlist do jogo base, não achei a da DLC.

Jogabilidade

Com um esquemático simples de se compreender, a jogabilidade de Moving Out é focada em física, os móveis terão de ser milimetricamente calculados para passar nos lugares e portas dos cômodos das casas, e isso com certeza te dará momentos de irritabilidade com tamanha simulação próxima da realidade… hahahaha

Sistema de Jogo

O jogo possui um carismático mapa que irá distribuir fases das casas que você deve visitar para fazer a coleta dos móveis, eletrônicos e eletrodomésticos para a mudança.

Os ícones serão explicados detalhadamente no review / tutorial, mas posso adiantar como objetivo, tempo de conclusão e mudança para dentro.
A progressão do jogo acontece de forma simples, sendo o clássico sistema de “desbloqueio por conclusão”, ou seja, cada fase concluída, independente do seu desempenho, irá desbloquear outras casas e ambientes para efetuar o serviço.

Smooth Moves: Caixas? Não precisamos de caixas idiotas

Ao escolher uma das casas que você for jogar pela primeira vez, algumas informações irão aparecer, além da vista panorâmica do ambiente que terá de fazer a mudança:

O jogo é baseado em trial por tempos, você deve cumprir tempo mínimo / máximo para completar a fase. O tempo é variado conforme a quantidade de jogadores no mapa, sendo possível um cooperativo e até 4 jogadores. Com exceção da medalha de platina, todas as outras já são reveladas, além da quantidade de itens pré determinados para a mudança.
OBS: o tempo de platina é revelado apenas se conseguir ouro.

Ao entrar na fase, um pequeno diálogo entre os personagens irá ocorrer e você tem uma prévia do ambiente com os objetos marcados para a mudança:

Alguns objetos são encaixotados pelos próprios moradores, já os eletrodomésticos deverão ser ‘cuidadosamente’ arrancados da tomada:

Sim, a força exercida no cabo é dinâmica, ou seja, o movimento que você faz pode ser mais simples ou mais complicado para puxar os eletrônicos da casa.

Além disso, lembre que é um jogo baseado em física, o que lhe dará alguns problemas na locomoção nos objetos de grande porte, além de claro, os outros móveis entorno dos cômodos:

Como não amar os clientes de mudança??? 2 sofás, console e eletro, mas a mesa de centro não posso levar…

Tudo pode atrapalhar, desde a mais simples mesa de centro da sala, até uma porta milimetricamente calculada no design da fase… o movimento deve ser feito de forma precisa.

Os objetos de grande porte são, por padrão, possíveis de carregar para o jogador no modo single player, porém em cooperativo, alguns objetos necessitam da ajuda de outro personagem para serem deslocados.

Smooth Moves: Você não tem nada a perder, há não ser suas coisas

Beleza, o tempo deve ser algo preocupante para fazer uma mudança rápida…
Porém nossos entregadores tem meios “práticos” para efetuar essas tarefas…
Uma delas, simples e direta é atirar as caixas para caminhos mais fáceis até o caminhão…

Perceba que há um X indicando onde o objeto poderá cair.

Alguns objetos porém terão caixas com o indicador de frágeis, sendo normalmente as vermelhas:

Atirar elas no chão farão com que quebrem (não se preocupe, o cliente assinou uma isenção da Smooth Moves).
Com isso, elas terão de aparecer novamente no mapa, perdendo preciosos segundos.

Mas como todo profissional da mudança está preparado para essas possibilidades, podemos pensar em algo para “afofar” a queda deles não??? Empilhando outras caixas para suprir a queda dos objetos frágeis:

Certamente também temos outras opções de técnicas para poupar tempo como: se um lugar ficar apertado demais, use alternativas, mesmo que isso quebre algo:

Situações extremas pedem medidas extremas……

O tempo é tudo para uma empresa de mudança, então estude bem todas as fases e as possiblidades da mudança mais prática (porém menos segura para os pertences) para ter um tempo invejável e tirar a platina.

Smooth Moves: Uma empresa multi-tarefa

Ao completar as fases, você libera alguns extras, como revelar objetivos secundários das fases:

Os objetivos podem ser adquiridos na sua primeira jogada, mas apenas se você já souber ou adivinhar o que são eles. Caso contrário, deverá repetir a fase para tentar conquistá-los.

Além da mudança para fora, temos também a opção de mudança para dentro em algumas fases, onde você deve posicionar os objetos em lugares pré determinados:
OBS: o modo mudança para dentro foi implementado após o patch 1.03, sendo 12 fases com esse modo

Nossos empregados passam por um árduo treinamento onde deverão estar preparados para qualquer tipo de ambiente e cliente, o que pode ocasionar diversas variações de serviços como:

Cargas Vivas:

Perigo:

E coisas paranormais:

SIM!!!! COISAS PARANORMAIS!!!!!!!!

Como podemos ver, as mudanças terão diversas faces, como um funcionário Smooth Moves, você deverá saber lidar com todas elas…

Smooth Moves: Pronta para qualquer desafio

O jogo conta com um modo desafio (mais desafio????) com um prédio denominado O fliperama no mapa, que consiste em circuitos que irão testar seus reflexos e destreza no controle do personagem.

E o modo Superloja de VHS, que são fases com algum “engano” de deslocamento de mudanças, assim como o “excelente histórico da empresa Smooth Moves”.

Moving Out_20210511022630

Download Content (DLC’s)

O jogo conta com dois pacotes DLC, sendo:

The Employees of the Month

4 personagens adicionais para se juntar à equipe:

Não agrega uma mudança significativa, tendo em vista que são apenas personagens.
Era um bônus da pré venda do jogo, sendo de graça para os que compraram nessa condição. Atualmente custa um preço variante à região da sua conta.

Movers in Paradise

Este DLC foi incluso após o patch 1.03, sendo lançado em 25 de fevereiro de 2021.
Possui um custo variado com a região da sua PSN.
Caso à possuir, é acessada na parte sudeste do mapa:

A DLC foi enviada para review.
Em termos de tutoriais, posso dizer que há algumas mecânicas implementadas nela que irão dificultar o processo de completar o jogo.

  • Por se tratar de uma ilha, haverão objetos mais isolados.
  • Será preciso interagir com objetos para ter um percurso mais seguro e não cair no mar.
  • Diversos objetos não podem ser arremessados.
  • Um novo fliperama com 10 novos níveis.
  • Lista de troféus adicionais.

Sobre o review da DLC em si, falarei nas considerações finais.

Modo Assistido

Modo onde haverão modificações no jogo a fim de deixar mais acessível para jogadores que preferem mais a diversão e menos desafios, assim como tornar mais acessível para as crianças jogarem com seus pais, tios, etc.

Ao ativar o modo assistido, as medalhas ficam alteradas com o carrinho de suporte dentro delas.

Troféus / Conquistas

Dificuldade: 5/10 sem modo assistido, 2/10 com modo assistido

Para platina / domínio do jogo, é necessário fazer 113% do jogo, concluindo todas as fases com medalha de ouro, cumprir todos os objetivos, fazer todos os desafios do fliperama e alguns troféus miscelâneas e acumulativos, além de descobrir alguns segredos e interagir com alguns objetos nas fases.

Considerações Finais

Jogo Base

Graficamente o jogo se mostrou competente, variando suas paletas de cores entre os ambientes diversificados das fases, deixando tons mais pálidos e mais coloridos, além de efeitos de perspectivas de sombra totalmente funcionais com relação às dinâmicas das fases.

A trilha sonora é agradável de ouvir com suas diversas variações, sendo dinâmica com a fase proposta no momento que você está fazendo a mudança. A atuação de Mick Lauer ficou carismática devido ao teor de humor sarcástico e marketeiro que a empresa quer mostrar, como podemos ver toda vez que iniciar o jogo:

A jogabilidade pode irritar alguns com relação ao seu “simulador físico”, mas lembre-se que é um jogo de mudanças, e dores de cabeça em deslocar os móveis são normais… (LOL). É literalmente uma linha tênue em ter um esquema de controle simplificado mas transpôr a prática em algo complexo, casando bem com a engine de física do jogo, sendo ainda mais precisa quando jogar cooperativo.

A duração do jogo é razoável, possuindo 30 fases, apesar de ainda não ter completado o jogo, é notável a diversidade em evoluir a dificuldade em diversas situações de mudança, deixando o jogo mais difícil, eclético e divertido.
O desafio do jogo é proposto para ser jogado sem o modo assistência, mas é amigável ao ativar ele para aumentar um raio maior de tipo de jogadores, desde o casual que quer completar as fases ao que gosta de um desafio e completar todas as fases com ouro e terminar o fliperama.

DLC Movers in Paradise

O jogo teve uma evolução na sua paleta de cores por se tratar de um ambiente mais variado entre afrodisíaco, montanhosos e selvagens, possuindo fases mais externas, em vez de prédios, casas e ambientes fechados.

A dificuldade aumentou por implementarem a necessidade de tomar mais cuidado em locomover os objetos em algumas fases, além de pensar nas melhores rotas para tirar a medalha de ouro, tendo em vista que grande parte dos objetos estão em grupos isolados no mapa.

A trilha sonora tendo um novo compositor deixa a DLC rica em sua variação, ainda haverão temas do jogo base, porém com arranjos diferentes com base no tema da DLC (paradisíaco).

Na jogabilidade e esquema de controles nada foi mudado.

A DLC possuir 14 fases está de bom tamanho, afinal é apenas um complemento de jogo e não um stand alone, além do fato de a dificuldade ser mais alta, não haver a necessidade de extrapolar em número de fases.

Em ambos os items (BASE e DLC), a performance é satisfatória, não havendo fechamentos repentinos e variações de frames na sua execução, se mantendo 60fps em grande parte do jogo, mesmo em um PS4 FAT.

Em contra-partida, o multiplayer do jogo é apenas local, não havendo a opção de um online nativo, mas há a alternativa de jogar via Share Play do PS4 ou Remote do Steam.

Para concluir, Moving Out certamente é um jogo que merece atenção.
Sua rica variedade de fases misturada com pitadas de desafios certamente darão um belo trabalho para os jogadores que não querem o modo assistido (lembre que há cargas vivas).
Assim como darão horas de diversão para aqueles que querem jogar com seus filhos, sobrinhos, netos ou que apenas gostam de rir (ou xingar) os amigos que forem ajudar na mudança.
O último update com implementações de modo extra mostrou o grande suporte que o jogo recebeu até então, e esperamos que lancem mais coisas via update. Ou novamente surpreendam na criatividade, caso vier ter um MOVING OUT 2.

E você, pronto pra quebrar coisas… digo… ajudar as pessoas na mudança para a nova casa?