Review / Tutorial de Vera Blanc Ghost In The Castle

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Ratalaika (versão PS4/PS5)

Distribuidora: Ratalaika Games
Produtora: Winter Wolves
Plataforma: PS4 / PS5 / Xbox One / Xbox Series X / Xbox Series S / Switch / PC / Linux / mac Os
Mídia: Digital
Ano de Lançamento: 2010/2021

Vera Blanc Ghost In The Castle é o segundo de uma série de dois visual novels, baseados nas aventuras da protagonista homônima e suas habilidades psíquicas.
Lançado inicialmente em 2010, o jogo ganhou um port para os atuais consoles em 2021.

Assim como no primeiro jogo (Full Moon, o qual você pode conferir a análise aqui), Ghost In The Castle é um visual novel com minigames que ajudam na imersão da trama e diversidade no gameplay.

Anastasi recruta a dupla para investigar o fantasma local

Embora não seja completamente necessário jogar o primeiro título (há uma recapitulação sobre a origem de Vera e seus poderes no início), a experiência se torna mais completa caso você conheça o primeiro jogo, pois Ghost utiliza alguns personagens da trama de Moon.

Após o incidente com o Lobisomen na Alemanha, Vera Blanc e seu parceiro de investigações, Brandon Mackey, partem para a Itália, contratados pelo poderoso empresário local Roberto Anastasi.

O sexto sentido de Vera é mais forte na segunda aventura

Anastasi contrata Vera e Brandon para solucionarem o mistério de um fantasma que assombra o pequeno vilarejo.
As testemunhas afirmam ouvir uma voz feminina, mas não conseguem enxergar completamente o espectro, pois o mesmo emite intensa luz.

Talvez a ideia de agroturismo de Dwight seja um pouco exagerada

Céticos a princípio, a dupla interroga moradores locais até, logo na primeira noite, hospedados em uma casa de agroturismo*, ouvirem a voz e presenciarem o misterioso fantasma.
Logo a primeira vítima é encontrada, enforcada em uma árvore próxima.

* O agroturismo (ou agriturismo) é uma forma de hospedagem e/ou visita a fazendas e ranchos.
A prática é bastante comum na Europa, em especial na Itália, mas pode ser observada no seriado americano The Office, no hotel-fazenda de beterrabas do personagem Dwight Schrute.

A Forca é retorna para a leitura de mentes de Vera

Mecanicamente, o jogo assemelha-se bastante ao primeiro.
Vera é capaz de ler mentes através do minigame de Forca, habilidade que serve para obter “depoimentos” de opiniões que dificilmente seriam admitidas pelo interlocutor.

A “aconchegante e modesta” residência de Anastasi

Além deste, as sequências numéricas durante perseguições e a obtenção de provas através do encontro de diferenças entre as duas imagens estão de volta, acompanhados do minigame de memória numérica.

Eva continua interessada nas habilidades de Vera

Durante os diálogos, escolhas podem mudar o rumo da conversa, levando para diferentes rotas.
Mas cuidado, algumas destas rotas acabam em morte (e elas são ainda mais variadas desta vez).

Tem exorcismo? Tem sim, senhor!

O roteiro, que já era o ponto de destaque na primeira versão, ganha novas cores com um conteúdo ainda mais adulto (mas desta vez mais apelativo).
Máfia, satanismo, paranormalidade, sacrifícios, insanidade, depressão e homossexualismo permeiam a trama que, não só é mais complexa e completa, como expande o universo do primeiro jogo, trazendo de volta personagens como Eva e seu misterioso Mestre, além de instigar mais a ideia de tensão sexual/romance ente Vera e Brandon.

Violência não falta no título

A arte novamente segue o estilo de graphic novels, com bastante influência do Fumetti italiano (como Diabolik e Dylan Dog).
Vera é mais provocante nesta versão, aparecendo em diversas poses “favoráveis”, uma diferença em relação ao primeiro título.

A arte e sua “evolução”

A trilha sonora ganha mais destaque nesta versão, com algumas faixas mais agitadas e os habituais temas de mistério da série.
Novamente não há dublagens, apenas alguns sons ambientais e a trilha.

A platina consiste em zerar o jogo e obter o melhor final, não havendo troféus para os outros múltiplos finais.
Troféus mais específicos dentro dos capítulos aparecem, mas nada que dificulte a sua vida, uma vez que a maioria está associada a zerar o jogo.
Os saves manuais podem ajudá-lo, caso precise recarregar para mudar alguma decisão, embora geralmente seja possível retroceder a maior parte do texto.

RESUMO DA ÓPERA:
Vera Blanc Ghost In The Castle é um instigante thriller de suspense com a dupla de detetives do paranormal.
A aventura na Itália mostra a evolução do roteiro e a expansão do lore da série embora este seja, infelizmente, o último capítulo publicado.
Temas mais adultos permeiam toda a trama, complementada por uma bela arte, desta vez mais provocante, e uma trilha sonora competente.
Os desafios em minigames são relativamente simples, mas dão bom ritmo ao visual novel, aumentando o dinamismo.
Um dos visual novels mais interessantes que já experenciei, encerra com chave de ouro a curta série Vera Blanc, obrigatória para os fãs do gênero.