Review / Tutorial de Damsel

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Screwtape Studios (versão PS4)

Distribuidora: Screwtape Studios
Produtora: Screwtape Studios
Plataforma:  PlayStation 4 / Xbox One / Switch / PC / Linux / macOs
Mídia: Digital
Ano de Lançamento: 2020 (2018 nos computadores)

Cem anos após o último Grande Banquete, humanos e vampiros passaram a conviver em harmonia.
Eles agora bebem sangue sintético, produzido nas fábricas da Névoa Vermelha, empresa administrada para e por vampiros.
O sangue sintético torna os vampiros mais fracos, no entanto a agente Damsel irá investigar por que vampiros estão se tornando mais fortes ao consumir a bebida.

Damsel é um jogo plataforma 2D, com visual cartoon e ritmo rápido, com forte foco nos reflexos do jogador.

A ÁGIL MATADORA 

Damsel possui habilidades sobre-humanas como seu dash rápido, pulo duplo e a habilidade de um ataque aéreo para acertar inimigos abaixo; ela também pode usar as paredes para se impulsionar mais alto.
Como armas possui uma pistola capaz de matar vampiros e uma estaca acoplada ao braço, para ação de perto.
Sua vida pode ser recuperada acertando um golpe direto em barris de sangue; caso atire neles, um inimigo extra é liberado no cenário.

Barris de sangue podem recuperar a energia se acertados de perto


INFILTRAÇÃO E DESTRUIÇÃO

Dentre os objetivos de D, como é chamada pela sua equipe de suporte (Swan, responsável pela parte tática das missões; Die-Ode, cientista especialista no sangue sintético e anatomia dos vampiros), matar todos os vampiros do local, transmitir informações por satélite, hackear computadores, salvar reféns, coletar caveiras, desativar bombas, destruir caixões e abrir cofres são distribuídos através de 75 fases.

Ao final de cada missão, a leaderboar serve para você provar o quão bom é (ou não)


Objetivos mais “complexos” exigem atenção especial: reféns podem ser mortos com um só golpe ou tiro, o que demanda cuidado para não acertá-lo acidentalmente; desativar bombas se dá através de um quick time event onde os painéis amarelos devem ser pressionados dentro de poucos segundos, onde você fica vulnerável a ataques.

OS SANGUESSUGAS

Os vampiros possuem diferentes formas e armas, de simples morcegos humanoides arremessadores de ossos, passando por vampiros com armas de fogo e vampiros aracnídeos a executivas voadoras que disparam bolas de energia.

Na hora do aperta, chutes e golpes de estaca podem salvar D


Todos os vampiros possuem fator de cura, ou seja, você precisa atacar constantemente até zerar sua vida (representada por corações sobre suas cabeças).
É também importante notar o campo de proteção que os deixa invulneráveis: quando isto acontece, uma bandeira precisa ser destruída.
Mísseis podem ser mandados de volta a quem os disparou, com um acerto preciso de Damsel.
Já os ossos arremessados podem ser parados com um tiro no momento certo.

O BELO MUNDO DAS TREVAS

A arte de Damsel é desenhada, com um visual de História em Quadrinhos (HQ), bastante colorida e com personagens caricatos.
Falando em HQs, é desta forma que as 75 fases do jogo se dividem: três contando a história do jogo, revelando detalhes da investigação nas conversas entre D, Swan e Die-Ode, recheadas de humor.

A história é contada através de três HQ’s


Os cenários giram em torno das ruas da cidade, laboratórios, fábricas e mansões.
Chamas, espinhos e correntes de eletricidade são obstáculos que precisam ser superados pela protagonista.

Os cenários são sombrios, mas ao mesmo tempo bastante coloridos e vivos

A trilha sonora é bastante agitada, com um estilo meio “Duke Nukem” de ser, assemelhando-se ao formato de som midi, porém com mais camadas de áudio.

MODOS DE JOGO E PLATINA

Além da campanha, é possível jogar o modo arcade, onde D conta com 3 vidas para passar por todas as fases de uma HQ por vez.
A campanha possui três níveis de dificuldade: o modo Cabeça Quente (o Hard do jogo) exige que o jogador mantenha o combo de caveiras coletadas do começo ao fim da fase (o nome da dificuldade realmente faz jus).

“Tente me platinar, eu te desafio!”

A platina é bastante desafiadora: além de pedir que o jogador zere o jogo na dificuldade Cabeça Quente, pede diversas runs completas do Arcade.
Afora estes, troféus referentes a quantidades de atividades realizadas, como reféns salvos e inimigos específicos mortos.

RESUMO DA ÓPERA:
Damsel possui um ótimo e balanceado desafio.
O ritmo frenético e a necessidade de masterizar as habilidades do jogador geram uma boa duração no título, complementadas pelo modo Arcade e a dificuldade Cabeça Quente.
A história é leve e divertida, bem caracterizada como HQ.
Os gráficos e a trilha sonora fecham com chave de ouro o pacote.

PONTOS POSITIVOS:
– alto desafio
– boa variedade de inimigos
– combate preciso e rápido 
– bela arte e boa trilha sonora

PONTOS NEGATIVOS:
– falta de lutas contra chefe
– alguns problemas de texto na versão em português (letras parcialmente exibidas em algumas letras)