Review/Tutorial: Soulstice

A fórmula do Hack n Slash é clara: combates rápidos, frenéticos, hordas de inimigos em excesso para um bom desafio e dificuldade que pede a habilidade e destreza do jogador para aplicar combos e desviar de ataques dos seus adversários…

Soulstice é um desses jogos que tem a premissa de um gênero com uma fórmula muito desafiadora, porém nos traz algumas mecânicas que são interessantes e que irão testar ao extremo a sua percepção de combates rápidos…

Desenvolvido pela Reply Game Studios e publicado pela Modus Games / Maximum Games (outros reviews com eles aqui), Soulstice me chamou atenção pelos seus primeiros vídeos e a premissa de mecânica e enredo que ele trazia.
Vamos então analisar o que ele tem à oferecer e se a fórmula deu certo??

Reply Game Studios (site oficial)

Reply Game Studios é o estúdio de desenvolvimento de videogames do Reply Group.
Somos uma equipe de profissionais dedicados e trabalhamos duro para apresentar aos nossos jogadores emocionantes jogos AA que
apresentam altos valores de produção, experiências de jogo profundas e histórias envolventes, no PC e nos consoles de última geração.

Maximum Games (site oficial)

A Maximum Games é a editora que mais cresce no mercado atualmente. Fundada em 2009, reunimos uma equipe de veteranos da indústria totalmente comprometidos com a busca incessante por grandes títulos e parceiros inspirados que sonham em trazer experiências únicas e memoráveis ​​para jogadores em todo o mundo.
Por meio de nossas parcerias com Focus Home Interactive, Bigben Interactive, Deep Silver, FunCom e muitos outros, nossa talentosa equipe entregou uma biblioteca diversificada de títulos nas mãos de jogadores em todo o mundo. Com experiência no envio de um amplo catálogo de jogos em todos os gêneros e consoles, somos a principal editora de serviço completo para experiências de jogo verdadeiramente únicas em todas as plataformas digitais e físicas.
De editores de grande escala a iniciantes do setor, permitimos que desenvolvedores e nossos parceiros de publicação criem as experiências que eles imaginam sem compromisso. Independentemente do escopo, plataforma e mercado dos projetos, somos especialistas em fornecer suporte em tudo, desde gestão de negócios, vendas, marketing e produção para agregar o valor que ninguém mais pode.
Com escritórios nos EUA e no Reino Unido, continuamos a expandir nossas capacidades de produção e nosso escopo de publicação global por meio de parcerias estratégicas para oferecer experiências que definem o setor e franquias originais para as massas.
Em 2018, a Maximum Games lançou o Modus, um selo de publicação de serviço completo focado em levar serviços de publicação AAA para os melhores desenvolvedores independentes do mundo. Visite http://www.modusgames.com para mais informações.

Modus Games (site oficial)

Modus é uma divisão da Maximum Games focada em trazer serviços de publicação AAA para desenvolvedores independentes em todo o mundo. Com escritórios nos Estados Unidos e Reino Unido e um estúdio de desenvolvimento no Brasil, somos uma das editoras de jogos de serviço completo de mais rápido crescimento, composta por veteranos da indústria, jogadores e desenvolvedores que abraçaram a era de ouro do indie.
Em agosto de 2019, a Modus Games adquiriu a The Balance Inc., o estúdio por trás de Override: Mech City Brawl. Essa parceria lançou a Modus Studios Brasil, uma nova divisão dedicada ao desenvolvimento de IP original, proporcionando aos desenvolvedores independentes mais acesso a recursos de produção de alta qualidade.

Código para review fornecido pela Modus Games / Maximum Games, versão Playstation 5

Nome: Soulstice
Gênero: Hack n Slash, Action
Desenvolvedora: Reply Game Studios
Distribuidora: Modus Games / Maximum Games
Plataformas: Playstation 5, Xbox Series S|X, PC
Lançamento: 2022 (20 de setembro)
Mídia: Física e Digital

As edições físicas podem ser adquiridas na Maximum Games Store e na Play Asia.
Basta clicar nas imagens a

Tela Título

História / Enredo

O equilíbrio do Reino Sagrado de Keidas é comprometido quando criaturas poderosas e selvagens conhecidas como “Fantasmas” invadem do outro lado do Véu, ameaçando consumir os vivos. Aparições corrompem suas vítimas e podem até possuir seus corpos, transformando-se em monstros imparáveis que atacam as pessoas comuns. As “Quimeras”, guerreiros híbridos nascidos da união de duas almas, são os únicos que podem proteger a humanidade.

Briar e Lute são duas irmãs que renasceram como uma Quimera. A transformação concedeu a Briar força e resiliência sobre-humanas, enquanto Lute, que foi sacrificada para ligar sua alma à de sua irmã, tornou-se um fantasma com poderes místicos.

Gráficos

Baseado na Unreal Engine 4, Soulstice tem uma modelagem tridimensional detalhada e cenários de fundo amplos. Seus assets são em alta definição e os efeitos de luz e iluminação são em grande frequência, dando ênfase ao aviso de cuidado ao jogar.
O jogo possui cenas de CG entre as missões e alternam de forma notável no jogo.
As paletas de cores são intensas.

Som / OST

A trilha sonora é composta por Luigi Di Guida e a consultoria de áudio foi feita pela DPSTudios. A composição da trilha sonora é focada em orquestrais e sinfônicos, com coral em pequenos trechos (como o do menu principal por exemplo). Outro aspecto da trilha sonora é a adição de músicas eletrônicas em alguns momentos de batalha e ação do jogo.

Infelizmente não achei a trilha sonora para demonstrar pra vocês.

Briar e Lute são dubladas por Stefanie Joosten (Quiet em Metal Gear Solid 5 / Icey em Icey), enquanto Layton é dublado por Sean Devare.
A dublagem apesar de ter um teor sério, tem pitadas de humor negro e pouco expressivo, dado ao fato de eles estarem em um mundo sombrio e destruído. A troca de farpas entre Briar e Layton são razoáveis para a atuação do jogo, mas nada memorável.

Jogabilidade

Os comandos usam todos os botões do controle, direcionais digitais, triggers, shoulders, funções e até mesmo o touchpad para menus informativos. Os comandos são rápidos para a resposta e aplicação dos combos, além da troca dinâmica das armas, algo no mínimo requerido para o gênero em questão.

Além disso, o jogo permite fazer sua customização e mapeamento próprio para seu estilo de jogo, tornando mais versátil para cada jogador se habituar, porém os comandos padrão seguem o mesmo estilo, como por exemplo o ataque principal ser no , da mesma forma que em jogos icônicos do gênero, como Devil May Cry.

Sistema de Jogo

Briar e Lute devem percorrer os capítulos de forma linear e direta, com explorações para missões adicionais e aprimoramentos de combate.

A Quimera e sua Sombra

O combate de Soulstice envolve aspectos de ataque e defesa, uma vez que Briar fica responsável pela ofensiva e Lute fica responsável pelo suporte e defesa. A forma que a sintonia entre ambas estará presente é o que irá tornar seu resultado de batalha gratificante.

Briar possui duas armas no início do jogo, a sua espada e sua ceifadora.
A mecânica por trás dos combos é totalmente amigável e parecida com outros hack n slash já conhecidos por nós, com um sistema rápido e com leitura de entradas altamente dinâmico nas trocas de armas.

Evidentemente, haverão diversas armas para Briar usar, mas o intuito aqui não é mostrar todas, já que parte da diversão do gênero é justamente a jogabilidade com cada arma que o personagem irá usar, porém mais para frente do review/tutorial irei dar um breve detalhe sobre as armas…

Com relação à Lute, como dito antes, ela irá servir de defesa e suporte para Briar, onde seus ataques podem ser devastadores conforme jogar. Lute pode agir quando houver a indicação de comando na tela para o botão .

Esse é o indicador de contra-ataque para Lute fazer três tipos de defesa: desaceleração, barreira e deflexão, são as ações padrões para Lute defender Briar, a diferença é que um abre a janela para reação ou evasão , o outro evita ataques físicos de forma que quebre a postura dos inimigos e o terceiro desvia projéteis dos inimigos.

O tempo de reação de Lute pode variar tanto o tipo de ataque quanto a perfeição de contra ataque que pode ser feito. Geralmente ações rápidas dão uma janela de contra ataque perfeito e mais tempo para Briar ter uma reação, apesar dos combates serem rápidos, as defesas de Lute são bem funcionais, graças à jogabilidade e o indicador ser bem efetivo na tela (mas ainda sim irá exigir atenção extrema do jogador em algumas batalhas).

Ah, então isso é fácil Shin… é só spammar o botão para Lute defender Briar

Apenas não… não tente ser o safado spammer de comandos achando que Lute irá estar pronta para todos os bloqueios e contra ataques… caso Lute não tiver nenhum inimigo para reagir, ela irá se distrair procurando pelo cenário, o que impede sua ação de spam do comando, e também tornando a jgaobilidade mais dinâmica entre ambas…

A harmonia Quimera X Sombra

Como podemos notar, o HUD tem alguns detalhes interessantes durante as batalhas:

Cada batalha trará pontuação e que irá definir o ranking da seção, indo de Ferro até Diamante.
Os combos são feitos em uma sequência de golpes básicos de cada arma, geralmente em 4 hits. Ao completar 1 sequência, um combo é contabilizado.
A primeira linha de pontuação é referente à Briar e armas usadas por ela, quanto mais variedade de armas (ou golpes e combos delas), mais pontuação.
A segunda linha de pontuação é referente à Lute e seu suporte, além dos possíves ataques para defender Briar.
A terceira linha é a contagem de streak de inimigos derrotados sem tomar dano.
E por fim, o multiplicador, que será ativado para a pontuação corrente ou final (caso conseguir manter a batalha em ritmo rápido e sem levar dano).

Com isso sua classificação é contabilizada juntamente com diversos modificadores, seja usando item para curar, técnicas usadas, combos e variações feitas na batalha.

Agora perceba que o HUD possui as imagens do rosto de Briar e Lute, essa indicação é chamada de Unidade, que é a harmonia de ambas nas batalhas, que irá constituir em pequenas “fases” de afinidade como podemos ver abaixo:

A expressão das meninas muda conforme sua harmonia e afinidade…

Os rostos das meninas são preenchidos em cada fase durante as batalhas, ao manter uma harmonia boa entre as irmãs, golpes poderão ter mais efetividade, além dos suportes de Lutes serem mais práticos e pró ativos.
Ao chegar no estágio “unificadas” e preencher o medidor completamente, você ganha a SINERGIA.

A sinergia nada mais é que um golpe mais forte para a finalização das armas, cada arma tem seu ataque de sinergia. Vale ressaltar novamente que, a Sinergia só ocorre quando ambas estiverem com sintonia máxima e com as habilidades interligadas, mas isso mostrarei mais à frente…

Campos de Atuação de Lute

Lute tem 2 habilidades exclusivas que irão auxiliar Briar em aspectos de exploração, de recursos e batalhas, são os chamados Campos de Evocação e Banimento

Campos de Evocação irão destruir cristais azuis, que possuem o chamado cobalto e criar plataformas etéreas, porém haverá mais duas finalidades para esse campo que irei mostrar mais pra frente.

Campos de Banimento irão destruir os cristais vermelhos, que possuem cobaltos corrompidos, cristais que podem bloquear a passagem de Briar para progredir nas fases ou os cristais de coleta corrompida.

Ao usar os campos, o indicador do lado da resistência de Briar irá preencher, trata-se da entropia. Caso Lute se exauste usando os campos, a entropia irá sobrecarregar ela, fazendo com que ela se ausente por algum tempo e não consiga ajudar Briar, então controle a entropia acertando os cristais requeridos.

Os inimigos…

Apesar de tudo, as batalhas irão se dividir em inimigos diferentes, com classes maiores e estilos poderosos. Os inimigos possuem 3 tipos:

Corrompidos – inimigos simples e que não precisam de campos adicionais para serem derrotados.

Espectros – inimigos etéreos que precisam de campo de evocação para serem atingidos.

Possuídos – inimigos que precisam do campo de banimento para sua carcaça ser atingida, além de expulsar os espectros que estão dentro dela.
Os possessores podem retornar em alguns possuídos, caso não forem extinguidos.

Além disso, haverão inimigos com equipamentos de resistência para serem quebrados:

É necessário quebrar os escudos / equipamentos indicados nos pequenos quadrados para depois acertar os inimigos efetivamente. Aqui é onde se dá a efetividade da troca de armas, todas elas terão pontos vantajosos para determinados inimigos e contrários para outros, então fique de olho…

Além disso, alguns inimigos são classificados como Elite, que são inimigos com mais resistência, porém com barra de STAGGER. Caso Briar consiga encher a barra, eles irão ficar atordoados por algum tempo…

A evolução de Briar e Lute

Os cobaltos adquiridos nas fases são os recursos para aumentar as habilidades de Briar e Lute, porém os cobaltos corrompidos são destinados à Briar e os cobaltos etéreos são destinados à Lute.
Os upgrades ocorrem em cada intermissão ou falando com Layton, o observador das meninas para a missão…

Os upgrades de Briar são relativos à movimentos novos para suas armas e proficiência, que é a efetividade de cada arma para os inimigos e estilo de inimigos (aéreos, hordas, armaduras).
Os upgrades de Lute são divididos em 3 aspectos: ataque, campos e defesa, acredito que à essa altura dispense explicação.

Entretanto, Lute tem 1 aspecto adicional chamado Êxtase, que funciona em conjunto com a Briar. Esse aspecto é liberado quando Lute for capaz de aumentar seu poder geral juntamente com Briar, acarretando maior poder nos 3 aspectos anteriores e trabalhando em harmonia maior com Briar:

Êxtase é ativado ao ter a harmonia e sinergia máxima, apertando L2 + R2, Briar ativa uma das formas mais poderosas dela:

Com isso, Briar irá ganhar maior velocidade e seus ataques causam ondas descomunais.
Ao estar nesse modo, Briar não pode trocar de arma.

Agora perceba o canto inferior esquerdo, ele é o indicador do quarto aspecto de upgrade de Lute, o êxtase possui 4 tipos: Maestria, Concentrado, Curativo, Atroz e Curativo.
Concentrado – foco na entropia, duração de êxtrase e danos.
Maestria – foco em Lute e Unidade de Sinergia
Atroz – foco em ataques
Curativo – foco em recuperação de vida e ataques para evasões

Cada um dos 4 tipos irá desferir habilidades direcionadas e diferenciadas para Briar e Lute, além de um movimento finalizador.

Evidentemente tem muita coisa ainda pra saber do jogo, mas vou deixar que vocês experimentem e descubram todas as coisas possibilidades, pelo menos assim, vocês já têm ideia do que espera por vocês no sistema de jogo…

Extras

O jogo possui 5 dificuldades, sendo as duas últimas desbloqueadas posteriormente de forma isolada, não retroativa (Quimera desbloqueia depois de terminar na Amazona e Transcendente após terminar na Quimera).

Em paralelo aos capítulos, o jogo possui missões secundárias com objetivos e condições específicas em forma de arena. Algo herdado dos nossos queridos Devil May Cry e Bayonetta, por sinal…

Para auxilio do enredo, Lute deve usar o campo de evocação e analisar os Ecos deixados para entender o que causou a corrupção na cidade…

Troféus / Conquistas

Dificuldade: 7/10
Soulstice certamente pode ser um desafio para os diversos jogadores, mas não impossível.
Conforme jogar e evoluir as personagens, os combates serão mais efetivos e até lá já estará mais habituado com o ritmo das batalhas.
De forma resumida, o jogo exige troféus de completude em 4 dificuldades com habilidades necessárias em ranking diamante em todos os capítulos (não sendo retroativos), fazer todos os desafios com ranking diamente, melhorar totalmente as meninas, melhorar totalmente a vida e entropia, terminar um capítulo sem tomar dano e alguns troféus miscelâneas ocultos…
Ou seja, a dificuldade está mais pela demora em fazer todos os capítulos em 4 dificuldades, tornando um replay value exagerado…

Considerações Finais

Graficamente o jogo é agradável e cheio de efeitos de luz, algo habitual no gênero. Os efeitos de luminosidade nos cenários com o clima sombrio do jogo tornam a atmosfera coerente, além da modelagem ter um pequeno toque de cellshader. As CG’s por sua vez são rapidamente transitivas durante o jogo, mesmo com sua aplicação para os golpes mais fortes e eventos que ocorrem no lore.

A trilha sonora é satisfatória e com predominância orquestral e eletrônico em alguns casos. A dublagem feita nas personagens passa um pouco da emoção do que elas passam e os diálogos entre a dinâmica das irmãs chama atenção, até certo ponto, quando começam à ficar repetitivos e estar ali apenas para serem ativadas de tempo em tempo, saindo um pouco do contexto da evolução da história, não é algo que incomoda, mas poderiam ter feito falas diversificadas em pontos chaves…

A jogabilidade é o forte do jogo, os combos são bem responsivos e a troca de armas funciona de forma dinâmica. Isso combinado com o ritmo e excesso de inimigos, em alguns casos, irá exigir que o jogador masterize o combate. Talvez os mais acostumados com DMC estranhem alguns comandos, como lançar inimigos no ar (em Soulstice é feito com + ) mas nada que o hábito não ajude…

A performance do jogo foi satisfatória em termos de evitar fechamentos repentinos ou bugs muito sérios, entretanto, em partes próximas do fim, há variação de frames em batalhas com excesso de feixes de luz (principalmente em uma batalha específica contra um chefe) alternando dos 60 para 20/23, mesmo estando em modo performance, que foi a escolha que mantive no jogo todo.

No quesito desafio, o jogo aplica a fórmula de hordas com um número considerável de inimigos flanqueando. O jogador precisa prestar atenção nos indicadores de contra-ataque de Lute e indicadores de direção de perigo quando os inimigos estiverem fora da tela. O dash é algo que será constante (nível Ninja Gaiden), o desafio aumenta quando diversos tipos diferentes de inimigos estarão mistos nas batalhas.
As batalhas com chefes são criativas e divertidas, somado ao design que eles possuem, dá um charme para o aspecto sombrio do jogo…

Agora nem tudo são flores… apesar de ter um bom combate e uma jogabilidade agradável, a câmera em alguns pontos pode atrapalhar, mais pelo fator de câmera fixa (travar alvo em inimigos), onde em alguns casos não é funcional. O jogo irá travar inimigo mais distante em vez do mais perto e com isso, a câmera mal irá se mover, a mecânica claramente foi mal otimizada para esse fator.
Outro aspecto que pode incomodar (e que me incomodou aliás) é o design das fases, principalmente no início, onde a maioria das salas são parecidas e com segmentos praticamente clonados. Isso se agrava na metade para o fim do jogo, onde o enredo está consideravelmente desenvolvido, mas as fases se tornam extensas e com pedaços de puzzles para “adiar o fim” do jogo, seja com batalhas sequenciais ou pedaços de exploração desnecessários, tornando cansativo concluir o jogo.

De forma resumida, Soulstice usa fórmulas dos anos 2000 (a inspiração em Ninja Gaiden, DMC e Bayonetta é clara), focando mais na habilidade e aprendizado de batalhas e poderá empolgar os mais diversos jogadores do gênero, entretanto essa empolgação pode diminuir com a péssima decisão de design das fases e durabilidade do jogo, eu mesmo estava animado até a metade do jogo e estava cogitando pôr o selo de recomendado, mas a falta de coerência do design fez com que eu apenas considerasse um hack n slash focado em uma jogabilidade divertida e dinâmica, com um lore em potencial que se perde em um design mal escolhido para sua longevidade.
Fica aqui meu voto de confiança para design mais simplificado nos próximos jogos da Reply Game Studios, porque em jogabilidade acertaram em cheio…
Caso for jogar, encare como um hack n slash clássico, com erros que podem ser relevados dando um tempo, mas acertos no desafio de combate, que é o foco desse gênero de jogo…

Ajude Briar e Lute à livrar a cidade da corrupção e evitar o Solstício das Almas…