Síndrome de Cassandra

Na mitologia grega, a princesa Cassandra de Troia (filha de Príamo e Hécuba), recebe do deus Apolo o dom da profecia.
Ao recusar o amor do deus, no entanto, é punida com o fato de que ninguém acreditará em suas previsões, considerando-a louca.
Cassandra inclusive prevê a Guerra de Troia e suas consequências, mas a tentativa de alertar os pais e demais pessoas do reino falha.

Na Psicologia, a Síndrome de Cassandra (ou Complexo de Cassandra) refere-se àqueles que tentam alertar para o resultado e/ou futuro de algo, mas são tidos como mentirosos.

Eu costumava acreditar em todas as promessas dos desenvolvedores de jogos, por mais mirabolantes que fossem.
Entretanto, algumas decepções fizeram com que eu passasse a duvidar de muitos conceitos e mesmo trailers de jogos vindouros.

Desta forma, passei a tentar alertar outros jogadores sobre falsas promessas e, em grande parte das vezes, fui desacreditado.
É claro, algumas destas “previsões” foram acertadas, outras apenas para eu mesmo.

Minha primeira desconfiança com estes títulos foi em The Order: 1886, da Ready at Dawn.
O jogo foi mostrado em diversas conferências e eventos, mas sempre em apenas dois trechos.
Mesmo assim, acabei comprando o título no lançamento, acreditando ser apenas uma falsa impressão.
Infelizmente, não foi o caso: a jogabilidade escassa, os poucos combates e as lutas de chefes repetidas (inclusive nos quick time events), além da curta duração, fizeram dele um desastre.

De forma semelhante, Control e Red Dead Redemption 2 foram jogos dos quais os trailers não me empolgaram, mas que eu insisti em comprá-los e novamente quebrei a cara por não seguir meus instintos (apesar de, neste caso, muitas pessoas gostarem dos supracitados).

Previsões mais óbvias foram No Man’s Sky e Cyberpunk 2077.
NMS prometeu demais e eu não comprei o hype, especialmente pelos trailers que sempre pareciam chatíssimos aos meus olhos.
Cyberpunk prometia muito além do que seria possível, embora a decepção geral das pessoas tenha sido em relação aos bugs, crashes e todas as mentiras envolvidas no processo.
Ao menos dois casos em que acreditei em mim mesmo e não comprei os jogos.

Mas como todos os casos citados já ocorreram, eu deixo aqui uma pequena previsão de um título futuro, para que os presentes leitores possam julgar minha capacidade de visão do futuro.
Em Starfield, um dos jogos mais esperados da Bethesda e em longo período de desenvolvimento, o produtor (Todd Howard) relata que haverão 100 sistemas solares, com 1.000 planetas para serem explorados e você poderá desembarcar em qualquer ponto deles.

Ok, ok, é uma previsão de desastre que parece bem fácil, especialmente vindo da Bethesda, mas mesmo assim, muitos fãs acreditam ainda nas palavras de Todd, mesmo após outras tantas promessas quebradas…