Review / Tutorial de Sword and Fairy: Together Forever

* Esta análise foi feita com o código cedido pela EastAsiaSoft (versão PS4/PS5)

Distribuidora: EastAsiaSoft
Produtora: SOFTSTAR
Plataforma:  PS4 / PS5 / PC
Mídia: Física e Digital
Ano de Lançamento: 2021 / 2022

Sword And Fairy: Together Forever é um RPG de ação chinês (o 9º título da franquia The Legend Of Sword And Fairy, incluindo spin offs) com mitologia própria, onde devemos controlar quatro guerreiros dispostos a proteger a Criança Escolhida e solucionar uma trama que envolve os Três Reinos.

OS TRÊS REINOS

Este é um jogo chinês, falando sobre três reinos distintos.
Não, este não é um jogo sobre o período chinês dos Três Reinos, mas sim uma ficção mitológica onde existem Três Reinos: o Reino das Divindades, o Reino dos Demônios e o Reino dos Humanos.

Chong Lou, o Lorde Demônio

Para evitar as constantes guerras, um acordo foi selado, impedindo a transição entre reinos.
Esta trégua durou muitos anos, mas no início do título nos deparamos com a abdução da Criança Prometida pelos principais Demônios do Paraíso.
Xiu Wu, divindade infiltrada no reino dos demônios, é derrotado por Chong Lou, o Lorde Demônio.

MINGSHU SECT

Enquanto isso, no reino dos humanos, Yue Qingshu, a mais velha discípula do Clã Mingshu (clã para facilitar a tradução no português, uma vez que o correto seria secto, tanto no sentido de seita quanto de escola), está investigando os monstros próximos ao seu vilarejo, que tornaram-se violentos nos últimos tempos e estão atravessando a barreira de proteção.

Qingshu voa nas costas de Qiaoling

Após derrotar alguns monstros, com a ajuda de seu espírito companheiro, Qiaoling (que também pode transformar-se em um grande pássaro, para seu transporte), Qingshu encontra um estranho fruto, que parece emanar energia.

Hanshan analisa o fruto espiritual

Sem entender do que se trata, ela leva o fruto para seu avô (e mestre/líder), Yue Hanshan, que lhe informa ser aquela uma fruta espiritual, mas muito mais poderosa do que o habitual.

Ziqiu, a Criança Escolhida

Passado algum tempo, novamente explorando fora do vilarejo, a jovem se depara com uma cena incomum: um grande pássaro negro carrega nas garras uma criança gritando por socorro.
Disposta a ajudar o garoto, ela monta em Qiaoling e segue em perseguição, até conseguir ferir o pássaro negro.

A CRIANÇA ESCOLHIDA

Ziqiu, o menino que era carregado pelo pássaro negro é, na verdade, a “Criança Escolhida”, protegida pelo Clã Tianshi, rival do Mingshu.

Treino marcial do Clã Tianshi

Qingshu entra em combate com uma “Fera Perversa” (Vicious Beast) de grande poder e é salva por Xiu Wu.
Sem sua arma, Wu invoca a espada de Qingshu e derrota o monstro. Ainda gravemente ferido pelo combate com o Lorde Demônio, Xiu Wu sofre uma simbiose com Yue Qingshu, não podendo afastar-se dela.

Qingshu prepara-se para enfrentar a primeira Fera Perversa

Uma nova aliança é forjada entre os Clãs Mingshu e Tianshi para a proteção de Ziqiu.
Qingshu e Wu passam a investigar o aparecimento de mais Feras Perversas no mundo e no caminho encontram-se com os dois outros protagonistas do título: Bai MoQing (do Clã Xianxia) e Sang You (da Vila Miao).

TRABALHO EM EQUIPE

SaFTF permite controlar um protagonista por vez, sendo até quatro membros na equipe simultaneamente, controlados pela máquina, mas podendo ser alternados para o jogador (salvo em situações específicas).
A equipe, no entanto, nem sempre permanece unida, separando-se em pontos da trama, onde recebemos o controle de um personagem.

Xiu Wu executa o combo de cinco golpes

O combate propriamente dito funciona com quadrado como golpe simples e triângulo como golpe forte. Conforme evolui o personagem, novos combos vão sendo adicionados.

Ataque em equipe: sempre super efetivo!

As habilidades aprendidas podem ser acionadas usando-se o botão R2 + um dos quatro botões principais (um segundo leque de opções pode ser acessado com R2 + L1).
Estas habilidades podem ser equipadas conforme desbloqueadas, modificando consideravelmente as estratégias de gameplay.

Prompts na tela resultam em combos com mais de um personagem, combinando diferentes ataques

Ao acumular energia durante os combates, uma árvore vai sendo preenchida no canto direito da tela, podendo ser ativada (L3 + R3) para foco, tornando o personagem temporariamente mais forte e invulnerável aos ataques inimigos.

Sang é o ladino do grupo, responsável pelas missões de infiltração…
… contando com certos apetrechos para neutralizar guardas desavisados

Em determinado momento, as invocações de Divindades serão liberadas, sendo uma para cada personagem (e uma quinta “secreta”, mediante o uso de um item). Quando uma lua surgir junto à árvore no medidor, é possível fazer a invocação.
As Divindades invocadas possuem um curto tempo de permanência no cenário e apenas ataques com quadrado. Seu poder especial, acessado com R2 + quadrado, consome automaticamente toda a energia em um golpe poderoso, ao final do qual os protagonistas retomam a luta (durante a invocação, apenas a Divindade permanece em tela).

Invoquei o Pai Mei, agora a coisa ficou séria!

Já a alternância de personagens acontece pelos botões L2 + os quatro principais (quadrado, triângulo, X e bola, no PlayStation).
Esta estratégia é útil quando for necessário um tipo específico de ataque: Yue Qingshu luta com espada e a ajuda dos animais espirituais (falarei deles adiante); Xiu Wu utiliza espada e poderes telecinéticos; Bai MoQing é a maga do grupo, lutando com pergaminhos e os poderes dos quatro elementos e Sang You utiliza uma besta com diferentes efeitos de dardos e o uso de insetos.

Equipe reunida no menu

É possível esquivar no último segundo, ganhando uma pequena vantagem de tempo para um contra-ataque que, na prática, funciona como o witch time de Bayonetta, porém mais suave, sem realmente parar o tempo, apenas desacelerando-o levemente.

CONTRATO ESPIRITUAL

Yue Qingshu, como um membro do Clã Mingshu, possui a habilidade de formar contratos com animais espirituais, como o seu companheiro Qiaoling.

Uma imponente Fera…

Algumas das Feras Perversas derrotadas podem ser “convertidas” em animais espirituais, representados por versões menores e mais fofinhas, flutuando ao lado da guerreira.
Animais espirituais são obtidos através de combate contra Feras Perversas e ao completar favores durante as sidequests.

… torna-se um animal fofinho em sua versão espiritual

Para subir o nível destes espíritos, eles devem ser alimentados com “rações” próprias, encontradas pelos cenários, seja no chão ou em baús, além de obtidos como loot de inimigos derrotados.
Cada animal espiritual possui dois atributos, sendo estes evoluídos com o uso de pontos, sendo cada um obtido ao atingir um novo nível (com o máximo de 15).

Sidequests, complete-as sempre que puder

Durante os combates, Qingshu pode invocar diferentes animais espirituais, dependendo das habilidades equipadas.

MINIGAMES

SaFTF possui dois minigames principais, espalhados pelos diferentes cenários, acessíveis após conversar com Leaf Fairys (pequenos seres verdes):

– Free Leaf Fairy: um desafio de saltos através de plataformas em formato de folhas voadoras translúcidas. O objetivo é saltar de folha em folha até alcançar o baú;

– Journey Heaven-Earth: um jogo de combate com cartas baseado nas criaturas e divindades, utilizando o sistema de pedra papel e tesoura.
A cor azul representa o Céu, que derrota a cor verde, representada pela Terra, que derrota a cor vermelha, representada pelos Humanos e que derrota o Céu (azul), fechando o ciclo.

Céu>Terra>Humanos>Céu

Cada jogador possui sete folhas, que representam sua vida e dispõe de quatro cartas simultaneamente para uso, além das outras cartas do deck, que serão dispostas conforme as atuais forem usadas.
Ao atacar com diferentes elementos, a cor mais forte vence (conforme descrito acima), caso o mesmo elemento seja usado por ambos, as cartas são empurradas para o fim do pergaminho e serão acrescentadas ao dano na próxima jogada.

Sempre que um novo elemento é usado, seu poder fica carregado na estrutura com os três círculos para uso posterior.

Esta é uma situação limite, onde o primeiro atacante pode derrotar o oponente imediatamente

Cartas com numeração precisam daquele valor para terem seus poderes ativados, sendo vermelho para ataque e verde para cura, que serão usados assim que a carta for selecionada para o turno.
Ao utilizar a carta com poder, ela atacar com o poder vermelho, destruindo folhas do adversário (mesmo que os elementos dos dois jogadores coincidam) e o poder verde recuperará folhas do jogador.

Uma carta do Céu no destaque

As cartas que ficam acumuladas no pergaminho somam ataque quando os elementos diferem na jogada, caso em que o Leaf Fairy salta sobre as folhas do jogador, causando todo o dano referente às cartas previamente dispostas.

Esta explicação é bem mais complicada do que o jogo em si, que é facilmente aprendido.
Ao derrotar cada um dos Leaf Fairys adversários, você ganha uma carta nova para o seu deck.

EXPLORANDO DIFERENTES LOCAIS

Cada região é composta por três a quatro diferentes localidades, sendo possível explorar toda a região a pé, viajando por pequenos vilarejos e adentrando dungeons.
Qiaoling pode ser utilizado como meio de transporte, responsável pela “viagem rápida” entre as diferentes regiões.

Nas cidades e vilarejos é possível encontrar restaurantes, vendedores de itens e artefatos e ferreiros (que podem tanto forjar um novo equipamento, melhorar um ou mesmo vender novas armas).

Ferreiros são essenciais

Vale à pena investir o dinheiro no upgrade de armas e armaduras/roupas protetoras, sendo o upgrade de armas feito mediante o uso de materiais coletáveis.
Cada arma permite três upgrades, um para cada atributo da mesma.

É possível equipar diferentes amuletos de bônus…
… além de roupas extras (neste caso, puramente estéticas)

Os restaurantes vendem comida que concede bônus temporários (30min). Também é possível cozinhar em fogueiras encontradas em locais desabitados, uma vez que se tenha os ingredientes e a receita.
Um prato de comida e uma bebida podem ser combinados para mais bônus recebidos.

Comidas geram bônus temporários

As sidequests são representadas por pontos de interrogação no mapa antes de serem descobertas e pontos de exclamação indicando a continuidade das mesmas; o S marca a conclusão da sidequest; já o M indica a quest principal para o avanço da trama.
Sidequests com o símbolo apagado no mapa indicam que ainda não podem ser concluídas, geralmente por necessitarem de avanço da trama principal ou pela falta temporária de algum membro da equipe (os requisitos podem ser verificados tanto no mapa principal, quanto no menu, apertando para a direita no D-Pad).

Xiu Wu pode usar minérios de gelo especiais…
… abrindo paredões congelados

Os puzzles do jogo são de relativa tranquilidade em sua resolução, embora eu confesse ter empacado por um bom tempo na solução de um envolvendo posicionar plataformas flutuantes nos locais corretos (até eu perceber o que estava errando e ter ficado surpreso com tamanha desatenção).
Se você ficar muito tempo preso em algum puzzle, o jogo oferece apertar L1 para pulá-lo, uma opção elegante para quem não gosta de quebrar a cabeça.

Xiu Wu pode também controlar poderes de plataformas e transporte…
… utilizando os selos corretos, mas apenas no mundo dos demônios

“FOLCLORE TAOÍSTA”

Apesar de possuir um lore particular, SaFTF baseia-se em lendas chinesas e em algumas crenças taoístas.
Não há uma correlação direta, mas Fu Xi e sua esposa NuWa, ambos presentes na mitologia chinesa, sendo tanto deuses com corpos de serpente como os primeiros a criarem a raça humana após a Grande Enchente (a versão chinesa do Dilúvio, um dos mitos primordiais de criação ao longo dos povos), tendo procriado, mas também feito humanos de argila, para agilizar o processo.
Fu Xi é também tido como um imperador chinês, o primeiro dos Três Augustos, sendo o responsável pela invenção da escrita (esta invenção também é atribuída a Tsang-kie).

Fu Xi e Nuwa com corpos de serpentes: os criadores da humanidade

Bem, apesar destas referências rápidas em termos de nome, a verdade é que o jogo utiliza-se de criaturas comuns às mitologias orientais, como garudas e dragões, juntas a criaturas próprias da série, como demônio, quimeras, espíritos e outros seres.

A Bruxa do Paraíso e seus ajudantes: Demônio do Paraíso

Importante ressaltar que, dada a visão não-maniqueísta (comum aos povos do Extremo Oriente), os demônios são vistos como criaturas não necessariamente malignas, embora de caráter tendencioso ao mal e à vilania, mas possuindo também características neutras ou, até mesmo, bondosas.

O Rei Garuda enfrenta Xiu Wu (quick time event presente na cena)

Desta forma, quando fala-se da raça dos Demônios no jogo, há uma diferença com relação aos Demônios do Paraíso, seres de elevado poder, da mesma forma que não necessariamente todas as Divindades são bondosas.

ARTE ESPIRITUOSA

Outro ponto de destaque do título fica por conta da belíssima arte, com personagens de aparência suave, rostos bem definidos e moldados, além de complexas indumentárias.

Sang You e Bao MoQing: amor reprimido

As abundantes cores dão um aspecto “aquarelado” ao jogo, tanto nos personagens quanto nos grandiosos cenários.
O jogo parece uma grande pintura em 3D, o que pode ser melhor contemplado com o modo Foto.

Arquitetura vasta e suntuosa

Tudo é muito fluído na Unreal Engine 4, sem engasgos durante os combates e com uma leveza de movimentos, semelhante à uma dança.
A dublagem em chinês dá um show à parte, especialmente pela grande quantidade de diálogos dublados (poucas vezes algum NPC não produz som). Apenas esteja atento às legendas (em inglês), pois os personagens falam rápido.

Xiu Wu infiltra-se em memórias

A trilha sonora é focada em temas épicos e música chinesa tradicional, fazendo uma bela alusão aos clássicos da ópera chinesa, misturando músicas agitadas nos combates com chefes ao som relaxante e bucólico dos menus e vilarejos.


PLATINA DE JADE

A platina de SaFTF não é difícil, pedindo que todas as habilidades sejam aprendidas, 20 sidequests sejam completadas (recomendo completar todas pelos bônus obtidos), cozinhar 10 alimentos, consumir 30 alimentos, usar todos os combos (os prompts de comando que surgem durante algumas habilidades), derrotar todos os oponentes no jogo de cartas (existem três adversários extras que surgem após derrotar todos os outros e sim, eles contam para o troféu), usar todas as invocações divinas e invocar o deus do vinho, completar toda a linha de sidequests musicais, entre outros.

RESUMO DA ÓPERA:
Sword And Fairy: Together Forever
é uma adição da série chinesa no Ocidente, trazendo combate sólido, belíssima arte e gráficos, além de uma trilha sonora primorosa.

A trama, apesar de um pouco lenta no início, possui um bom plot twist e os personagens são carismáticos (com destaque para o alívio cômico, Sang You).
O sistema de habilidades e combos é satisfatório e adapta-se bem ao estilo do jogador, além do título permitir alternar entre os quatro personagens.

Qingshu executa um ritual de cura em um dos animais espirituais

Há passagens diferentes, como as sessões de stealth com Sang You.
O minigame de cartas é viciante, embora alguns oponentes apelem bastante na dificuldade.

Com um lore próprio e uma estética surpreendente, Sword And Fairy: Together Forever é a prova que os RPG’s chineses (é o segundo que finalizo este ano) chegaram para ficar!