Review / Tutorial de Chefy-Chef

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Ratalaika Games (versão PS4/PS5)

Distribuidora: Ratalaika Games
Produtora: BUG-Studio
Plataforma:  PS4 / PS5 / Xbox One / Xbox Series S / Xbox Series X / Switch / PC
Mídia: Digital
Ano de Lançamento: 2022



Chefy-Chef é um jogo de plataforma 2D sobre um chefe de cozinha atrás da receita perfeita.

Chefy é um chefe de cozinha à procura de receitas inusitadas.
Em uma de suas experiências pela cozinha, ele acaba sendo sugado pela geladeira e vai parar em um mundo selvagem, onde os ingredientes surgem em altares, defendidos por armadilhas e perigosos animais.

Um abacaxi, uma cebola e leite… excêntrica receita

Chefy conta com um pulo duplo como sua habilidade primária.
Utensílios de cozinha podem ajudá-lo, como uma faca para escalar paredes ao cravá-la na superfície, um martelo de bater bife para impulsionar-se no ar e uma frigideira capaz de transportá-lo para onde for jogada.

A cebola sagrada (???) em seu altar

A faca pode ser arremessada para matar inimigos ou destruir paredes frágeis, o martelo serve para arma de impacto atacando para baixo e a frigideira permite atravessar plantas espinhosas (que formam barreiras naturais).
Os utensílios, no entanto, precisam ser coletados em cada fase.

A faca permite escalar paredes
… bem como destruir paredes quebradiças

Ao começo de cada fase, você surge da geladeira, que então desaparece, voltando apenas quando você encontrar os três ingredientes para a receita, variando entre leite, frutas e legumes (as receitas são… inovadoras).

Receita completa, hora de entrar na geladeira mágica

Além dos ingredientes, é possível coletar hambúrgueres secretos, escondidos atrás de plantas que movem-se constantemente.
Ao tocar a planta, o hambúrguer vai para outra parte do cenário, precisando ser alcançado novamente.
Ao coletar um deles e finalizar a fase, você recebe um bônus, como novas combinações de cores para as roupas.

Plantas movendo-se estranhamente? Procure um hambúrguer escondido nelas!

Os inimigos pelo caminho variam entre diferentes animais, como macacos que arremessam pequenos cocos, sapos, jacarés (que podem ser utilizados como plataformas temporárias na água), insetos e vários outros.

Jacarés funcionam como plataformas temporárias… com grandes dentes
O livro de receitas funciona como checkpoint do jogo, logo após esta planta espinhosa que pede um transporte via frigideira

As armadilhas consistem em chãos espinhosos, totens cuspidores de dardos, troncos nos rios (que afundam rapidamente ao serem pisados), etc.
A vida do personagem é representada por três tomates; caso perca todos, volta ao início da fase, se não tiver tocado no livro de receitas, que funciona como checkpoint.

Totens cuspidores de dardos são algumas das armadilhas presentes…
… bem como troncos que afundam com o peso de Chefy

Os coloridos cenários variam entre florestas, fases nevadas e cavernas, que contam com puzzles como o apertar de botões para desbloquear passagens, o acesso remoto com a necessidade do uso dos utensílios e outros.
Cada fase é formada por diversas áreas interligadas, algumas acessíveis apenas com o instrumento certo.

É a partir daqui que o desafio aumenta

A trilha sonora é um tanto repetitiva, embora não atrapalhe o jogo, pois se adequa bem ao clima de aventura de Chefy.

Passeio de plataforma móvel, indo de encontro ao simpático (mas mortal) sapo

A platina de Chefy-Chef é fácil, pedindo que você conclua 20 níveis, adquira 15 hambúrgueres e mate um sapo, um macaco e um jacaré.

RESUMO DA ÓPERA:
Chefy-Chef é um simpático plataforma 2D, com bom uso de itens para navegação e um bom desafio (o jogo é bem fácil no começo, mas espere até chegar nas fases com neve).

Um mundo onde o chefe pode virar o assado…

O gráfico colorido é bem claro e os comandos são precisos, pedindo certa habilidade do jogador conforme elementos novos são adicionados, como o arremesso de frigideira, em locais específicos, para o transporte correto.

Odeio quando entro na geladeira e vou parar em uma caverna…

Chefy-Chef é um relaxante jogo de plataforma, com visual cartoon e um cozinheiro que, bem, gosta de experimentar receitas não muito convencionais…