Review / Tutorial: Pocky & Rocky Reshrined

Ola, aqui é o Pena e hoje vamos com um remake que puxa a infância de vários jogadores, o scrolling shooter Pocky & Rocky Reshrined.

O jogo é produzido e publicado digitalmente pela Natsume, Inc., que participou da produção do Eiyuden Chronicle: Rising e cuida da série Harvest Moon, enquanto a versão física do jogo no ocidente foi publicada pela ININ Games, que publicou jogos como G-Darius HD e Cotton Fantasy (uma lista completa dos review que fizemos deles aqui).

Esse jogo é um remake do jogo “Pocky & Rocky” lançado originalmente para o Snes em 1992, tendo lançamento tanto no Oriente como no Ocidente.

Review feito em base da versão para PS4. Código cedido pela Natsume, Inc.

Titulo: Pocky & Rocky Reshrined
Produtora: Natsume, Inc.
Distribuidora: Natsume, Inc. (Digital) / ININ Games (Físico)
Gênero: Scrolling Shooter
Plataformas: PlayStation 4 e Nintendo Switch
Mídia: Físico e Digital
Textos: Inglês, Francês, Alemão, Japonês, Coreano, Chinês Tradicional e Simplificado

Com inglês
Com inglês

História

A um tempo atrás, os monstros da montanha raptaram os 7 Deuses da Fortuna, mas eles foram derrotados pela Pocky e depois disso todos viveram os dias pacificamente.

Mas isso não durou muito tempo, já que os monstros enlouqueceram novamente e começaram um novo ataque. Agora fica a cargo da Pocky e do Rocky pra descobrir o que está ocorrendo e acabar com esses novo problema.

O jogo usa em base os ocorridos do primeiro jogo da série para o Super Nes, mas ele muda muita coisa na história e até no desenvolver das missões do jogo, mas o que está acontecendo eu deixo pra você descobrir quando for jogar.

Gráficos

Imagem do novo jogo está cortada pra melhorar a comparação com o original

Todos os gráficos são em pixel art muito bonitos e com diversos detalhes, além de puxar pra uma arte mais infantil e cômica utilizando diversas referências ao folclore japonês, capricharam muito nessa nova versão, ainda mais se comparar com o jogo original.

A cada cenário finalizado no modo história temos algumas cenas das conversas, aqui temos imagens bem caprichadas e sempre bem detalhadas, quem curte pixel art vai adorar essas partes do jogo.

Áudio

As musicas são bem variadas, misturando vários estilos nelas, tendo uma experiência bem gostosa durante as missões e ainda mais durante as batalhas de chefes. Nessas ultimas tem umas bem legais pra manter o clima da batalha.

Como já é de se imaginar, não temos dublagem no jogo, mas isso não atrapalha em nada a diversão do jogo, mas eu sempre aviso pra aqueles que fazem questão disso.

Encontrou a OST completa do jogo no Youtube, então coloquei ela aqui pra você curtir ela enquanto termina de ler o review.

Jogabilidade

Extra Easy precisa liberar conforme joga.

Esse é um remake do jogo do Snes e tem várias modificações nele, começando pela adição do modo história que é pra apenas 1 jogador. Aqui logo de início escolhemos qual dificuldade iremos jogar.

Esse ponto de retorno fica até iniciar uma nova partida ou fechar a história.

Também é possível continuar de onde paramos na partida anterior, não precisando fechar o jogo numa única tacada.

Também é possível alterar os botões que prefere usar as ações, dai não precisa se adaptar ao que o jogo vem configurado.

Ao contrário do original que o primeiro controle usava a Pocky e o segundo utilizava o Rocky inicialmente, no modo história o personagem controlado é conforme a fase que você está jogando no momento.

Aqui você tem livre movimento enquanto atira e pode retornar no cenário até aonde ele permitir (dependendo do ponto do jogo, existe pouquíssimos pontos que tem passagem automática da tela). Só que, seguindo o jogo original, os personagens só atiram pra aonde estiverem olhando, não tem suporte pra andar pra uma direção e atirar para outra.

A maioria dos projéteis inimigos podem ser repelidos com o ataque físico e esse ataque também pode causar dano nos inimigos, mas derrota-los com esse ataque não cai moedas.

Como todo bom shooter, temos vários itens pra mudar o tiro dos personagens. Enquanto cada um deles tem as suas particularidades de como funciona os ataques, tem como generalizar os itens:

  • Orbe Selo: Aumenta a área de ação que os seus tiros alcançam;
  • Orbe Fogo: Focado em dano, geralmente é o que tem a menor área de ação;
  • Orbe Vento: Varia entre causa dano na área que acertou o inimigo, quicar no cenário ou ataque teleguiado;
  • Talismã: Ativa uma barreira protetora que aguenta 2 acertos;
  • Shisa: O personagem monta num Shisa, ficando invencível por alguns segundos enquanto ataca os inimigos que encosta nele.

Os tiros tem 3 níveis de força, aumentando conforme você pega um item do mesmo tiro que está utilizando. Caso pegue um 4º item, o personagem entra no modo “POWER MAX” por alguns segundos, com tiros mais forte e bem mais contínuos.

Os personagens tem energia representada pelos corações e conforme recebem dano podem perder um nível dos tiros, o que vai dificultar ainda mais a partida.

Temos uma esquiva que também serve pra pular alguns buracos, ajuda bastante durante a campanha com as enormes hordas de inimigos. Não tem limite de uso e nem tempo de espera, mas não é tão fácil assim desviar dos inimigos

Depois que você avança um pouco na história, libera um ataque extra com os personagens. Se segurar por um tempo o botão de repelir até o personagem terminar de carregar, ele solta esse especial, que também varia entre eles.

Outro especial que libera são esses espelhos. Pra soltar eles, aperte várias vezes o botão de tiro e depois use os tiros neles, eles vão refletir e causar mais danos nos inimigos.

Por ultimo dos ataques dos personagens, eles também tem um especial que consome uma orbe verde especial, que causa um bom dano na tela, só precisa ter um bom controle de uso deles, já que são bem escassos.

Escondido em plena visão está um mercador transformado em animais e outras pessoas. Caso chegue perto dele e tenha a quantidade necessária pra pagar o que ele pede, ele vira o mercador. Se comprar com ele, você recebe um item aleatório e a chance de ser algo muito bom varia dependendo do valor pedido.

Se você morrer (algo que vai acontecer bastante no começo), temos continue infinito, mas retornamos ou do começo da tela ou em um dos check-points dele, mas o jogo não avisa quando chega nesses pontos.

No final do estágio recebemos uma pontuação dependendo do tempo que demoramos, quantidade de energia, especiais não utilizados e dificuldade. A pontuação é apenas pra competição, não afeta a partida em nenhum momento (não ganha vida por ponto).

Posição nº 28 no global? É, acho que isso não vai durar por muito tempo ahhahaha

Tem um rank on-line pra aqueles que curtem disputar pontuação nesses tipos de jogo, boa sorte pra chegar no topo.

Extras

Joguei bastante pra conseguir fazer tudo do jogo

Conforme você avança no jogo, ele contabiliza as moedas acumuladas no final da partida e conforme alcança certas quantidades, libera extras no nele, segue a lista:

  • 10000 moedas ou Finalizar o modo História: Libera o Free-Game, aonde é possivel jogar em co-op local;
  • 3000 moedas: Libera a dificuldade “Extra Easy” somente para o modo história. Aqui não tem contagem de vidas;
  • Fechar 2 vezes o modo história: Libera o personagem secreto Hotaru, que utiliza somente ataques de curta distância.
Todos os personagens liberados pro Free-Game

No Free-game só temos os modos normal e difícil, mas como falado antes, é possível jogar com outro jogador (em co-op não conta rank online). Nesse modo, invés de trocar de personagem conforme avança o jogo, você escolhe um dos personagens pra seguir a campanha inteira (nesse modo não tem as partes de história).

Troféus

Achei que não ia conseguir por causa do difícil e do Hotaru

Como o jogo tem continue infinito, fechar não é o grande problema depois que você pega o jeito dele, mas caso esteja jogando no PlayStation 4 e for atrás dos troféus dele, se prepara pois precisa fechar várias vezes e vai precisar de um pouco de habilidade pra conseguir tudo. Entre os mais complicados temos:

ConquistaDescrição
Master of MastersFechar o jogo no Difícil sem usar continues
TenthousandaireAcumular 10.000 moedas
Humble HotaruFinalizar com o Hotaru no modo livre sem usar continues

Conclusão

Pocky & Rocky Reshrined traz um divertido e desafiador jogo de scrolling shooter, mantendo todas as caracteristicas da série.

Os gráficos são todos em pixel art puxados pra um estilo mais infantil, mas com muitos detalhes e extremamente carismáticos, quem gosta desse tipo de arte vai adorar.

As musicas são bem divertidas e tem uma variação bem grande, todas bem gostosas e que combinam bem com o clima geral do jogo.

A jogabilidade mantém o que vimos nos jogos mais antigos da série, com power ups pra mudar os tiros dos personagens e horas de inimigos com vários pontos que ficam cheio deles, além da dificuldade alta lá pro final do jogo, mesmo no normal, mas que é bem gratificante passa-las, já que em nenhum momento é injusto.

Em resumo, se você jogou os jogos anteriores da série ou curte o gênero, é uma ótima pedida, já que tem um um bom valor replay pela variação de ataques entre os personagens disponíveis.

Único detalhe que realmente poderia melhorar e ter a opção de direcionar os tiro com o analógico ou pelo menos travar a direção do personagem enquanto anda.