Review / Tutorial de Vasilis

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Sometimes You (versão PS4/PS5)

Distribuidora: Sometimes You
Produtora: Marginal Act
Plataforma: PS4 / PS Vita / PS5 / Xbox One / Xbox Series X / Xbox Series S / Switch / PC / macOs
Mídia: Digital
Ano de Lançamento: 2019/2020

Vasilis é um jogo adventure/point-and-click onde Vasilis, uma professora aposentada, precisa encontrar seu marido, Peter, durante os eventos da Revolução Ucraniana de 2014.

REVOLUÇÃO UCRANIANA DE 2014

Desde o fim da União Soviética, a Ucrânia estava mergulhada em problemas de má gestão, excessiva corrupção, falta de crescimento econômico, desvalorização da moeda e uma incapacidade de assegurar o financiamento de mercados públicos. A partir de 2004, a Ucrânia pretendia estabelecer melhores relações com a União Europeia e a Rússia, incluindo um acordo de associação com a União Europeia, para a obtenção de recursos adicionais para reformas.

Euromaidan, 2014, Kiev, Ucrânia

O presidente ucraniano Víktor Fédorovych Yanukóvych, no entanto, se recusou a assinar o acordo, favorecendo a Rússia com um tratado e um acordo de bilhões de dólares.

Yanukovich e Putin estabeleceram relações que levariam à Revolução de 2014

Tais eventos revoltaram a população, que foi às ruas de Kiev e deu início ao chamado Euromaidan (18 a 23 de Fevereiro de 2014), a onda de protestos contra o governo de Yanukovych, que tomou forma para a substituição do mesmo e o restabelecimento da antiga constituição ucraniana.

No dia 20, três chanceleres europeus: Radosław Sikorski (Polônia), Laurent Fabius (França) e Frank-Walter Steinmeier (Alemanha) chegaram à capital ucraniana com o intuito de tentar neutralizar a onda de violência através de uma reunião com Viktor Yanukovych.
Na manhã de 21 de Fevereiro, a presidência anunciou que um acordo com a oposição, através da União Europeia, havia sido estabelecido, incluindo um governo de coalizão, eleições antecipadas e o retorno à Constituição de 2004.

Da esquerda para a direita: Fabius, Sikorski e Steinmeier

Contudo, na manhã de 22 de Fevereiro, opositores tomaram as principais instituições de Kiev. O presidente havia viajado para um congresso com governadores e deputados da Ucrânia Oriental e Crimeia, previsto para ocorrer na Cracóvia; a oposição acusou Yanukovych de ter fugido do país e abandonado o cargo.

O Conselho Supremo da Ucrânia (Verkhovna Rada) depôs o presidente através de impeachment, sob a alegação de “negligência de funções”.

Turchynov torna-se presidente do parlamento em 2014

Entretanto, a falta de uma comissão para inquérito tornou questionável a destituição do cargo, fazendo com que Yanukovych considera-se o processo como um golpe de Estado. Neste meio tempo, o Verkhovna Rada assumiu o país, tendo Oleksandr Turchynov se tornado presidente do parlamento, alegando que Yanukovych fugira para a Rússia, tendo sido interceptado na fronteira.

Ainda no dia 22, Yulia Tymoshenko foi libertada da prisão domiciliar após cumprir dois anos de sentença em uma clínica por abuso de poder na assinatura de contratos gasíferos com a Rússia. Naquela noite, na Praça da Independência, ela anunciou que se candidataria à presidência.

Tymoshenko se candidata à presidência ucraniana na Praça da Independência

O Verkhovna Rada revogou a lei que estabelecia qualquer língua falada por pelo menos 10% da população de um raion* ser considerada língua oficial, afetando moradores da Ucrânia falantes dos idiomas russo, húngaro e romeno (há algumas implicações relacionadas à atual guerra da Rússia e Ucrânia, agora em 2022, mas este assunto é mais complexo para ser explicado aqui).

* O raion é um município ou distrito surgido na administração pós-soviética.

No dia 24 de Fevereiro, Vladimir Kurennoy, deputado da Aliança Democrática Ucraniana pela Reforma afirmou que Yanukovich teria sido preso na Crimeia e estava sendo transferido para Kiev. Mais tarde, no mesmo dia, contudo, o Ministério do Interior emitiu um mandado de prisão contra Yanukovych por assassinato em massa na rebelião de Kiev.

Em 25 de Fevereiro, o Verkhovna Rada decidiu entrar com uma ação contra Yanukovych por crimes contra a humanidade perante o Tribunal Penal Internacional em Haia.

Ucranianos tomam as ruas durante o Euromaidan

Por fim, em 26 de fevereiro, o Verkhovna Rada emitiu um mandado de captura internacional contra o ex-presidente Yanukovych e o ex-ministro do Interior, Vitaliy Zakharchenko. Oleksandr Turchynov  assumiu o cargo de Comandante Supremo das Forças Armadas ucranianas. A Rússia, no entanto, não reconheceu o novo governo, considerando Yanukovych como o real presidente eleito, deposto em um golpe de Estado.

Soldados russos invadem a Crimeia em 2014

A Rússia aproveitaria a situação para invadir a Crimeia. O novo governo associou-se à União Europeia e se comprometeu a realizar reformas políticas e judiciárias, além de reajustar políticas financeiras e econômicas, com o suporte de empréstimos de 18 bilhões de dólares via FMI.

Passada a revolução, distúrbios pró-Rússia em algumas regiões surgiram, bem como um impasse referente à anexação russa da Crimeia e de Sevastopol e uma guerra entre governo e separatistas em Donbass (a Bacia de Donets), sendo o grupo revoltoso apoiado pela Rússia (novamente, eventos que iriam contribuir para o confronto em, 2022)

O DESPERTAR REBELDE

Vasilis, a protagonista do título, é uma ex-professora do Jardim de Infância local, agora aposentada, que acorda certo dia e não encontra seu marido, Peter.
Ao sair do prédio, sua vizinha, Marfa, comenta que viu Peter mais cedo e que ele foi para o bar; no entanto, ao chegar lá, ela não encontra o marido.

Começa a busca de Vasili pelo marido

Na cidade, no entanto, Vasilis se depara com uma série de bloqueios de algumas áreas e construções, além de um visível descontentamento da população.
A partir de então, Vasilis irá percorrer a cidade à procura de seu marido, encontrando diferentes bloqueios e incidentes ao longo de seis dias, acabando por se envolver na revolução que está começando, ainda que por acidente.

O CAOS DA REVOLUÇÃO

Vasilis é um título bastante caótico e abstrato.
O estúdio Marginal Act, do qual já fiz uma análise anterior (Need A Packet?) possui um estilo bastante experimental.

Marfa dá a primeira dica sobre a possível localização de Peter
Vasilis encontra um morto no prédio, o primeiro de muitos

A protagonista quer apenas encontrar seu marido em meio à turbulência generalizada que se espalha pela cidade: prédios pegando fogo, forças militares ocupando e fechando bairros e passagens, um grupo rebelde que constrói torres.

A insatisfação cresce nas ruas

Para progredir, é preciso fazer pequenos favores, como entregar copos de bebida, vender livros raros ou coletar partes de corpos, além de conversar com os moradores locais.
Os prédios do governo (Administração, Polícia, Hospital, Morgue e Biblioteca) estão disponíveis para serem visitados em alguns dias, mas acabam bloqueados e/ou destruídos em outros.

Os objetivos podem ser consultados no bloco de anotações

As fábricas, inicialmente inacessíveis pela greve, vão tornando-se reduto dos trabalhadores revoltosos.
As torres, construídas durante a noite, transformam-se em símbolos da resistência.

ARTE ABSTRATA

O gráfico de Vasilis é dicotômico em termos de complexidade: por um lado, os desenhos parecem feitos com uma caneta, à mão; por outro, além da provável dificuldade em animar manualmente, há muito subtexto nas imagens.

O hospital da cidade
Lápides sem nomes dentro do prédio, representando os mortos anônimos

Há uma série de simbologias que ficam abertas para interpretação.
Pessoas que caminham sem rostos, se retorcendo, figuras com os olhos riscados (possivelmente representando párias) e outras situações e personagens distorcidos, muitas vezes com o gráfico “tremido” durante a animação, passam uma sensação de desconforto ao jogador, mesmo que não fique claro exatamente porquê.

Corpos sem rosto dominam o morgue durante a repressão militar
Pequenos favores para os revoltosos ajudam a progredir a trama…

O jogo é completamente em preto e branco e não há trilha sonora, nem dublagem, o que, novamente, causa uma sensação de estranheza e incômodo (estrategicamente planejados).
Há alguns sons de fundo, como sirenes e “uivos” e o som durante as falas nas caixas de texto de personagens parecem um arranhar de papel, como se estivesse sendo rasgado.

… mas acabam por incriminar Vasilis


PLATINA REBELDE

A platina de Vasilis é tranquila, sem grandes problemas.
A maior parte dos troféus está diretamente ligado à campanha e algumas missões extras.
Descobrir as quatro torres, viajar no tempo, descobrir uma área secreta e encontrar um culto são os troféus adicionais.
O jogo não possui uma seleção de capítulos propriamente dita, mas após finalizar é possível utilizar o recurso de “viagem no tempo”, voltando aos dias anteriores.

Incêndios durante os conflitos tornam-se comuns, inviabilizando a visita a alguns prédios

RESUMO DA ÓPERA:
Vasilis é mais um título experimental do estúdio ucraniano Marginal Act.
Diferentemente de Need A Packet?, no entanto, aqui temos um jogo ainda menos convencional, com uma narrativa bastante aberta à interpretação.

O mapa é precário, mas ajuda a orientar o jogador

A arte do jogo também possui elementos interpretativos e caráter abstrato em sua essência, causando confusão ao jogador e deixando-o um pouco desorientado em sobre como prosseguir.
Estas características, no entanto, parecem premeditadas para refletir o caráter caótico da Revolução Ucraniana de 2014.

Uma distopia abstrata, ao mesmo tempo em que baseada na realidade

Vasilis é um jogo narrativo bem diferente do padrão, desafiando o jogador a encontrar sentido em tudo que está na tela.
Não é um título particularmente divertido, até porque não parece ser esta a intenção dos desenvolvedores, mas sim bastante provocativo.