Review / Tutorial: Atelier Sophie 2: The Alchemist of the Mysterious Dream

Uma das artes promocionais do jogo

Ola, aqui é o Pena e hoje vamos com mais um JRPG, dessa vez voltando para a franquia Atelier com o jogo Atelier Sophie 2: The Alchemist of the Mysterious Dream.

Ele é produzido pela Gust, da qual já fizemos review do Blue Reflection, enquanto a publicação ficou encarregada pela Koei Tecmo, que já fizemos review do Samurai Warriors 5 e do Ninja Gaiden Collection (mais reviews deles você encontra aqui: Gust / Koei Tecmo).

Esse faz parte da trilogia “Mysterious” da franquia, complementando o que já tivemos nos jogos anteriores com uma nova aventura estrelando a Sophie, que teve uma ótima recepção dos fãs da série (junto com a Riza). Você encontra diretamente o review dos três jogos desse arco a seguir:

  • Atelier Sophie: The Alchemist of the Mysterious Book (review aqui);
  • Atelier Firis: The Alchemist and the Mysterious Journey (review aqui);
  • Atelier Lydie & Suelle: The Alchemists and the Mysterious Paintings (review aqui).
Review feito em base da versão do PS4
(código da versão deluxe cedido pela KOEI TECMO)

Titulo: Atelier Sophie 2: The Alchemist of the Mysterious Dream
Produtora: Gust
Distribuidora: KOEI TECMO
Gênero: JRPG / Gerenciamento de itens
Plataformas: PlayStation 4, Nintendo Switch e PC (Steam)
Mídia: Físico e Digital
Textos: Inglês, Japonês, Coreano, Chinês Tradicional e Simplificado
Dublagem: Japonês

História

Durante a sua jornada pra tirar o certificado de alquimista, Sophie e Plachta encontram uma árvore bem diferente, só sem muito tempo pra estuda-la, ambas são sugadas por um vórtex e separadas.

Ao acordar Sophie se encontra no mundo dos sonhos criado pela Deusa Elvira (não é a rainha das trevas XD), aonde ela convoca diversas pessoas pra que possam focar nos seus sonhos. Agora ela precisa desbravar esse novo mundo a procura da Plachta e descobrir vários segredos desse local.

Esse é uma sequencia direta do primeiro jogo da Sophie, ocorrendo antes do jogo da Firis e mostrando alguns detalhes que fazem mais sentido depois que você joga esse, então é recomendado ter jogado pelo menos o primeiro jogo pra não perder as referencias (e se possível, o da Firis, por que mesmo sendo depois, eles referenciam alguns detalhes também dela).

PS: Apesar de vários vídeos e postagens oficiais do jogo mostrarem diversos spoilers, eu preferi ser o mais direto possível e não adentrar em detalhes pra deixar as surpresas pra quando for jogar e acredite, tem muita coisa que eu deixei de fora aqui que vai agradar bastante quem jogou a trilogia original.

Gráficos

Os clássicos punis da série não podiam faltar

Os gráficos do jogo seguem o padrão da série, todos em 3D no formato anime, todos cheios de detalhes e puxando para um estilo mais infantil e fantasioso, que combina totalmente com o clima bem humorado do jogo.

Isso sem contar as artes desenhadas que aparecem no jogo, em menor quantidade que os jogos anteriores, mas ainda agradam bastante quando aparecem.

Áudio

Esses momentos do jogo são extremamente engraçados, não tem como não rir delas ahaha

As musicas do jogo seguem a linha do primeiro da Sophie, usando musicas mais calma e cômicas durante as explorações e interações da história, mas também puxa umas musicas mais pesadas que vira e mexe aparece na franquia (e que no primeiro jogo dela também tinha umas excelentes nesse estilo).

Infelizmente boa parte das musicas da franquia estão bloqueadas em diversas regiões no Spotify e como não achei uma lista das musicas desse jogo no Youtube, vou deixar aqui a musica “Destructive Disruption“, uma das mais agitadas do jogo.

Sophie é do metal 🤘

Como sempre, o jogo está totalmente dublado em japonês pra manter o clima anime dele e, enquanto trouxeram as antigas dubladoras das personagens recorrentes, também trouxeram novos dubladores com bastante renome na indústria, entre eles:

  • Yuuka Aisaka: Dubladora da Sophie, fez a Ames do Princess Connect! Re:Drive e a Muse do Amagi Brilliant Park;
  • Yuka Iguchi: Dubladora da Plachta, faz a Mitsuba Sangu do Seraph of the End e a Hibari da série Senran Kagura;
  • Rie Takahashi: Dubladora da Ramizel, faz a Emilia do Re:Zero e da Megumin da o Konosuba;
  • Tomoaki Maeno: Dublador do Olias, faz o Ash da série Legend of Heroes e as versões mais atuais do Kyo Kusanagi do The King of Fighters.

Jogabilidade

Como esse jogo é uma sequencia direta do primeiro da Sophie e ocorre entre esse e o da Firis, caso não tenha jogado o primeiro ou não lembre alguns detalhes, é recomendado assistir o vídeo com o resumo pra não perder as diversas referencias que ocorrem nesse segundo capitulo.

Fora isso, você pode escolher a dificuldade que preferir, assim não precisa se matar numa dificuldade elevada caso não queira.

PS: um detalhe “relativamente bobo” mas que mostra a atenção na produção do jogo são os níveis de batalha e alquimia no inicio do jogo, sendo eles 20 e 50 respectivamente, que são EXATAMENTE os níveis máximos do primeiro jogo, tudo pra manter a continuidade (tem outros detalhes que até são comentados dentro das conversas, mas isso eu vou deixar pra você reparar quando jogar).

Menu

Como sempre, o menu é bem bonito

Como não pode faltar num JRPG, o menu principal vai te ajudar bastante na configuração dos seus personagens pra avançar na campanha. Claro que, assim como nos jogos anteriores, nem tudo que está no menu ai está liberado desde o começo.

9999 de espaço? Foram MUITO generosos nesse jogo XD

A aba do Basket / Container tem a mesma funcionalidade dos outros jogos. Enquanto você está na cidade, você tem acesso ao Container, que guarda todos os itens e materiais encontrados no jogo, enquanto nas explorações você tem acesso somente a cesta (basket) com os itens que você recolheu no momento.

Como sempre, tem vários itens pra criar
E esses comentários nos itens (e nos monstros também) são muito cômicos hahahaah

Já na aba Recipe Ideias é aonde você encontra os requisitos pra liberar a criação dos itens, que varia bastante entre encontrar um material, realizar alguma ação ou até mesmo explorar uma região especifica.

Outro ponto é que as elas estão divididas entre 4 categorias, sendo receitas criadas pela Sophie, pela Plachta, receitas compartilhadas e as aprendidas por livros. O mais importante aqui é que receitas individuais só são utilizáveis por que criou e nas compartilhadas pode variar entre as duas alquimistas ou se tem o rosto duma das personagens, indicando quem pode criar.

Na aba de Equipment você pode equipar novos equipamentos nos seus personagens, só vale lembrar que fora da cidade só da pra equipar coisa que está na cesta.
O detalhe aqui é que, que nem no primeiro jogo da Sophie, cada personagem pode equipar uma certa quantidade de itens utilizáveis em batalha, sendo que quais e quantos varia de cada um deles pelo limite de pontos.

A aba Items pode enganar um pouco, já que você não acessa os seus itens aqui, mas sim equipa os itens de apoia pra a exploração e ferramentas pra recolher material. Só é possível equipar um de cada tipo aqui.

Na aba de Party / Stats você organiza os personagens que inicial as batalhas na frente e os de apoio, podendo também entrar nos status diretos deles pra ter uma noção geral de como eles estão.

A aba Abilities acessa o ponto aonde você utiliza os APs conseguidos na campanha e subindo de nível para adquirir técnicas e atributos extras, que nem ocorria no primeiro jogo da Sophie (só que lá era no menu de status). Ao chegar em certos pontos gastos, os personagens recebem bônus, que varia entre receber novas técnicas ou melhorar uma já existente.

Como nos outros jogos da série, a aba Guide sempre ajuda na hora de procurar informações dos diversos itens, inimigos e lugares do jogo, além de conter vários comentários engraçados neles.

Já na aba de Options você consegue acertar vários detalhes do jogo, principalmente o nível de dificuldade pro caso de achar que está muito fácil / difícil as batalhas.

Cidade

Os barris contra-atacam XD

Nesse jogo temos apenas a cidade de Erde Wiege pra explorar, mas ela tem tudo que é necessário pra avançar na campanha.

Pirika será a vendedora que você mais visitará na cidade, pois além de vender uns bons materiais e livros de alquimia esporadicamente, ela também tem o função de recarregar o uso dos seus itens consumíveis, por uma pequena taxa, claro hahahah.

Outra habilidade dela é a de duplicar itens produzidos por alquimia (entenda, ela não duplica matéria prima coletadas nas explorações), que nem a Cory do primeiro jogo, só que com ela funciona um pouco diferente. Em vez de você dar um item pra ela e ela vai criando cópias aos poucos, você pode mandar ela fazer várias cópias de uma vez sem perder o item original, mas claro que o valor unitário da cópia é cada vez mais caro pra itens muito fortes.

Em qualquer loja você pode encontrar alguns itens com um informação diferente, sendo elas:

  • Limited: Itens com essa notificação só tem 1 em estoque e assim que for comprado, desaparece e não volta mais (mas continua disponível até a compra);
  • Daily: Itens nessa categoria estão sempre disponíveis, mas as suas caracteristicas variam conforme o dia que vai na loja;
  • Sem notificação: Se o item não tiver nenhuma das duas notificações anteriores, ele sempre está disponível e sempre terá as mesmas caracteristicas.

Já no bar Crystal Sparkle Pavilion você encontra as missões paralelas do jogo.

Aqui você pode pegar até 10 missões, que variam entre criar itens, entregar materia-prima ou derrotar monstros. Conforme completa as missões, a barra de reputação enche e assim que estiver completa e passar dum ponto da campanha, pode fazer as missões pra aumentar o seu rank pra pegar missões mais recompensadoras.

Missões com o “EX” na frente são pra derrotar inimigos especiais que só aparecem quando aceita a missão. Ao derrota-los e notificar no bar, você recebe certificados de caça.

Uma ótima maneira de conseguir itens raros

Com esses certificados você consegue trocar por itens raros, tendo a sua disponibilidade seguindo as mesmas regras das lojas.

Enquanto nesse jogo não temos uma contagem de dias explicita (não tem o famoso limite de tempo dos jogos mais antigos da franquia), o tempo passa conforme você explora, podendo escurecer durante a exploração.

Também tem a opção de ir direto pra pontos da cidade por meio do menu de exploração, o que agiliza bastante a viagem. Repare que mostra os itens que você pode encontrar na região, isso funciona da mesma maneira nos campos com monstros.

O mapa de apoio do jogo ajuda demais, ele marca vários detalhes conforme você explora e sempre mostra o próximo ponto que você precisa ir pra avançar na campanha, além de pontos importantes da região.

Tem também um menu que você tem acesso as missões importantes da campanha, as de side quest e uns desafios pessoais dos seus personagens, que ao conclui-los eles recebem AP pra pegar novas habilidades.

Atelier

Chegamos num dos pontos principais da franquia, o Atelier das nossas alquimistas, aonde passamos um bom tempo criando os diversos itens dele.

É somente aqui no Atelier que você consegue realizar o save manual, mas o jogo tem save automático em vários pontos, então não precisa se preocupar muito.

Puxaram várias roupas diferente da Sophie

Aqui também tem como trocar as roupas dos personagens, mas não se preocupe, ao contrário do jogo da Firis, elas são apenas cosméticos e não afeta em nada na jogabilidade.

Também tem a opção de dormir pra avançar o tempo. Nesse jogo é mais pra agilizar a criação de itens na estufa (mais detalhes na parte dela) e pra mudar as quests encontradas na taverna, já que não tem eventos marcados por tempo aqui.

Criando os Itens

Assim como ocorreu no Lyde & Suelle, nesse jogo podemos criar os itens com a Sophie e com a Plachta, só que aqui cada uma tem o seu nível próprio de alquimia.

Aqui eles são mais diretos, caso você não possa criar um item, seja por não ter nível suficiente ou falta de material, o texto fica em vermelho. Itens nunca criados pela personagem ficam com a marca de “NEW” e itens que somente a outra personagem pode criar nem aparecem na lista (e mostra a cara chibi da personagem em itens só dela).

Depois de selecionado qual item vai criar, precisa escolher os materiais utilizados. Nesse jogo cada material pode ter diversos componentes elementais diferentes, que são mostrados logo abaixo da barra de qualidade.

A ideia principal é escolher materiais que encham as barra elementais do lado direito pra alcançar efeitos variados. Só preste atenção em componentes que tem “estrelas”, eu explico na próxima parte.

Depois de escolhido os materiais, você precisa colocar os elementos no caldeirão no melhor estilo “peças de tetris“, pra conseguir encher as barras elementais. Repare que no exemplo da imagem acima a primeira linha que está em “Synth Quality +5” está com a ultima contagem apagada. Isso ocorre por que pra liberar esses espaços você precisa formar links com componentes do mesmo elemento na posição aonde tem a estrela (que na hora de colocar no caldeirão são os blocos brilhantes). Quanto mais links do mesmo elemento, mais espaços liberados.

Outra coisa relacionada aos links é que, dependendo do nível de amizade com os outros personagens e os elementos utilizados, eles pode ajudar na criação do item, dando bônus na qualidade final do produto ou até permitir o acréscimo de um novo item que não está na receita original.

Nesse jogo adicionaram a opção de adicionar os componentes automaticamente. A AI nessa parte tem um funcionamento razoável até, consegue fazer uns links bons por conta própria, mas só use ele caso realmente não tenha em mente algo especifico pro item.

Também alteraram uns detalhes nesse jogo. Dessa vez você não precisa usar TODOS OS COMPONENTES de todos os ingredientes, contanto que use pelo menos um de cada ingrediente, você já pode finalizar a criação dele.

Outro detalhe é a barra na parte inferior da tela com o texto “Super Success Rate“. Essa porcentagem sobe conforme você adiciona os componentes no caldeirão e na hora de finalizar a criação, caso tenha linhas e colunas completas com componentes, também recebe uma porcentagem. Se obtiver sucesso, a qualidade do item criado sobe em 50% do original.

No final, escolha até 3 atributos que vieram da matéria prima pra melhorar o seu produto final. Tem vários atributos diferentes e alguns que misturados viram efeitos diferentes ou melhorados.

E conforme você cria novos itens, recebe experiência pra subir de nível em alquimia (não confundir com nível de batalha). Lembre-se, Sophie e com a Plachta tem níveis separados.

Arraste pra ver a diferença usando o bloqueio de espaços

Conforme você avança no jogo, é visível que não é possível criar itens muito fortes, isso por que depois de uma parte da campanha libera o uso de Catalisadores.

Nesse jogo eles substituem a troca de caldeirões que tínhamos no primeiro jogo da Sophie e cada um deles tem um efeito diferente, como encher mais a barra elemental ou dar mais links. Outro detalhe aqui é que você pode ativar a opção de bloqueio de alguns espaços do caldeirão. Fazendo isso fica mais difícil de criar certos fatores dos itens, mas também libera a possibilidade de alcançar novos efeitos antes bloqueados.

Os catalisadores não são consumidos na criação do item e eles podem ser melhorados, aumentando os espaços do caldeirão e outros bônus.

Estufa

Após um certo ponto do jogo são liberadas as estufas mágicas, que permite você cultivar materiais nos diversos tipos de climas encontrados no jogo.

Depois que você planta uma semente nelas, precisa esperar alguns dias pra geminarem. Como são sementes mágicas criadas por alquimia, não estranhe se gerar pedras ou ossos da estufa ahahahahah. E claro, o mesmo tipo de semente resulta em materiais diferentes dependendo do clima da estufa que você utiliza.

Exploração

Conforme avança no jogo, mais partes do mundo são liberadas e você pode escolher elas livremente após isso. Um ponto bom aqui é que eles deixam de fácil acesso quais monstros e materiais existem no local e se você ainda não enfrentou algum, fica explicito isso também. E caso tenha aceito alguma missão pra caçar monstros, também é mostrado no mapa pra facilitar a sua vida.

Outra coisa que facilita MUITO é que agora no ponto de extração de materiais mostra o que pode ser recolhido daquele ponto (cada nível é liberado conforme você melhora as suas técnicas) e se nunca pegou o material que aparece ali, fica demarcado também.

E seguindo mais ou menos o mesmo estilo da Firis e da Lydie & Suelle, certos pontos você só consegue extrair o material caso tenha a ferramenta necessária pra isso.

O mini-game de pesca…
… e o de caça de insetos

Alguns pontos de extração tem um brilho mais forte, mostrando que são os “Major Points“. Nesses você escolhe diretamente qual dos itens deseja extrair e entra num mini-game, aonde você tem a chance de pegar os elementos que precisa pra aquele material, aumentar a quantidade de estrelas deles e até a qualidade, mas claro, dentro das chances dadas conforme o nível da ferramenta de extração.

Os monstros aparecem na tela e se você acertar eles, inicia a batalha com vantagem. Caso esteja caçando uma espécie de monstro, também é mostrado na tela pra facilitar a vida do jogador.

Conforme você completa as tarefas pra liberar as novas receitas, Sophie vai anotando no seu livro as novas ideias, então sempre que ela parar pra anotar, já sabe que liberou coisa nova.

Esses cristais são usados pra liberar o avanço rápido do mapa, geralmente encontra eles perto de entrada pra novas áreas do mapa, então sempre ative eles pra agilizar a sua exploração.

Uma coisa interessante aqui é que, enquanto o tempo passa e varia entre dia e noite, o clima geral da área não muda normalmente como nos outros jogos, então se estiver chovendo, vai continuar assim pra sempre. Isso até você ter CONTROLE sobre o clima.

Depois de um ponto da campanha, usando esses pedestais e pedras especiais, você tem controle geral do clima da região, podendo alterar entre chuva, sol e outros climas. Essa mudança é parte chave da exploração do jogo, já que o clima afeta diretamente os caminhos liberados no mapa, como também os inimigos e materiais disponíveis no local. Só precisa ter cuidado que as ferramentas de controle de clima tem uma carga limitada, dai pra usar mais vezes, precisa recarrega-las com alquimia.

Nesses pontos você pode usar a barraca da Sophie pra descansar e recuperar a vida dos seus personagens, mas o uso dela é limitado, então use só quando for necessário.

Batalhas

Enquanto o foco da franquia não são as batalhas, nesse eles deram uma caprichada que deixou o jogo bem agil e fluido, ainda mais pra um sistema de turnos.

Nesse a sequencia turnos fica na parte inferior da tela, seguindo da direita pra esquerda. Repare que tem uma barra debaixo da foto dos monstros. Elas são dos especial deles, quando carrega eles usam um golpe mais forte.

Até o ataque base esta bem animado

Atacar os inimigos e conseguir causar critico ou acertar os seus pontos fracos ajuda bastante nesse jogo, por que além do dano maior, ele carrega a barra de TP, usada pra ataque conjunto.

Basta apertar o botão indicado pra proteger o personagem

Nesse jogo a formação de batalha são 3 personagens na frente e 3 na retaguarda, só que aqui é possível utilizar os TPs pra proteger um personagem frontal com um da retaguarda e troca-los de posição, o que deixa a batalha bem mais fluida, já que podemos usar todos os personagens dentro do mesmo combate.

E não é só na defesa que você pode trocar os personagens, mas também durante o ataque, conseguindo atacar com ambos os personagens que entram e saem da linha de frente. A primeira técnica deles nesse momento gasta menos MP (muitas vezes não há gasto), então basta acumular os TPs pra trocar.

A utilização dos itens continua a mesma dos jogos anteriores, sendo que cada um tem um limite de uso. Uma coisa excelente aqui é que você pode usar itens e técnicas de cura e apoio tanto na vanguarda como na retaguarda, não precisando trocar o personagem de posição pra só dai usar um apoio nele.

E por final na parte de colaboração dos personagens, temos o Dual Trigger, que utiliza a barra de DP que acumula conforme utiliza técnicas de troca dos personagens. Elas são golpes combinados entre alguns dos personagens que causam um bom dano, mas precisa que a barra de DP esteja em pelo menos 100% (esse limite sobe, mas como deixo pra você ver durante o jogo).

No meio do combate tem como ver as caracteristicas dos inimigos, além dos buffs e debuffs, o que ajuda bastante na hora de montar a estratégia.

Outro detalhe importante é que a partir de um ponto da campanha toda batalha terá um inimigo com uma barreira mágica (não é só pra chefe). Elas diminuem consideravelmente o dano, mas uma vez que você consegue destruir ela, o inimigo fica paralisado por um tempo, recebendo um dano bem alto nesse período. Só tome cuidado que se você usar um ataque especifico, pode fazer com que o inimigo reaja fora do turno dele.

Isso já é específico de chefes, mas durante as batalhas deles, eles recebem bônus dependendo do clima que está na batalha, dai você pode usar uma das alquimistas pra mudar o clima e deixar a vantagem pro seu lado.

Extras

Como nos outros jogos da franquia, aqui também temos o modo foto pra aqueles que curtem montar as imagens e posições com os personagens e inimigos do jogo, tem bastante opção aqui.

Depois que você finaliza o jogo, você tem liberdade pra explorar o mundo sem se preocupar com as limitações das ferramentas de controle de clima, além de também liberar o New Game Plus e uma nova dificuldade chamada “Charismatic“, aonde os inimigos são mais fortes mas também deixam itens melhores.

Poucos dias depois do lançamento o jogo recebeu a atualização 1.01, aonde libera a nova dificuldade “Legendary“, mais difícil que a “Charismatic“, novas missões e técnicas pros personagens, além de melhorias pro “modo foto”.

DLCs

Além de umas DLCs gratuitas e as que vem na versão DELUXE, o jogo contém um Season Pass com o conteúdo programado a seguir:

  • Final de Abril
    1. Roupas extras pros personagens;
    2. Dois packs com itens extras pra criação no Atelier;
    3. Pack de musicas da produtora.
  • Final de Maio
    1. Novas roupas extras pros personagens;
    2. Cenário extra intitulado “Atelier Plachta“.

Conquistas

Esse foi com gosto, com isso a “quadrilogia Mysterious” está toda completa na conta

Como a maioria dos jogos da franquia, ele não é um jogo complicado pra fechar, ainda mais por não ter limite de tempo e escolher a dificuldade que preferir sem afetar a maioria dos troféus, mas pra completar a lista de conquistas, que é bem grande também, você precisa desbravar tudo que o jogo tem para oferecer. Entre os mais complicados temos:

ConquistaDescrição
Ruler of the DreamDerrotar o ultimo chefe no nível Very Hard ou superior
Font of InspirationAprender todas as receitas
I Must Be Dreaming!Causar 99999 de dano num único ataque
Magnum OpusCriar um item com 999 de qualidade

Conclusão

As interações desse jogo são muito divertidas XD

Atelier Sophie 2: The Alchemist of the Mysterious Dream traz o que esperamos da franquia, uma aventura tranquila pra curtimos o desenrolar da história com bastante momentos engraçados e melhorias nos sistemas de batalha e criação de itens.

Os gráficos continuam com uma grande qualidade, com cenários muito bonitos e assim como fizeram no Lyde & Suelle, aproveitaram o tema do mundo dos sonhos pra fazer cenários mais fantasiosos do que encontramos normalmente na franquia, além do dinamismo nas cenas de ataque do jogo, ficou bem fluido aqui.

As músicas seguem o padrão geral da série também, mantendo o clima descontraído que temos na campanha, além das interações dubladas das personagens, vale muito a pena acompanhar as cenas dela. Um ponto especifico desse jogo (e alguns outros da franquia) é que, assim como ocorreu no primeiro jogo da Sophie, além das músicas alegres temos algumas mais puxadas pro rock, que dão uma empolgação extra pra as batalhas especiais.

As mecânicas dele ficaram muito gostosas. Na parte de criação de itens, eles mantiveram o padrão que temos, mas adicionaram vários detalhes extras, como os catalisadores (que funcionam um pouco diferente aqui) e a ajuda dos outros personagens, enquanto as batalhas estão bem dinâmicas, podendo trocar de participante no meio da batalha e ter várias combinações entre eles, deixando-as muito gostosas.

Em resumo, se você gosta de um JRPG e mesmo que não teve nenhum contato com a franquia “Atelier”, esse é um bom ponto de entrada pra conhecer, relaxar e aproveitar o carisma da história e personagens que encontramos aqui.