Review / Tutorial: Marsupilami – Hoobadventure

Um dos maiores triunfos da era 8 bits e 16 bits, eram os jogos plataforma 2D, com dificuldade moderada baixa, porém com alguns pequenos detalhes que podiam lhe tirar do sério conforme avançava no jogo…

Marsupilami: Hoobadventure traz esse sentimento de nostalgia, da mesma forma que tivemos com Kaze and the Wild Masks, sendo um plataforma totalmente voltado para o público infantil, pela sua dificuldade moderada baixa, mas com alguns aspectos que podem desafiar as crianças…

Desenvolvido pela Ocellus Studio e distribuído pela Microids, o jogo é inspirado na história em quadrinhos de mesmo nome de André Franquin, lembrando que também tem uma animação feita pela Disney para a TV.

Ocellus Studio (site oficial)

Criamos universos e produtos de alta qualidade que são apreciados em escala global.
Ocellus Art Services House foi a base sobre a qual o Grupo foi construído.
É um veículo notável para aprender sobre as melhores práticas do setor e de nossos parceiros.
Durante os primeiros anos de aprendizagem, nossos parceiros tiveram que descobrir nossos serviços apenas através do boca a boca.
Apesar de Ocellus permanecer discreto, jogos, marcas e vídeos que a Ocellus ajudou a criar totalizaram bilhões de downloads e visualizações.
Uma nova página emocionante de nossa história está prestes a se desenrolar …
Aprendemos muito durante todos esses anos trabalhando em estreita colaboração com os principais editores e desenvolvedores da indústria, é hora de aplicarmos todo o nosso conhecimento para criar nosso próprio IPS e produtos originais para serem apreciados globalmente e jogados por anos.
OCELLUS GROUP deseja crescer e formar grandes equipes na OCELLUS STUDIOS para desenvolver a próxima geração de jogos duradouros, bem como refinar e cultivar os SERVIÇOS DE ARTE E PRODUÇÃO DA OCELLUS para sempre continuar aprendendo e estar na vanguarda da indústria.

Microids (site oficial)

SUA AVENTURA COMEÇA AQUI
Nos últimos anos, temos criado alguns títulos lendários da indústria de videogames com paixão. Mais do que nunca, nosso objetivo é criar a melhor aventura e surpreender você com experiências de tirar o fôlego. Nossas equipes trabalham com estúdios renomados como Pendulo Studios (Yesterday Origins, Runaway, Blacksad: Under the Skin), Eden Studios (Gear.Club Unlimited 1 e 2, Test Drive), que compartilham nossa paixão por jogos de alta qualidade. Também temos muita sorte de trabalhar ao lado de autores talentosos como Benoît Sokal (série Amerzone, Syberia), Paul Cuisset (Flashback, Operação Stealth) ou Philippe Dessoly (Mr Nutz, Toki) e Pierre Adane (Top Spin, Mr Nutz, Toki). Queremos que cada jogador encontre uma aventura que se adapte à sua personalidade. Ao adaptar licenças famosas como Asterix & Obelix, Titeuf, Garfield ou Blacksad, todos irão mergulhar em aventuras imperdoáveis com personagens amados.

Conhecido um pouco sobre as duas empresas responsáveis, vamos ver o que Marsupilami nos traz de nostalgia???

Código cedido para review pela Microids, versão Playstation 4

Nome: Marsupilami – Hoobadventure
Gênero: Plataforma, Aventura, Ação
Desenvolvedora: Ocellus Studio
Distribuidora: Microids
Plataformas: Playstation 4, Xbox One, Nintendo Switch, PC, macOS
Lançamento: 2021 (16 de novembro)
Mídia: Física e Digital

Tela Título

História / Enredo

Punch, Twister e Hope são três Marsupilamis que vivem uma vida pacífica na Palombia.

Quando os três companheiros abrem um sarcófago amaldiçoado ao brincarem com destroços numa praia, libertam um fantasma misterioso que lança uma maldição terrível sobre todos os animais. Felizmente, os Marsupilamis são imunes.

Os nossos três heróis vão ter de embarcar numa aventura e perseguir o fantasma para quebrarem o feitiço.

Gráficos

O jogo trabalha com a engine Unity, com paleta de cores bem viva e saturada. As texturas são simples, porém bem trabalhadas com a concepção artística do cenário e os detalhes de fundo.
Os efeitos de luz não são muito exagerados e compactuam com as cores vivas do jogo.

Som / OST

A trilha sonora do jogo é composta por Valentin Lafort, com músicas mais discretas, com arranjos focados em músicas tribais e tropicais.
O jogo usa a engine FMOD.
A trilha sonora é disponibilizada pelo próprio compositor no canal do YouTube do mesmo:

Não há dublagens significativas no jogo.

Jogabilidade

O jogo conta com um esquemático simples, onde usa apenas 3 botões de ação, sendo possível alternar entre 3 possíveis mapeamentos:

Num geral, os controles são bem responsivos e sem input delay que prejudique sua performance, algo que é clássico na maioria dos jogos do gênero. Tal qualidade é notada com o avanço do jogo por exigir reflexos rápidos do jogador.

Sistema de Jogo

O jogo é um plataforma sidescroller, com sistema 2.5D, ou seja, ambientação 3D mas exploração 2D, com progressão focada no clássico sistema de mapa possuindo fases.

O jogo conta com sistema de vidas, além de stamina para resistência, ou seja, não é morte instantânea, caso sofrer danos ao encostar nos inimigos.
Esse sistema é o que muda a dificuldade do jogo em certos aspectos:

Os 3 Cristais da Maldição

O jogo irá ter 3 mapas de mundo com fases para explorar, algo clássico em jogos do estilo. Cada mundo irá ser responsável por tentativas de fuga do espírito, onde você deve recuperar 1 dos 3 cristais necessários para quebrar a maldição. As fases serão divididas em níveis progressivos, desafios, bônus, rotas alternativas e boss battle, sobre isso darei detalhes mais pra frente.

A cauda longa e suas utilidades…

Os marsupilamis possuem uma cauda longa que não é à toa…
Como pode notar no esquemático, a cauda tem 3 funções: golpear, rolar e agarrar.
A cauda irá ajudar para ataques e destruir objetos…

Também poderá se agarrar em alguns objetos para alcançar ganchos e dispositivos…

Além de fazer os marsupilamis terem velocidade para avançar nos inimigos e efetuar pulos mais distantes ao rolar sobre a cauda…

Além da cauda, há ainda o golpes esmagador, usado para quebrar algumas superfícies frágeis, jarros específicos de cenário e destruir inimigos com o impacto.

As Fases

Como dito antes, o jogo funciona com sistema 2.5D de sidescroller e com forte inspiração em Donkey Kong Country…
A essência dos plataformas antigos é mantida aqui:

O jogo lhe concederá 1 vida à cada 100 frutas coletadas nas fases, ou vidas para coletar em pontos específicos.

Geralmente as frutas terão disposição em caminhos para prosseguir na fase, caixas para destruir ou em grupos localizados em pontos isolados das fases.

As fases também contam com alguns fatores de exploração clássica dos jogos de plataforma, como áreas ocultas com segredos:

Essas áreas podem ter baús com frutas adicionais ou portais de fases desafios.

Para recuperar sua energia, será indicado os baús e jarros com pequenos corações que contém o item:

As Penas Coletáveis, também são encontradas nas fases, sendo 5 para as fases base e 3 para as fases finais de cada mundo.
As penas devem completar um pequeno timing ao ser coletadas, sendo considerado “colecionada” ao completar o círculo em volta dela. Caso morrer enquanto o círculo não estiver completo, deverá coleta-la novamente.

Os tipos de fases no mapa…

Como comentei antes, o mapa possui diferentes tipos de fases.
As fases progressivas são as fases regulares de evolução de jogo, indicadas por um círculo. Sendo liberada as ascendentes conforme completa-las.

As fases de desafio (dojo) são as fases com pequenos portais no mundo (os mesmos portais encontrados nas áreas secretas das fases progressivas. Os desafios consistem em completar o circuito passando pelos círculos antes do tempo acabar ou evitando encostar nos obstáculos e inimigos.

As fases alternativas são as fases liberadas com o número específico de penas coletadas nas fases regulares, são indicadas por um quadrado ou losango (dependendo da sua perspectiva de visão :P). Possuem um desafio proporcionalmente maior conforme avançar no jogo.

As fases bônus são as fases indicadas pelo mesmo quadrado / losango das fases alternativas, porém com um contorno dourado. Essas fases exigem um número X de tickets que são ganhos nas fases de desafios (seja das regulares ou as do mapa).
Nessas fases não há perigo, apenas a rolagem automática da fase com a possibilidade de pegar até 1000 frutas nela, conseguirá pegar todas????

As boss battles são as fases representadas pela caveira, espírito da maldição no mundo, e sendo a última fase de cada um deles.
As fases funcionam no estilo runner, onde irá desafiar seus reflexos e destrezas para perseguir o nosso vilão.

Adventure / Time Trial

Tendo uma pitada de inspiração no Rayman (e outros jogos de plataforma), Marsupilami ainda conta com o modo TIME ATTACK em todas as fases que você completar, tendo a possibilidade de ter 3 graus de medalhas, de acordo com seu recorde.

Nesse modo, as frutas não contam como coleta de vida.
Suas vidas são infinitas, porém o tempo continua contando nas suas tentativas.
Com exceção das fases bônus, todas as outras fases possuem esse modo.

De olho no progresso…

É possível verificar como anda seu progresso no jogo, através do menu:

Troféus / Conquistas

Dificuldade: 5/10 para o público alvo, 2/10 para nós, marmanjos

Levando em consideração que o jogo é para um público infantil, os nossos pequenos terão um desafio moderado e na dosagem certa para completar tudo que o jogo oferece.
Já para nós, marmanjos, o jogo será um passeio no parque, com uma certa dificuldade moderada na última parte, apenas…

Para platina, de forma resumida, você deve:

  • Terminar o jogo 2x, uma no adventure e uma com time trial com no mínimo grau bronze
  • Descobrir 30 áreas secretas
  • Gaste 30 tickets para as fases bônus
  • Consiga um multiplicador de 20 na última fruta
  • Agarre 15 ganchos vermelhos sem tocar o chão
  • Tenha um total de 50km enquanto rolar
  • Desbloqueie e complete todas as fases do jogo
  • Ache todas as penas

Considerações Finais

Graficamente o jogo chama a atenção pela sua paleta de cores intensa e viva, algo comum para os jogos destinados ao público infantil. Apesar das modelagens serem simples, a Unity mostra um excelente trabalho na concepção artística do jogo, tendo uma variação distinta entre os mundos. Em contra partida, talvez a intensidade das cores incomode os mais sensíveis à saturação das imagens, tendo de calibrar a TV conforme seu gosto.

A trilha sonora do jogo apesar de ser discreta, possui musicas agradáveis de ouvir, sendo distintas entre os tipos de fases que irá jogar. Por exemplo, as fases de boss terão arranjos com violão mais acelerados, tendo em vista a pressa que se tem para perseguir o espírito do vilão até o fim da fase…

A jogabilidade é agradável e de acordo com a necessidade do estilo de jogador, com seus 3 esquemas diferenciados. As respostas dos comandos são rápidas e precisas para o decorrer do jogo, onde irão exigir um reflexo mais preciso. Entretanto, a simplicidade poderá atrapalhar em alguns momentos, onde o “auto lock” para agarrar os itens das fases tendem à causar ações indesejáveis.

A dificuldade do jogo é perfeita para o público infantil, com um aprendizado coerente enquanto avança no jogo. Evidentemente a ideia aqui, é que apresente para seus filhos jogarem e consiga acompanha-los na jornada dos Marsupilamis. Caso não for do seu feitio, o jogo será sem desafios traumáticos.
A duração do jogo deixa isso mais claro, sendo um jogo de 2 horas para completar e 4 horas para platinar, pensando no bem estar dos pequenos em não exigir uma dedicação acima do normal como era comum na época da década de 80/90 (Mario, Donkey Kong Country e derivados).

A performance do jogo no PS4 começa bem, rodando em 60fps nas primeiras fases, e decai conforme avança no jogo, com fases mais detalhadas e variadas nos gráficos e situações, tendo variantes frames de 30fps e 23.97fps…
Apesar disso, o jogo não teve fechamentos repentinos, mesmo que rodando por muito tempo.

De forma resumida, Marsupilami: Hoobadventure se mostrou um divertido e excelente jogo para ser uma experiência de aprendizado para seus filhos, com segredos dedutíveis, nível de dificuldade compatível e uma porta para os desafios dos jogos eletrônicos, com uma boa e refinada dose de dedicação. Entretanto, caso não tiver filhos, talvez seja melhor pegar em uma promoção, já que a vida útil do jogo é bem curta para o preço sugerido.