Review / Tutorial de Overcooked! All You Can Eat

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Team17 (versão PS5)

Distribuidora: Team17
Produtora: Ghost Town Games
Plataforma:  PS4 / PS5 / Switch / Xbox One / Xbox Series S / Xbox Series X / PC
Mídia: Física e Digital
Ano de Lançamento:  2021

Overcooked! All You Can Eat é a coletânea de Overcooked 1 e 2, além de todos os dlcs lançados para ambos os títulos, sendo uma franquia de simulação caótica cooperativa de culinária.

O REINO DA CEBOLA AMEAÇADO

Ao ver A Besta insaciável derrotar os cozinheiros e causar a destruição de seu reino, o Rei Cebola e seu fiel cão, Kevin, voltam no tempo para treinar os cozinheiros em uma série de desafios culinários.

A Besta, insaciável devorador de refeições

Através de seis mundos, os cozinheiros do reino precisam aprimorar suas habilidades em administrar as mais variadas cozinhas e entregar os pedidos a tempo, sem esquecer de lavar a louça, claro!

O APRESSADO COME CRU?

A pressa até pode ser a inimiga da perfeição, mas em uma cozinha de restaurante, ela é obrigatória!
Os pedidos possuem um tempo de espera, ao término do qual são cancelados.

Aprender o ritmo de cada cozinha ajuda no preparo e ordem corretos dos pratos

Preparar os pedidos na ordem correta nem sempre é o mais indicado, pois muitas vezes acelerar pedidos mais complexos e deixar os mais simples para depois pode ser o melhor caminho.

No entanto, é sempre importante manter os olhos na linha do tempo dos pedidos, bem como nos processos de cozimento dos diferentes alimentos, indicados por uma barra vermelha acima do preparo: caso deixe passar do ponto, um incêndio começará na cozinha.
Fumaça de extintor de incêndio e alimento queimado não são os melhores temperos, então jogue fora o prato e comece de novo!

COZINHA SELVAGEM

Nem só de diferentes pratos vive Overcooked: o principal diferencial da franquia em relação aos jogos de culinária de gerações anteriores, são seus diferentes cenários.

Uma cozinha dividida em diferentes ônibus em movimento, um navio, um balão, duas jangadas e uma cozinha afetada por terremotos são alguns dos desafiadores cenários.
Aprender a se locomover pelas cozinhas é essencial para o andamento do cardápio.

Não é bem isso que eu imagino como um food truck, mas…

Se você cair ao passar de um ônibus para o outro ou entre as jangadas, cinco segundos irão atrasá-lo(s), além do alimento poder ser perdido, caso caia junto.
Esteiras podem tanto ajudá-lo(s) quanto atrapalhá-lo(s) na hora de transportar rapidamente os alimentos. Da mesma forma, plataformas móveis podem criar caminhos temporários para um cozinheiro cruzar o cenário ou servir para um cozinheiro enviar os ingredientes para o outro.

Alô, Vigilância Sanitária? Gostaria de denunciar um restaurante com uma infestação de ratos…

Além das armadilhas, em alguns cenários ratos irão tentar roubar a comida.
Bata para afastá-los e recuperar os ingredientes, caso contrário eles irão desaparecer com eles; enquanto os ingredientes estiverem nas mãos de um personagem ou no fogo, os ratos não irão tentar pegá-lo.

… pensando bem, não precisão vir não! Já arranjamos uma solução.

RECEITAS EXPRESSAS

As receitas possuem suas indicações de preparo, mas é sempre bom decorar onde os ingredientes vão e aprender sobre o tempo de cozimento/fritura, para não perder-se na hora do preparo.
Alimentos como carne vermelha, frango, cenoura, camarão, peixe, cebola, alface e tomate precisam ser previamente cortados.
Ao apertar quadrado (PlayStation) na frente da tábua de cortar, o personagem automaticamente inicia o processo, indicado pelo progresso de uma barra verde.

Explicadas durante o loading pré-fase, as receitas ficam indicadas no alto da tela

Hambúrgueres e pratos à base de frutos do mar são fritos na frigideira, enquanto pizzas, bolos e doces vão ao forno. No caso dos bolos, é necessário misturar antes os ingredientes e colocar na batedeira, para só então assar.

Não se distraia com o fogo…

Arroz vai para a panela de metal ou panela de bambu, dependendo da receita e do cenário.
Lembrando que sempre que houver fogo, o tempo de cozimento/fritura precisa ser observado, para evitar torrar o alimento e iniciar um incêndio.
Um ou dois extintores de incêndio são posicionados no cenário; quanto mais tempo você demorar para apagar o fogo, mais ele se espalhará, tornando a cozinha um caos ainda maior.

Só mais um dia normal na cozinha

Os personagens não morrem ou sofrem dano com o fogo, apenas são repelidos por ele e/ou impossibilitados de acessarem aquele espaço do cenário enquanto a chama estiver viva.

Assim que o alimento está pronto, basta colocá-lo em um prato e servi-lo no balcão de entrega.
Os pratos consumidos, salvo raros casos onde não haja pia, voltarão sujos e precisarão ser limpos.
Ao colocar o prato sujo na pia, o botão de ação (quadrado) fará com que o personagem continue ensaboando a louça.
É importante manter os pratos limpos e em locais estratégicos para serem rapidamente usados.
Não lavar a louça pode ser fatal para a velocidade, então não deixe que ela se acumule (da mesma forma que na vida real).

Lavar louça: um mal necessário!

COOP CULINÁRIO

Opções de cooperação online ou local são o foco de Overcooked.
Mas se você é um jogador solitário (como eu), não se preocupe: o jogo permite alternar os personagens em dupla, para o cooperativo solitário (isso soou mais triste do que eu esperava).
É possível ainda jogar em dupla com apenas um controle; caso você seja corajoso e coordenado o suficiente, pode até mesmo operar simultaneamente ambos os personagens.

O jogo permite até quatro jogadores, o que aumenta a diversão (e o stress), ou mesmo quatro personagens controlados por dois jogadores (cada qual operando dois personagens por controle).
O jogo é pensado essencialmente para o modo cooperativo, o que certamente facilita a experiência.

Jogando sozinho você ainda controla dois personagens

Entretanto, se a sua teimosia (e paciência) for maior, você pode finalizar o jogo sozinho.
A dificuldade aumenta consideravelmente aqui (acredite, eu joguei desta maneira), em especial na “luta” final, contra A Besta.

UMA NOVA AMEAÇA

Após a derrota d’A Besta, no primeiro título, o Reino da Cebola é novamente ameaçado, desta vez por uma invasão de Pão-Demônios, pães de forma (ou de sanduíche, dependendo de como você os chama) transformados em zumbis.

Pão-Demônios (parabéns pra essa localização) zumbis invadem o Reino Cebola

Mais uma vez o Rei Cebola e Kevin precisam treinar a trupe de mestres culinários do reino para derrotar a invasão iminente.

Rei Cebola e Kevin prestes a serem atacados pelos zumbis

MALABARISMO COM ALIMENTOS

O arremesso de ingredientes agora é permitido para todos os números de jogadores, o que facilita MUITO o processo de preparação, permitindo que ingredientes cheguem mais rapidamente ao destino.

O arremesso de alimentos é uma ótima adição (mas nao tente em casa)

Os cenários, obviamente, são adaptados para tal, com mais separações e abismos entre os personagens, fazendo com que o arremesso seja não apenas um facilitador, mas uma necessidade em alguns casos.

NOVOS CONTROLES

A interação com os cenários ganhou mais variedade, com portais entre diferentes partes do cenário, esteiras que mudam de direção ao serem acionadas por um botão ou que mudam de direção aleatoriamente.

Plataformas operáveis por controles são uma das adições de cenários

Plataformas com controladores de direção que podem ser usadas tanto para acessar diferentes ingredientes quanto para mover os próprios cozinheiros são uma novidade da série, assim como cenários que se transformam, com diferentes fases entre as plataformas.

MAIS RECEITAS

Diferentes interações com alguns alimentos agora são permitidas, como a carne vermelha que não mais serve apenas para fritar, como também ir para a batedeira e depois forno, para bolo de carne.

A culinária japonesa surge com força em Overcooked 2

A comida japonesa também é novidade, com sushi e sashimi, usando alga como um dos novos ingredientes.
A variedade de legumes também aumentou, com a adição do pepino.

KEVIN

A dificuldade é mais balanceada no segundo jogo, com progressão mais visível, que você percebe pela quantidade de estrelas recebidas por fase. O sistema continua semelhante ao primeiro título: 3 estrelas é o máximo durante a campanha normal, sendo uma quarta estrela desbloqueável em cada cenário após finalizar o jogo.

O número de estrelas na foto indica o necessário para desbloquear a fase

Conforme avança pelas fases de Overcooked 2, você irá notar que atingir o mínimo de estrelas para desbloquear as fases não é tão árduo quanto no primeiro (ok, talvez no coop a diferença não seja tão grande).

As fases secretas do Kevin ajudam a aumentar o número de estrelas

No entanto, aqui há fases extras do Kevin, uma para cada mundo, que somente são desbloqueadas quando determinadas fases são finalizadas com três estrelas.
Um desafio adicional interessante, obter três estrelas em todas as fases é sempre mais complicado do que parece.

EXTRA TRIMMINGS

Os dlc’s dos dois Overcookeds encontram-se aqui, com novos cenários e mundos, além de novas receitas e desafios adicionais de cenário.

Guilhotinas? Culinária Francesa? Combinação peculiar…

Arremessar-se de um canhão para atingir determinada parte do cenário, cozinhar com lança-chamas e enfrentar hordas inimigas são as novidades desta categoria.
Cortar e utilizar lenha para aumentar a velocidade do churrasco e fole de ferreiro para atiçar as chamas, além de pistola d’água para lavar pratos e apagar incêndios são algumas das variações nos cenários dos dlc’s.

O canhão é uma solução rápida para locomoção (segura? bem…)

Bebidas geladas, como sundays e chás de bolhas, assim como combinações de frutas, chocolate quente e cachorro quente são alguns dos novos alimentos.
Diferentes chás e diferentes condimentos (como maionese e ketchup) são acionados por botões, precisando ser alternados nas máquinas.

As panelas wok permitem fazer ensopados da culinária chinesa

Cenários com desfiles de carros alegóricos (as famosas paradas), portais móveis (que sugam o jogador temporariamente), plataformas que mudam de lugar, botões para rotacionar os cenários e cenários com temática chinesa (incluindo dragões de desfile de Ano Novo) são alguns dos novos estágios.
Cada dlc possui save, bem como cenário novo; alguns cenários possuem fases extras de Kevin, assim como a campanha de Overcooked 2.

No modo horda reforçar barreiras é tão importante quanto cozinhar

O modo horda, onde a cozinha precisa ser defendida com barreiras que são destruídas por invasores é uma novidade.
Conforme alimenta os invasores, que tentam quebrar as barreiras, o dinheiro recebido serve para reconstruir as defesas com tábuas de madeiras e abrir grades, facilitando a passagem.
Pães Demônios são os inimigos comuns, pedindo apenas um alimento para irem embora; cenouras também precisam de apenas um alimento, mas são mais rápidas na destruição das barreiras; repolhos são os inimigos mais lentos, mas causam grande destruição nas barreiras e precisam ser alimentados duas vezes.

ARTE CULINÁRIA

Os gráficos de Overcooked são caricatos e bastante coloridos. Há diversas opções de cozinheiros, de polvos a guaxinins, passando por humanos em cadeiras de rodas, macacos e cães.

É muito carisma!

Os alimentos parecem mais bonitos até que no mundo real.
Não jogue Overcooked com fome (é sério).

A variedade de cozinheiros é grande

Os cenários são divididos por estágios em um “mapa mundi”, que é navegado por ônibus, helicóptero, barco e outros meios.
Fases em jangadas, rochas acima da lava, locais gelados, desfiles, festas de aniversário, parques e masmorras são algumas das múltiplas cozinhas.

Que restaurante é esse?

A trilha sonora é relaxante, indo na contramão do caos da jogabilidade, com uso de ukelele e violão em temas leves.

TROFÉU MASTER CHEF

A platina de OAYCE não é necessariamente difícil, dependendo de como você está jogando, mas exige coop (com pelo menos um jogador extra).

No coop a dificuldade do primeiro título é menos punitiva, enquanto no modo solo as fases finais são realmente desafiadoras.
A partir do Overcooked 2 a dificuldade no solo é mais balanceada. Os dlc’s possuem dificuldades relativas aos títulos dos quais pertenciam originalmente.

Enfrentando A Besta do primeiro jogo no single

Além de troféus por zerar ambos os jogos e descobrir todas as localidades, jogar o primeiro mundo de cada título (que inclui cada um dos dlc’s), apagar um incêndio, jogar 100 itens no lixo, vencer 15 partidas de versus e derrubar alguém do cenário no coop são alguns dos troféus.

RESUMO DA ÓPERA:
Overcooked! All You Can Eat é a experiência definitiva de culinária caótica da franquia Overcooked.
Combinando os dois títulos e todos os dlc’s lançados, o jogo possui grande variedade de desafios e cenários.

É possível jogar todo o conteúdo single player ou cooperativo para até quatro jogadores, local ou online. As configurações de controle permitem que em coop local até quatro pessoas joguem com apenas dois controles.
Há também modos versus, disputando quem consegue entregar mais refeições em menos tempo.

O modo versus coloca mais pressão

Velocidade é uma parte importante do universo Overcooked, pois os clientes estão com fome e não podem esperar.
Aprender o tempo de preparo e cozimento é essencial para entregar o maior número de pedidos.
Conter incêndios (causados por fatores externos ou por comidas queimando na panela), operar elevadores, atravessar portais, evitar o roubo dos alimentos por ratos e utilizar esteiras são algumas das habilidades que você precisa dominar para tornar-se um mestre da cozinha rápida.

O visual amigável e colorido esconde grandes desafios, especialmente no primeiro título, que possui uma dificuldade mais agressiva. O segundo Overcooked tem uma dificuldade mais balanceada, sendo o arremesso de itens um dos principais fatores.

Estressante e ao mesmo tempo divertido, Overcooked! All You Can Eat é um pacote completo de cozinha express, com jogabilidade simples e intuitiva e um coop sólido, sendo recomendado para todas as idades.