Review / Tutorial de Riders Republic

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Ubisoft (versão PS5 e PS4)

Distribuidora: Ubisoft
Produtora: Ubisoft Annecy
Plataforma: PS4 / PS5 / Xbox One / Xbox Series S / Xbox Series X / PC / Google Stadia / Amazon Luna
Mídia: Física e Digital
Ano de Lançamento: 2021

Riders Republic é um jogo de esportes radicais open world, com foco em comunidade, combinando diversas modalidades.

LIBERDADE

Depois de Crew 1 e 2 e Steep, a Ubisoft aposta em um novo open world de velocidade, desta vez aumentando o escopo para diversos esportes.

O mundo de RR é uma mistura de sete parques nacionais americanos: Bryce Canyon, Canyonlands, Grand Teton, Mammoth Mountain, Sequoia Park, Yosemite Valley e Zion em um único e massivo mapa.

A junção dos parques cria um mundo vasto e diversificado

Ciclismo, snowboard, esqui, wingsuit e jetpack são as modalidades disponíveis.
Mas nem só de cruzar a linha de chegada vive Riders Republic:
Você pode disputar os eventos em modo solo (contra o fantasma de outros jogadores) ou o modo versus, em equipe.

Nas Corridas Massivas, o tumulto inicial precisa ser evitado

Existem ainda as Corridas Massivas, disputadas por até 64 jogadores online.
Elas ficam disponíveis de tempos em tempos e consistem em desafios em três sessões, utilizando múltiplos veículos, alternando modalidades.

ESTRELATO RADICAL

O jogo possui um sistema de estrelas, que são necessárias para desbloquear novos eventos e recompensas.

Quanto mais estrelas, melhor!

A conclusão de cada evento concede uma estrela, e mais estrelas são obtidas ao se completar os três desafios de cada corrida.
Tais desafios variam entre atingir pontuações específicas, fazer manobras pré-determinadas, atingir alta velocidade, não retroceder, não perder um checkpoint, etc…

O traje de girafa… comecei achando estranho, usei por quase todo o jogo

As recompensas variam entre roupas e acessórios diversos, além de novos equipamentos na categoria.
Patrocinadores também são desbloqueados, cada qual com três objetivos por nível.

CUSTOMIZAÇÃO

A customização dos personagens é um dos focos do título, contando com itens comprados com dinheiro virtual ou real. Tal customização de roupas e acessórios é puramente estética e não afeta o desempenho nos eventos.

Na loja roupas e acessórios podem ser comprados, alguns por tempo limitado

Trajes completos, capacetes e bonés, óculos, casacos, calças e tênis estão entre as peças que podem ser compradas na loja.
Alguns trajes especiais estão disponíveis por tempo limitado, desaparecendo na rotação de produtos.

Trajes curiosos fazem referência a jogos menores da Ubi, como Hungry Dragon e Hungry Shark World

É possível equipar um traje diferente para cada tipo de veículo. Os objetos e peças de vestuário podem ser misturados em combinações únicas.

ESTILOS

Os eventos dividem-se entre corrida e manobras, em ambos os casos contando com checkpoints para validação.
É sempre possível retroceder caso sofra um acidente ou perca um checkpoint, mas há punições.

É possível retroceder momentos, mas o tempo não para

Enquanto retrocede em uma corrida, os fantasmas dos (ou) demais competidores passam por você, não sendo afetados pela volta no tempo; no caso de manobras, a punição é menor, dando-se através da perda de objetivos secundários.

No modo solo, você compete com fantasmas de outros jogadores

No caso de wingsuits e wingsuits com foguetes, as manobras consistem em passar próximo a obstáculos como rochas, árvores, construções e mesmo o chão.
A wingsuit padrão pede o uso do modo lento para evitar colisões, freando o corpo na vertical (com o uso de L2); a wingsuit com foguete utiliza o mesmo princípio, mas apenas para desaceleração normal e possibilidade de manobrar, contando com o L1 como boost de velocidade.

Wingsuits permitem as melhores fotos… e os piores acidentes!

Esquis e snowboard utilizam o L1 para mudar a posição, sendo no chão ou mesmo no ar, durante as manobras.

Jogadores se preparam para uma Corrida Massiva… 64 cabeças digladiando na largada

As bicicletas possuem dois estilos diferentes: as de velocidade, com guidão mais baixo, permitindo melhor aerodinâmica e as de manobras, com o guidão mais flexível no eixo, permitindo girar para melhores manobras aéreas.

EVENTOS

Como citado anteriormente, os eventos possuem variações entre velocidade e manobras.
Contudo, há mais subdivisões:

  • time attack – a corrida contra o relógio, sem competidores durante o percurso;
  • corridas mistas – combinam diferentes modalidades, alternando bicicletas, esquis e /ou snowboard e wingsuits.

Ao vencer uma série de eventos da mesma categoria, os eventos decisivos são liberados e, por último, os eventos chefes (cada um para um tipo de esporte e estilo).

Cada evento possui três objetivos secundários, cada qual com números diferentes de estrelas

Há ainda os Shackdaddy Bandits, eventos com equipamento pré-determinado, utilizando os funkies, com desvantagens, como esquis de madeira, bicicletas de entrega de sorvete e pizza, um avião de papel ou mesmo uma turbina de avião.

Objetivos secundários pedem a conclusão em dificuldades específicas, a execução de certas manobras, tempo a ser batido, coleta de balões, passagem pela “filmadora” e combinações entre si.

Ao competir em dificuldades maiores, bônus melhores são concedidos

A conclusão de tais objetivos secundários concede mais estrelas; quanto mais estrelas, mais patrocinadores, eventos, equipamentos e dinheiro.
O objetivo principal da campanha é competir no Invitional, um evento que mescla manobras de bicicleta, esqui e wingsuit em quatro sessões cada.

Após vencer o Invitional, que pede 750 estrelas para ser desbloqueado, é possível continuar jogando pelo mundo e completando mais atividades.
O último bônus do jogo pede 7000 estrelas e concede o capacete de caveira com fumaça.

PATROCINADORES

Patrocinadores concedem não apenas mais dinheiro e prestígio, como equipamentos e customizações especiais.

É possível utilizar três patrocinadores simultaneamente

Cada patrocinador possui uma série de três objetivos que, após serem concluídos, são atualizados.
Quanto maior o nível do patrocinador atingido, maiores as recompensas e os bônus de experiência.

Opções de acessibilidade incluem diferentes tipos de daltonismo

Falando na experiência, ela funciona em duas categorias:
A experiência geral do personagem na carreira e a experiência individual em cada modalidade.

EVENTOS ONLINE

O modo online possui algumas particularidades.

Se você estiver em uma equipe, com amigos, pode disputar qualquer evento do jogo com este grupo.
Caso esteja sozinho, você pode disputar eventos Vale Tudo (12 jogadores) ou Tricks Battle, uma batalha entre duas equipes, onde o objetivo é dominar o máximo possível de territórios através do número de manobras executadas.

Mãe, olha eu na equipe vencedora!

Há uma Divisão classificatória nas corridas online, uma “carreira” paralela do modo solo, embora as carreiras de eventos se beneficiem da experiência daqui também.

Os competidores se alinham para uma largada caótica

As Corridas Massivas são eventos temporários para até 64 jogadores simultaneamente, alternando de dois a três eventos por corrida.
O caos está encarnado aqui, com uma largada confusa e com diversas trombadas, onde você precisa escapar da multidão para se destacar.
Vale ressaltar o fato do jogo ser crossplay, ou seja, você pode jogar com pessoas de outras plataformas: PlayStation, Xbox, Stadia e PC!

A ARTE DA REPÚBLICA

Graficamente, Riders Republic impressiona pelo detalhamento e pelo tamanho: Riders Ridge possui 250km² e pode ser cruzado sem loadings!

Paraquedas para frear o jetpack

Caso vá para o mapa (que conta tanto com modelo 2D quanto 3D), você pode se teletransportar para qualquer ponto de interesse ou evento, com míseros 2 a 3 segundos de loading. De igual forma, há um pequeno loading enquanto você entra em um evento, para carregar os fantasmas dos corredores, mas você verá todos os outros jogadores do servidor em tempo real, voando ou correndo pelo mapa.

Wingsuits são ideias para caçar balões RR e explorar o mapa mais rapidamente

A junção dos diversos parques nacionais previamente citados possui uma variedade de rios, descidas montanhosas, cumes nevados, florestas de sequoias e desertos arenosos.

A parte de customização é forte no jogo em roupas e acessórios, com itens para serem comprados nas lojas, alguns rotacionáveis.
É possível combinar diferentes estilos, salvo os trajes completos.

A trilha sonora divide-se em 5 estações de rádio:

  • Ridge Studio – focada em rap e hip-hop lofi;
  • X-Stomp Air – música eletrônica mais atmosférica e “clean”;
  • Horizon Chill – rock alternativo/indie (incluindo Gangsta’s Paradise no ukelele);
  • Point Radio – harcore e pop punk;
  • Bandit Plug – rap, R&B e funk/soul music

A engenharia de som faz um belo trabalho com o áudio 3D representado pela sensação vertiginosa das descidas, abafando ou ampliando sons ambiente, além de gritos dos participantes.

“COLETÁVEIS”

O que seria de um jogo da Ubisoft sem coletáveis?
Eles se dividem aqui em quatro categorias:

  • Pontos de Interesse – paisagens e pontos turísticos dos parques, com uma breve descrição do local e sua história;
  • Balões RR – há 500 balões de Riders Ridge espalhados pelo vasto mapa;
  • Funkies – equipamentos “diferenciados” espalhados pelo mapa, suas localizações são reveladas por Suki, via rádio (esteja atento!);
  • Acrobacias – eventos especiais em pistas mais desafiadoras, com tempo bastante restritivo.
Não espere por muitos desses de tão fácil acesso

PLATINANDO RIDGE

A platina de Riders Republic é bastante complexa e demorada.
Além de vencer os eventos chefe de cada categoria, é necessário coletar 250 estrelas, vencer o Invitional (que requer 750 estrelas para ser desbloqueado), completar 100 contratos de patrocinadores, completar 50 Corridas Massivas, executar um combo de 75 mil pontos, completar 100 eventos sem retroceder, etc.

Uma bivicleta ergométrica… não foi inteligente equipá-la em pleno ar!

A platina envolve todos os modos de jogo, solo ou multiplayer, fazendo um bom aproveitamento dos recursos do jogo e obrigando o jogador a experienciar tudo que o título tem a oferecer.

RESUMO DA ÓPERA:
Riders Republic é, provavelmente, o jogo definitivo de esportes radicais.
Eu sei, eu sei, é uma afirmação forte, mas acredite, você dificilmente encontrará tanta diversão e variedade reunida em um único título.

Todas as categorias possuem bons controles e são desafiadoras, as dificuldades são bem balanceadas, colocando você contra os fantasmas de jogadores equivalentes ao seu nível.

Os modos multiplayer são simples, mas extremamente divertidos: Trick Battle é o meu preferido, fazer manobras em grupo e conquistar distritos é viciante!

As Corridas Massivas são o caos encarnado, com 64 jogadores disputando cada centímetro da pista e onde acidentes engraçados (quando não são com você) acontecem com frequência. É quase uma fuga, onde você precisa sair do tumulto o quanto antes, para evitar ser atropelado ou bater em obstáculos aos quais não está prestando atenção, pela quantidade de adversários.

O progresso nas diferentes categorias

A paisagem de Ridge é muito bonita e diversificada, com neve, desertos e florestas, uma grande verticalidade e muito a se fazer.
O mapa é vasto e facilmente acessível, sem “áreas mortas”, você sempre verá jogadores cruzando-o das mais variadas formas.

A sensação de liberdade e o senso de comunidade foram atingidos com maestria aqui, mostrando que a Ubisoft e, principalmente, a Ubisoft Annecy aprenderam com seus jogos de corrida e esportes radicais anteriores, consolidando seus pontos positivos em um produto único.

Um dos títulos mais surpreendentes do ano, Riders Republic é divertido do começo ao fim (fim?), que pegou todos de surpresa.
Se você não acredita em mim, veja outros reviews e note como as pessoas que jogaram estão fascinadas pelo jogo.