Review / Tutorial de King Of Seas

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Team17 (versão PS4/PS5)

Distribuidora: Team17
Produtora: 3DClouds
Plataforma:  PS4 / PS5 /Xbox One / Xbox One S / Xbox One X / Switch / PC
Mídia: Digital
Ano de Lançamento: 2021

King Of Seas é um jogo de combate marítimo em tempo real, com elementos de RPG, em um mundo procedural de piratas


PIRATAS X CORSÁRIOS

Piratas são amplamente conhecidos na cultura pop.
Brigões, beberrões, violentos, saqueadores: a fama dos piratas os precede como os encrenqueiros do mar; gastadores inveterados, torravam rapidamente as riquezas obtidas no mar com jogos de azar, bebidas (principalmente rum) e comida nas tabernas, o que os levava a um novo ciclo de saques nos mares.

O estilo de vida hedonista dos piratas os forçava a buscar riquezas constantemente

Por outro lado, os corsários são menos famosos ou, na maioria das vezes, confundidos com os piratas.
Embora haja claros paralelos entre ambos, seus motivo de existência e regras de conduta são diferentes.

Corsário e Piratas confundem-se durante a História

Corsários (ou corsos) eram marinheiros em missão ou portadores de uma carta de corso (também chamada carta de marca) de um governo, autorizados a pilhar navios de outras nações.
Desta forma, os corsos eram usados para enfraquecer nações inimigas, roubando suas cargas, fato que os fazia confundir-se com os piratas.

Sir Francis Drake, o famoso corsário inglês

De fato, corsos poderiam ser considerados piratas em outras nações e, de igual forma, um pirata poderia tornar-se corso ao portar a carta de marca de algum país que assim o fizesse, seja por uma missão específica ou como uma “promoção”.
Por tal motivo, sempre que um navio corsário era capturado, deveria ser levado a um Tribunal Almirantado, para averiguação da situação.
Caso a condição fosse considerada falsa, a tripulação era executada; muitas vezes nações inimigas apressavam tal julgamento para executar a tripulação, sob a acusação de pirataria.

O mais famoso dos corsários foi o inglês Sir Francis Drake.

TRAIÇÃO

Você escolhe entre Marylou ou Luky, filhos do Rei dos Mares.
Como escolhi Luky, irei me referir a ele como personagem principal.

Você escolhe um entre os dois filhos do Rei dos Mares

Em uma missão iniciando a vida do protagonista na navegação, o Rei é morto e o personagem é acusado (pelo capitão Henry) de ter matado o próprio pai.

Morgen apresenta seu novo esconderijo

Após ser encurralado por três navios, a embarcação de Luky é abatida e ele é dado como morto.
Porém, um grupo de piratas, comandado pelo Capitão D. Morgen, o resgata, levando-o até Eagle’s Den, uma antiga base da Marinha que agora é controlada por um grupo sobrevivente de piratas, remanescentes da época onde o vodu era largamente usado nos mares.

UMA VIDA PIRATA PARA MIM!

Luky estava apenas começando na vida marítima, mas após a traição da Marinha do reino de seu falecido pai, ele precisa aprender o meio de vida pirata para se vingar!

Pilhar é o melhor jeito de um pirata lucrar!

Piratas precisam de recursos e dinheiro, muito dinheiro.
E como você consegue isso?
Pilhando inimigos, claro!

Destruir inimigos dá acesso a recursos, como partes novas de navio, rubis, comida, madeira e, claro, ouro!

Destroços de navios possuem valiosos recursos

outras maneiras de conseguir recursos, como completar as missões principais ou missões secundárias, obtidas nas tavernas de cada porto.
Também é possível encontrar caixas de recursos em alto mar ou tesouros em terra, sobreviventes em jangadas (que são recrutados para a tripulação) e afundar destroços de antigos navios.

ALIADOS, INIMIGOS E ALVOS

Nem todos os navios no mar são seus inimigos, mas muitos deles podem se tornar…

A Marinha é sua algoz e irá atacar ao menor sinal de aproximação, seja no mar ou por terra, com as torres de defesa disparando ferozmente para tentar atingi-lo.

A Marinha é sua inimiga declarada

Os piratas, por outro lado, irão tomar seu partido em qualquer combate, ajudando sempre que possível; você também pode ajudá-los em qualquer embate que encontrar.

A desvantagem numérica pode ser um bom indicativo para fugir de um possível combate

Os demais navios, com o indicador verde (Marinha Mercante), são neutros à sua presença, até que você os ataque.
Por isso é bom pensar antes de iniciar um ataque: navios neutros na região irão considerá-lo inimigo, da mesma maneira que você irá atrair a atenção da Marinha.
Os portos neutros tornar-se-ão hostis à sua presença e você não poderá atracar neles temporariamente.

JOLLY ROGER, A BANDEIRA DO TERROR

Jolly Roger é a bandeira pirata com a caveira e os ossos cruzados, possuindo múltiplas versões.

Há diversas possíveis origens, dentre elas a expressão francesa jolie rouge (vermelho bonito), uma corruptela do inglês Old Roger (uma antiga expressão para o diabo).
Outra teoria diz que o nome provém dos piratas da Ásia, Ali Raja, em referência ao sultão Ali Raja (ou Adi Raja), título dos reis muçulmanos de Arakkal (atual sudeste da Índia), entre os séculos XVI e XIX.
Existe ainda uma teoria sobre o termo originar-se na palavra rogue (no sentido de desonesto).

A Jolly Roger de Edward England

A origem do crânio com os ossos data da época de Jesus, quando os fêmures e o crânio possuíam semelhante disposição na urna, assim que o corpo de um familiar era retirado do sepulcro.

Jolly Roger teria sido também um navio da esquadra inglesa da Marinha Real Britânica (Royal Navy), comandada por Francis Drake (então almirante inglês) na defesa do país contra a Invencível Armada espanhola, de Felipe II.
Tendo sido a única baixa na então recém formada esquadra do país, Jolly Roger teria se tornado um símbolo para resistência e defesa contra os inimigos da Inglaterra.

A Invencível Armada espanhola sendo derrotada pelos ingleses em 1588

Apesar de temida por simbolizar uma embarcação pirata, a Jolly Roger estava abaixo em ameaça da bandeira vermelha, indicativa de combate até à morte por parte dos piratas.

CRIANDO A SUA LENDA

Luky (ou Marylou) possui uma série de talentos a serem desbloqueados, conforme sobe de nível.
Divididos em três categorias, os Talentos se distribuem em: Navegação, Combate e Voodoo.
Alguns Talentos podem ser evoluídos até cinco vezes, aumentando os respectivos bônus.

A árvore de Talentos melhora sua vida e a da tripulação

O navio pode ser equipado diversas melhorias: de cascos mais resistentes a tipos diferentes de canhões, passando por velas mais rápidas e tipos diferentes de munição, além de Habilidades especiais também podem ser equipadas, variando de rajadas de fogo para queimar o navio adversário, passando por intangibilidade temporária e, sem sombra de dúvidas, Welcome To Hell, a bola de fogo com um alvo específico (algumas habilidades estão atreladas a membros específicos da tripulação).

Habilidades facilitam os combates

A compra de diferentes tipos de navios é atrelada ao avanço da história.
Fragatas, cargueiros e cruzadores estão entre os tipos de navios presentes no título, cada qual com diferentes características de defesa, velocidade e ataque.

A experiência é obtida através de todas as atividades presentes no jogo, seja completar missões, vencer combates ou coletar itens.

ÀS ARMAS!

O combate é o foco principal do jogo, dinâmico e responsivo, requer um certo tempo para ser corretamente entendido.

Baseado em canhões, é sempre necessário calcular (mentalmente) tempo e trajetória dos disparos, bem como a velocidade do navio, tanto para o ataque quanto para a esquiva.
O vento também interfere na velocidade dos combatentes. O navio conta com três velocidades, baseadas no uso de mais ou menos velas.

Um navio pegando fogo é a última coisa que você vai querer: esquive bastante

Ao disparar, o ideal é alinhar ambos os navios no ataque e rapidamente contornar o adversário, para evitar ser atingido pela resposta.
Os canhões possuem tempo de cooldown, bem como as habilidades.

Alguns adversários possuem ganchos para a abordagem, mudando a sua rota para impedi-lo de fugir.
De igual forma, inimigos podem fugir.
Eles tentarão alcançar algum porto para atracar, escapando do seu ataque; se estiver em perseguição, tenha cuidado ao se aproximar dos portos, pois as torres de defesa começarão a disparar em você.

POR MARES NUNCA DANTES NAVEGADOS

O mundo de KoS é gerado proceduralmente.
O mapa é um grande espaço pardo, que será preenchido conforme você navega e encontra cartógrafos, que vendem informações de pontos de interesse próximos.

Cartógrafos vendem mapas com segredos locais

Cidades portuárias visitadas ficam gravadas no mapa e tesouros enterrados possuem mapas próprios, com poucas indicações de sua posição.

O cenário é bastante colorido, com mudanças climáticas como tempestades com raios e trechos cobertos de névoa, além de perigos naturais, como um vulcão que entra em erupção, jogando lava que pode queimar seu navio e tentáculos gigantes que podem acertá-lo.

Cenários vastos e coloridos

A visão normal do jogo é bastante afastada, mas é possível aproximar duas vezes o zoom, mostrando mais detalhadamente o gráfico do jogo.
É um recurso útil para explorar a beleza dos modelos de navios, mas perigoso por tirar a visão “periférica” do mapa.

Barris explosivos boiam perigosamente pelas águas, não sendo destacados como as caixas flutuantes.
Peixes podem ser pescados para serem vendidos.

Zac é o responsável pelos reparos em Eagle’s Den e pela aquisição de novos navios

Os personagens são representados durante as conversas, em imagens estáticas, desenhadas com visual ultra caricato.

A trilha sonora possui temas épicos, característicos do tema pirataria.
Ela funciona de forma procedural, assim como o mundo em si, tocando aleatoriamente conforme você avança pelo mar.

CAÇANDO PLATINAS E ENTERRANDO TESOUROS

A platina de KoS é complicada, bem complicada.
Há um troféu por zerar o jogo para cada dificuldade. O título é bastante desafiador por si só, mas acredite, é na dificuldade King Of Seas (a quinta) que as coisas ficam REALMENTE complicadas: esteja preparado.

Turistas? Você disse TURISTAS???

Os demais troféus consistem em atingir o nível máximo, completar 30 sidequests, completar o mapa do jogo, conseguir 500 mil moedas de ouro e 100 mil moedas através do comércio, negociar todos os tipos de recursos, pescar cinquenta vezes, pescar todos os tipos de peixe, conquistar 30 assentamentos, fazer upgrade total em um acampamento e afundar todos os Piratas Soberanos.

RESUMO DA ÓPERA:
King Of Seas é um dinâmico RPG de ação sobre combates marítimos e pirataria, onde você encarna o filho de um rei morto, buscando vingança pela morte do pai, falsamente atribuída a você.

Sidequests dão bons recursos

Se você ficou órfão dos combates marítimos de Assassin’s Creed Black Flag e ficou a ver navios (ou não ver) esperando Skull And Bones, King Of Seas é a sua salvação!

O gráfico colorido é criado em um mundo procedural e impiedoso de navios e canhões, tesouros e pilhagens… e vodu!

Usando um navio cargueiro, é possível carregar mais itens, mas defesa e ataque são inferiores

A dificuldade é alta e pede total aprendizagem do ritmo das batalhas navais, contando com sidequests, tesouros secretos e um sistema de mudanças climáticas e desastres naturais dinâmico.

Contando com sistema de evolução do capitão e diversos upgrades dos navios, King Of Seas vai transformá-lo num verdadeiro Lobo Virtual dos Mares!