Review / Tutorial: SNK VS Capcom – MotM

Certamente você, amante da SNK clássica, já se deparou com o portátil Neo Geo Pocket.
Um portátil que foi uma aposta arriscada e derivada de um erro clássico da SNK, pelo simples fato da Nintendo ter lançado o Game Boy Color uma semana antes do lançamento do seu “rival”, fazendo com que as vendas despencassem…

Cinco meses depois, a SNK resolve lançar o Neo Geo Pocket Color, para competir com a Nintendo e ainda com a possibilidade de se comunicar com o Dreamcast da Sega e ter os jogos do seu antecessor compatíveis através da retrocompatibilidade…

Certamente um artigo especial só falando sobre a SNK e os aparelhos seria interessante, já que não dá pra comentar tudo apenas em um review de jogo para ele, já que os aparelhos tinham um potencial e premissa além da época…

O cartucho do aparelho com caixa e manual…

Dos seus 83 jogos da biblioteca, o tão sonhado crossover entre Capcom e SNK estava para sair, tanto no Dreamcast quanto no portátil…
Todo amante de luta que se preze conhece essas empresas e sonhava em ver Ryu, Kyo, Ken e Terry juntos ou se espancando, tamanha satisfação era de se imaginar, e a versão da SNK foi lançada para o Neo Geo Pocket (favor, desconsiderar SvC Chaos, aquilo não é jogo pra mim).

Caso você não tenha jogado na época ou “em fontes alternativas de entretenimento”, o jogo saiu pela Code Mystics para o Nintendo Switch e Steam, sendo essa última com as conquistas da Steam ativadas (caçador de conquistas, eu o invoco), através da Neo Geo Pocket Color Selection

Vamos então analisar e aprender tudo que essa maravilha de jogo, que devia ter saído na versão AES / MVS do Neo Geo, podia oferecer????

Código cedido para review pela SNK, versão Steam

Nome: SNK VS Capcom: The Match of the Millennium
Gênero: Luta / Fighting
Desenvolvedora: SNK (Shin Nihon Kikaku) / Code Mystics (ports para NSW e Steam)
Distribuidora: SNK
Plataformas: Neo Geo Pocket / Nintendo Switch / PC
Lançamento: 1999 (30 de novembro) / 2021 (17 de fevereiro NSW, 30 de setembro PC)
Mídia: Cartucho NGP / mídia digital para NSW e PC

Tela Título

História / Enredo

Bison e Geese criaram uma aliança com o intuito de chamar os lutadores para um novo torneio…
Entretanto, seu único propósito é explorar os poderes do Sangue de Orochi de Iori Yagami e o Satsui no Hadou de Ryu para criarem um exército e dominarem o mundo…

Sim… esse é o plot central… 😛

Gráficos

Uma das marcas da SNK clássica é usar uma paleta de cores bem viva e forte, sendo um dos charmes dos jogos do Neo Geo na sua época de ouro. Sendo comparado de forma superior ao Gameboy Color, os jogos tinham detalhamentos pigmentados nos cenários e cores simplificadas para os sprites dos jogos, com os personagens em formato chibi / super deformed / pocket.
Os efeitos são baseados em tonalidades e desenhos das magias e hits.

Em sua proporção de tela, não há a opção de escala larga no vídeo (o que é compreensível em termos de escalonamento de tela, ia ficar horrível), sendo um pequeno filtro com o aparelho na tela e o jogo rodando na sua skin.

Som / OST

A trilha sonora do jogo é feita em chiptunes, tanto nas músicas quanto no som dos golpes, acertos e danos. Os temas dos personagens são totalmente reconhecíveis em chiptune e dinâmicos, dependendo da modalidade de jogo que vier escolher. Por exemplo, em modo team, a música troca quando o round / personagem troca, no modo tag, fica predominante a música do primeiro personagem do time.

Cortesia: Canal Locoin zer0mil

Jogabilidade

Todo mundo que já tenha jogado o Neo Geo, sabe que o console / arcade era composto por 4 botões, geralmente com dois golpes fracos e dois fortes na série King of Fighters, especificamente falando. No Neo Geo Pocket, temos apenas dois botões, e a variação entre forte e fraco é de acordo com a pressão e tempo de ativação do botão, ou seja, se apertar A para soco fraco e manter milissegundos apertado, o personagem irá fazer um soco forte, por exemplo.

Num geral, os comandos são rápidos e precisos, havendo a possibilidade de fazer combinações de golpes conforme seu estilo de jogo.

OBS: o mapeamento do teclado ou controle pode ser alterado pela interface do port do jogo.

Sistema de Jogo

O jogo conta com diferentes modos para batalhar, com a progressão focada em times compostos em 9 estágios, sendo 1 com rival e 2 de histórias e 1 secreto.

Um torneio rico em desafios…

O menu principal conta com os seguintes modos:
Tournament – jogue em torneio do clássico campeonato organizado por vilões.
Olympic – jogue em modos e minigames específicos e tente ganhar medalhas e ganhar pontos VS para masterizar seus personagens preferidos.
Sparring – treine contra a CPU.
VS Mode – jogue contra alguém simulando CABLE LINK do Neo Geo Pocket (localmente ou remote play)
Entry – personalize dados para seus personagens em um slot específico.
Record – veja suas estatísticas.

O Batalha entre as lendas…

O torneio se dá em 3 modalidades à sua escolha:
Single – jogue apenas com um lutador em 2 rounds (ou definido pelas opções)…

Tag – jogue em duplas com troca em tempo real.

Team – jogue em trios com lutas em rounds.

Os modos TAG e TEAM terão alguns nomes criativos, dependendo das duplas e times que você montar…

OBS: a progressão entre os modos varia entre os adversários independente do modo, por exemplo:
Rival – o rival do primeiro lutador aparece e é decidido em um round.
Team Guards – 3 rounds em modalidade de times
B&G Alliance – formato tag na batalha contra Bison e Geese.
Secret Boss – lute contra o chefe secreto em 2 rounds no Single ou com todos seus personagens em TAG ou TEAM, porém com handicap alterado para o chefe.

A luta contra o Rival é a única luta que não ocorre Game Over, caso perder.
E é o requisito para enfrentar o chefe secreto.

As artimanhas de cada empresa…

Da mesma forma que as versões da Capcom, é possível escolher 3 barras de sistema que remetem às duas produtoras:
Average – estilo Capcom, 1 barra em 2 níveis, sendo o nível 2 o Desperation Move mais forte. Um pouco mais cadenciado, porém com força moderada. Referência à barra X do Zero / Alpha 3.

Counter – estilo SNK, referência à barra EXTRA dos antigos KoF’s, podendo ser concentrado sua força para encher e usar o nível 2 quando a stamina estiver piscando e sua barra estiver cheia. Prioriza contra ataque e dá mais facilidade em chances de critical.

Rush – estilo SNK, referência à barra ADVANCED dos antigos KoF’s. Armazena 3 estoques de barras, porém não é possível usar o nível 2 dos DM’s. Prioriza combos correntes como Darkstalkers / Vampire Saviours.

Além disso, as 3 barras tem limitações na movimentação defensiva dos personagens.
Average é focada em dash (investida e recuo), Counter possui a clássica esquiva neutra, porém sem investida/corrida, apenas recuo e a Rush possui a corrida e recuo, sem esquiva.

Certamente você já tem definido seu estilo de luta, e ambas as empresas possuem suas qualidades e defeitos no seu estilo com as suas 3 barras…
Independente do caso, ainda há alguns movimentos extras nas lutas que podem ser usada em ambas como:

Defensive Counter – aperte AB para contra atacar enquanto defender para afastar seu oponente…
Tag Counter – aperte AB na defesa para sua dupla atacar o oponente (e ficar na tela)

Desperation Moves – por padrão, alguns personagens possuem 2 DM’s, outros possuem 1, vai depender do personagem escolhido…
Master Skill – um DM adicional por meio do modo Olympics.

Modo Olympics

O modo Olympics consitui em modos adicionais para o jogo, onde você pode ganhar medalhas de nível bronze à cristal, conforme seu sucesso e VS Points.

Haverão duas anfitriãs para cada lado: Rimururu e Karin.
A diferença consiste em usar os personagens de cada lado para 3 modos adicionais e 2 mini games próprios (com personagens exclusivos para esses 2 mini games).

Survival – tente enfrentar 100 oponentes com sessões divididas em 5 oponentes.
Time Attack – derrote 5 personagens no menor tempo possível.
First Blast – tente vencer 10 oponentes em condições 1-blow.

Mini Games

Target 9 – ajude Marco à impedir a invasão dos Mars People.

Blade Arts – tente destruir os 100 alvos com Jubei.

Ghost Trick – ajude Arthur à coletar tesouros e desviar de Red Arremer.

Cat Walk – Felícia irá dançar as músicas temas de alguns personagens em um jogo rítmico.

Extras

Como é de se esperar, há personagens para desbloquear no decorrer da sua jogatina.
São 12 no total, 6 para cada lado.
Para desbloquear você deve terminar o modo torneio e coletar peças para quebrar no quadro.

Porém, você só gannha as peças se enfrentar os chefes secretos.

Além disso, é possível desbloquear a Master Skill, que é um DM adicional para todos os personagens, isso é feito com os VS Points coletados no modo Olympics.

Conquistas

Dificuldade: 1/10

Apesar de levar tempo, as conquistas não exigem habilidades…
De forma resumida:

  • Desbloquear os 12 personagens extras
  • Jogar e terminar 1 vez os 3 modos de torneios com personagens personalizados no MY
  • Conseguir 1 medalha em 7 modos do Olympics

Considerações Finais

Graficamente o jogo chamava atenção pela suas palhetas de cores e pelos seus detalhamentos de cenários pigmentados, além das referências facilmente perceptíveis para os fãs das duas empresas. A fluidez dos frames das animações dos personagens beiravam a perfeição, principalmente pelo capricho com os personagens da Capcom.
A arte pocket dos personagens aumenta ainda mais o carisma com a deformidade em deixar mãos e pés maiores quando são executados golpes mais fortes, além dos artworks bem coloridos e expressivos dos personagens na tela de seleção.

A trilha sonora é nostálgica. É impossível não se deixar levar pelas músicas e cantar juntamente com os chiptunes os temas dos personagens. A quantidade de músicas presentes é totalmente rica perante a quantidade de personagens presentes no roster do jogo, incrementando ainda mais o fato de serem dinâmicas conforme seu modo e estágio de jogo.

A jogabilidade pode parecer estranha para quem não jogou jogos do NGP, mas aos poucos irá saber lidar com a pressão e timing dos controles para variar os combos, principalmente ao combinar com golpes links. Os comandos são rápidos e facilmente executados no seu timing e leitura da entrada de comandos.

A dificuldade da IA é nível Neo Geo MVS / AES na época 96 pra trás, com um alto nível de diferença entre seus parâmetros e definições. Tente colocar na dificuldade Gamer e tire suas conclusões. Apesar disso, há pouca variação para a máquina em escolher as barras, sendo apenas usada a Average. Os 9 estágios irão aumentar sua dificuldade conforme avançar, sendo necessário uma bela notoriedade de padrões, principalmente nos chefes.

A performance do jogo é praticamente fiel à capacidade do hardware, rodando em 30fps e poucos canais de som (ou seja, os sons dos golpes e especiais se sobrepõem na música).

A vantagem da versão STEAM é a opção de usar o Remote Play Together e convidar um amigo da Steam pra jogar online, simulando o local, algo que no Switch é apenas localmente.

Por sinal, espero que lancem para Playstation 4 e Xbox também…

Em resumo, SNK VS Capcom: MotM surpreende por ter uma quantidade considerável de conteúdo em um cartucho de 32megabits, que aliás irá tentar te prender mais conforme liberar os últimos personagens, diminuindo a quantidade de peças adquiridas para quebrar, com um roster bem escolhido e desafios na medida certa. É uma boa chance para quem não teve a oportunidade de jogar na época, conhecer uma boa premissa do crossover tão sonhado entre ambas as empresas pelo lado da SNK clássica, e que sem dúvida nenhuma, seria excelente numa versão mais atual, porém com a mesma ideia e essência da versão NGP (versão 2D com arte desenhada).
CAPCOM E SNK, OUÇAM A VOZ DE SEUS FÃS…
LANCEM Capcom VS SNK 3 ou SNK VS Capcom MotM MAIS PARRUDO PARA OS CONSOLES ATUAIS…

Se precisar… falem com a ArcSys pra fazer 2D desenhado… mas lancem pelo amor de Deus!!!!

Sem mais delongas… conheça, jogue e escolha seu lado nas… PARTIDAS DO MILÊNIO!!!!!

Frases de vítória primorosas………