Review / Tutorial: Seed of Life

Ola, aqui é o Pena e hoje vamos com um jogo de exploração com puzzles, o Seed of Life.

O jogo foi produzido pela MadLight, sendo esse o primeiro jogo deles, enquanto a publicação dele ficou a cargo da Leonardo Interactive, que fez a publicação dos jogos Dark Renaissance e Hell Architect.

Review feito em base da versão pra PC
(código cedido pela Leonardo Interactive)

Titulo: Seed of Life
Produtora: MadLight
Distribuidora: Leonardo Interactive
Gênero: Aventura / Puzzle
Plataformas: PC (Steam)
Mídia: Digital
Textos: Português, Inglês, Espanhol, Italiano, Francês, Alemão, Russo e Chinês Simplificado.
Dublagem: Inglês

História

A história do jogo ocorre em Lumia, um planeta que após a aparição de alienígenas começou a morrer, jogando todas as regiões numa escuridão enquanto o seu Sol perde energia.

Nesse cenário controlamos Cora, uma jovem que nasceu já na época em que o seu mundo começou a morrer e foi criado pelo seu avô. Só que depois dele sumir e ela encontrar anotações sobre a semente da luz, ela sai numa jornada pra tentar reverter Lumia para o seu estado original.

Gráfico

Os gráficos do jogo são relativamente bons, com cenários com bastante detalhes e uma ambientação legal, só que devido a natureza de mundo aberto dele, fica um jogo bem pesado, ao ponto deu ter que deixar ele em resolução baixa pra não ter perda de frames (ainda assim teve um pouco pro final do jogo).

Enquanto o ambiente está bem detalhado (com exceção dos momentos de quedas de pedra e uns outros pequenos detalhes), o modelo 3D da Cora não da pra dizer o mesmo. Ela não está mal feita, mas ela fica bem destoada do resto do ambiente e os seus movimentos são bem duros, principalmente durante os momentos que ela precisa agachar e alguns pulos especiais.

Áudio

Infelizmente a parte sonora do jogo deixa um pouco a desejar, com praticamente nenhuma musica durante a exploração (tudo bem, entendo que é pra deixar o clima triste do mundo desolado, mas poderia ter musicas que acompanhassem o clima) e a atuação da dubladora da Cora ficou bem fraca, ao ponto de parecer que ela está apenas lendo o texto.

Dessa vez eu fico devendo uma lista de musicas do jogo, não encontrei em nenhum lugar…

Jogabilidade

O jogo mistura exploração com puzzles, então ao chegar perto de qualquer ponto que possa interagir mostra a opção pra isso.

Não vou mostrar todas as mecânicas do jogo pra não estragar algumas surpresas da campanha, por que algumas imagens já revelariam certos detalhes da história, mas todo o jogo tem tutorial explicando cada uma das habilidades.

No menu de pausa você entrar no glossário, aonde tem informações e tutoriais que já foram desbloqueados na partida. No canto superior direito tem três ícones que identificam: Quantas vezes você já morreu, quantos artefatos alienígenas e quantas plantas de Luminun especiais você encontrou.

Essas ruínas servem de checkpoint no jogo, salvando o seu progresso e restaurando a sua vida e Luminun. Algumas delas também tem artefatos necessários pra avançar na campanha.

O seu objetivo geral sempre fica marcado no lado esquerdo da tela, assim não tem como esquecer o que tinha que fazer.

Alguns dos puzzles do jogo requer que monte a imagem do local aonde estão encontradas, dai isso varia de cada ponto do jogo, mas pra isso você precisa girar os círculos pra conseguir o desenho desejado.

Cuidado com esses seres chamados “Shadows“, caso entre na área de visão deles, eles te atacam e arrancam vida da Cora. Caso um te pegue, mexa rapidamente os comandos pra se livrar deles.

Cuidado com lugares altos, Cora toma dano dependendo da altura.

Quando você encontra o Talismã, libera a opção de mostrar nas costas dela o quanto de HP e Luminun você tem em números, sendo que isso também é refletido nos ícones do canto superior esquerdo.

O Talismã é a fonte de técnicas da Cora, a cada cápsula que ela encontra, aprende uma nova técnica. Uma delas é a Visão, que te permite ver pontos antes invisíveis e colunas de luz que marcam pontos de itens e outras coisas no mapa.

Outro detalhe do Talismã é que quando está no modo que mostra as estatísticas da Cora, também aparece uma seta que funciona como bússola, apontando pro seu próximo objetivo.

As plantas do mundo acumulam Luminun e ficar perto delas faz com que você recupere vida aos poucos. Caso interaja com elas, recupera um pouco de Luminun e se for a primeira vez que interagiu com aquela planta em específico, também aumenta o limite de Luminun que Cora pode carregar.

Cora também pode nadar na superfície da água, mas muitos dos lugares a água está contaminada, fazendo com que ela perca vida rapidamente, mas isso você pode contra-atacar com a cápsula de regeneração, que consome Luminun pra recuperar a vida da Cora.

Em pontos escuros você precisa da Cápsula de Luz, que acende uma bola de energia ao redor da Cora, iluminando o local.

Uma das cápsulas que mais ajudam Cora e o de Corrida. Com ele você corre extremamente rápido e seu pulo tem um alcance bem maior. Claro que utiliza-la gasta Luminun, mas diversos pontos você só alcançar assim.

Conquistas

O jogo não é difícil depois que entende as mecânicas dele, até a lista de conquistas dele é bem tranquila, você não precisa explorar nem metade do que tem no jogo pra completa-la, deixando a experiência bem mais leve pra aqueles que curtem esse tipo de coisa conseguir aproveitar bem o jogo sem se preocupar tanto com uma lista complexa de atividades. Entre as mais trabalhosas temos:

ConquistaDescrição
Alien landmarks interactionsAtivar 5 relíquias alienígenas.
Perfect Talisman capacityAumentar o limite de Lumium do Talismã para 1500.
Heart of lightEncontrar 5 platas de Lumium especiais
Escape artistEmpurrar 50 shadows

Conclusão

Seed of Life traz um jogo de puzzle interessante, com uma boa exploração, mas que precisa polir um pouco alguns detalhes pra chamar mais a atenção.

Os gráficos gerais dos locais que você explora estão bem feitos, tem bastante detalhes neles, mas alguns pontos de eventos, como parte com pedras caindo e da própria Cora ficaram um pouco fracos. O personagem mesmo tem uns movimentos bem duros, principalmente durante os saltos magnéticos e nos momentos que ela está agachada.

A parte de áudio do jogo é um pouco fraco, pois quase não temos musica no jogo (tudo bem, é pra manter o clima desolado do planeta, mas poderia ter umas musicas mais tristes nesses pontos) e infelizmente a atuação da dubladora da Cora ficou bem fraco, parecendo que ela estava apenas lendo o texto.

Como é um jogo de puzzle e exploração, o impacto inicial de não ter opção alguma melhora conforme você aprende as novas técnicas, deixando a partida bem mais agradável e como eles estão acertando alguns pontos conforme feedback da comunidade, tem chance de receber bastante melhorias ainda.

Pelo menos o pos-game te deixa livre pra explorar todos os pontos que podem ter passado batido, já que tem partes que só são acessíveis com técnicas aprendidas perto do final do jogo.