Review / Tutorial de Close To The Sun

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Wired Productions (versão PS4/PS5)

Distribuidora: Wired Productions
Produtora: Storm in a Teacup
Plataforma: PS4 / PS5 / Xbox One / Xbox Series S / Xbox Series X / Switch / PC
Mídia: Física e Digital
Ano de Lançamento: 2019

Close To The Sun é um jogo de terror em primeira pessoa, onde você controla a jornalista Rose Archer, que recebe um chamado de sua irmã mais jovem, Ada, de dentro do transatlântico Helios.

HELIOS, A LUZ DA CIÊNCIA

O navio Helios, batizado em homenagem ao primeiro deus solar grego (Hélio, mais tarde substituído/sincretizado por Apolo), da companhia Wardenclyffe, comandada por Nikola Tesla.

O imenso Helios, ao fundo

Helios concentra os maiores nomes da ciência do final do século XIX, servindo de base para diversos experimentos científicos, além de possuir sua própria Torre de Tesla*.

  • * A Torre Wardenclyffe, também chamada Torre de Tesla, foi uma antena de telecomunicações sem fio, de aproximadamente 57m de altura, projetada para comunicação transatlântica, radiodifusão e para demonstração da transmissão de energia sem cabos conectores, cujo projeto não foi finalizado devido a problemas financeiros. A empresa fictícia do jogo é uma referência direta à torre.
  • A GUERRA (FRIA) DAS CORRENTES

O jogo se passa em uma realidade alternativa, onde Tesla virou multimilionário distribuindo energia para a metade do planeta através da Wardenclyffe.
espiões de Thomas Edison no navio, ou assim parece a Tesla, que mostra-se um tanto quanto paranoico sobre possíveis vazamentos de informações de suas invenções.

Tesla e Edison protagonizaram a Guerra das Correntes

Enquanto na História Edison prosperou com suas inúmeras patentes, Tesla acabou a sua vida falido, sem ter conseguido concluir a Torre Wardenclyffe. No jogo, no entanto, a Torre é o seu motivo de prosperidade, resultando na construção da empresa de mesmo nome e na construção do Helios (tanto como projeto utópico como uma forma de fugir da ganância de Edison.

A opulência interna do Helios

Durante a Guerra das Correntes, Tesla saiu na dianteira com a Corrente Alternada, superando a Corrente Contínua de Thomas Edison. Edison utilizou métodos pouco convencionais (e desonestos) para desacreditar a segurança da Corrente Alternada, incluindo a eletrocussão da elefanta Topsy em praça pública, nos EUA, em 1903 (a realidade pode ser mais surpreendente do que a arte, não?).

Topsy sendo eletrocutada para demonstrar o “perigo” da corrente alternada


HORROR A BORDO

Ao adentrar o Helios, Rose depara-se com um quadro bastante diferente do que tinha em mente: aparentando estar abandonado, logo o navio mostra-se uma tumba gigantesca, com diversos corpos mutilados e desfigurados.

Não era exatamente esse tipo de recepção que eu imaginava

Ada faz contato pelo sistema de comunicação do navio, revelando sua localização para que ambas se encontrem, mas alertando que algo (ou alguém) atacou os passageiros.
Ada tenta explicar que algo deu errado nos experimentos, causando uma distorção temporal, mas Rose tem dificuldade de entender os termos técnicos.

Ecos temporais de ações do passado

Logo Aubrey, outro residente do navio, faz contato com Rose, dizendo estar preso na área da Engenharia, pedindo ajuda.
Rose aceita ajudá-lo, desde que possa encontrar a irmã antes.

Rose encontrará Anomalias Temporais, seres que surgiram no navio por conta da natureza de alguns experimentos. Estas Anomalias são seres azulados imateriais, com longas garras e várias fileiras de dentes, sendo possível apenas fugir dos mesmos, pois eles matam em apenas um ataque.

Anomalias temporais são precedidas por uma névoa azulada

Não apenas as Anomalias são os inimigos presentes, mas há também um membro da tripulação que está matando outras pessoas no navio.
Em ambos os tipos de inimigos, sequências de perseguição têm início: corra sem errar o caminho e salte os obstáculos no momento certo, até achar uma zona segura.

DESVENDANDO O MISTÉRIO

Navegar pelo navio (trocadilho incidental) requer cartões para abrir portas e a ativação/desativação de pontos de energia e áreas com vapor.
Como Rose não é uma cientista, boa parte de seu progresso depende de orientação pelos alto-falantes, vindas de sua irmã e de Aubrey, que é um dos engenheiros do Helios, podendo abrir algumas passagens remotamente.

Diagrama do famoso Raio da Morte, que Tesla jurava ser capaz de criar

O restante se dá através da investigação e dedução da personagem através de anotações em documentos e obtenção de itens através de alguns puzzles que utilizam sequências lógicas e/ou narrativas e combinação de imagens.

Puzzles lógicos sequenciais guardam itens necessários para progredir

Os acontecimentos do Helios, da empresa de Tesla e da situação dos cientistas é revelada através de jornais, memorandos internos e diários de alguns personagens, que mostram a paranoia de Tesla e também um possível complô através de espiões de Edison infiltrados.

ARTE EM ALTO MAR

O jogo utiliza a Unreal Engine 4, possuindo belos e vastos cenários, tão vastos que você acaba esquecendo estar em um gigantesco navio.
Áreas como um teatro, caldeiras, ala médica, laboratórios, centros de pesquisa, área residencial e uma linha de trem interna são alguns dos cenários disponíveis.

Os belos cenários, mostrando que Tesla não economizou no Helios

Os personagens, por sua vez, possuem um tom mais caricato, mas modelagem menos surpreendente graficamente, embora você interaja com poucos NPC’s vivos.
Corpos e membros decepados, por outro lado, serão uma constante visual. O jogo é bastante sangrento, esteja avisado!

Um dos poucos humanos vivos com quem você irá interagir (da maneira mais desagradável possível)

A trilha sonora, atmosférica e discreta, possui uma belíssima canção pós-créditos, criada especialmente para o jogo:


O jogo possui um competente trabalho de dublagem (em inglês), sendo a parte sonora responsável por alguns dos sustos que você irá sofrer (mais do que eu imaginava).

POR MARES NUNCA ANTES PLATINADOS

A platina de Close To The Sun possui dois troféus mais complexos: não morrer e finalizar o jogo em menos de 3 horas (recomendável em uma segunda run).

Segura esse ego, Tesla!

O restante consiste em finalizar cada capítulo do jogo e obter todos os coletáveis de cada capítulo.
Além dos coletáveis listados, há um troféu para conseguir todas as cartas do jogo, sendo uma disponível por capítulo.

A Torre Wardenclyffe nunca foi concluída e levou Tesla à falência

O troféu mais problemático é o de não morrer, pois as perseguições possuem pouco espaço para erros e um golpe resulta em morte imediata.

RESUMO DA ÓPERA:
Close To The Sun é um interessante jogo de terror em uma realidade paralela, com um Nikola Tesla bem sucedido e um navio/estação científica utópica.
Embora o jogo não possua exatamente um clima de suspense (por conta das constantes conversas), ele possui diversos sustos ao longo dos 10 capítulos.

A trama é um dos pontos fortes do jogo, sendo revelada através de coletáveis (de fácil acesso) e durante as conversas com a irmã da protagonista e um dos sobreviventes.
Graficamente o jogo impressiona pelos magníficos e gigantescos cenários, mas peca um pouco nos modelos de personagens.
A dublagem possui papel importante, pela pouca interatividade direta com outros personagens, e é bem executada, sendo a trilha sonora pontual durante as perseguições, dando mais espaço para o silêncio e os sons ambientais.

Um título que utiliza muito bem a exploração, ainda que seja bastante linear, mas com puzzles inteligentes, escapando de tornar-se apenas um walking simulator.