Review / Tutorial de Terminator Resistance Enhanced

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Reef Entertainment (versão PS5)

Distribuidora: Reef Entertainment
Produtora: Teyon
Plataforma:  PS5
Mídia: Física e Digital
Ano de Lançamento: 2021

(devido à falta de trailers da versão Enhanced, seguem abaixo o trailer do jogo original de PS4 e do modo Infiltrator no Steam)

Terminator Resistance Enhanced é um remaster do jogo Terminator Resistance, de 2019.
Ambientado no universo da série de filmes Terminator (Exterminador do Futuro no Brasil), o título é um FPS com elementos de stealth e RPG.

SKYNET E O DIA DO JUÍZO FINAL

Próximo ao final do século XX, a empresa Cyberdyne Systems criou uma rede integrada de Inteligência Artificial, a Skynet, para controlar os equipamentos militares, construídos em fábricas automatizadas, a fim de evitar o erro humano.


Quando percebeu-se que a Skynet era autoconsciente, os humanos tentaram desligá-la. A Skynet passou a considerar os humanos como inimigos e lançou uma série de ataques nucleares em 29 de Agosto de 1997, data que passou a ser chamada O Dia do Juízo Final.
Devastada, a humanidade (ou o que restou dela) não teve outra alternativa a não ser fugir e esconder-se dos Exterminadores, androides caçadores de seres humanos.


Um grupo chamado apenas de a Resistência, liderado por John Connor, passou a combater a Skynet.
Destinada a ser destruída, a Skynet enviou Exterminadores para o passado, a fim de matar Sarah Connor antes que ela desse à luz a John.

JACOB RIVERS

Você controla Jacob Rivers, soldado da Resistência e único sobrevivente de uma unidade enviada à Pasadena, após o ataque de um novo tipo de Exterminador, o Infiltrador.

Rivers escapa de Pasadena e se une a um grupo de sobreviventes: Ryan, Erin, Colin, Jennifer e o pequeno Patrick.
Após um incidente com o ônibus, o grupo instala-se em uma casa abandonada.

Comandante Jessica Baron

Jacob passa a ajudar o grupo em pequenas tarefas, enquanto procura pela Divisão Sul da Resistência.
Ao ser contatado pela Comandante Jessica Baron, ele é acusado de deserção da Resistência, mas conta que sua unidade foi destruída por um novo tipo de Exterminador, que parecia-se com um ser humano.

FAVORES NO PÓS-APOCALIPSE

Terminator Resistance se passa durante a guerra.
Jacob descobre que é um dos três alvos prioritários da Skynet, junto de John Connor e Jessica Baron.

Ao subir de nível, Rivers pode aprender habilidades de Combate, Ciência e Sobrevivência

Além dos objetivos principais, missões secundárias são liberadas ao conversar com os sobreviventes, geralmente consistindo em ir atrás de algum objeto de valor sentimental para o personagem.

Aqui um exemplo de opção de diálogo sem spoilers

A amizade com os NPC’s permite sidequests específicas, em especial próximo ao fim do jogo.
Algumas destas sidequests influenciarão em qual final do jogo você conseguirá.

FURTIVIDADE

O stealth é importante para sobreviver, especialmente contra os modelos T-800 e derivados, os Exterminadores propriamente ditos.
O combate contra eles exige armas de plasma para maior sucesso, mesmo assim, eles podem aguentar muitos disparos até serem destruídos; já explosivos são mais eficientes, mas chamam muito a atenção de inimigos próximos.
A Terminator Knife, faca elétrica, pode abater um T-800 em um único golpe, mas requer a aproximação furtiva.

Em locais fechados, mover-se furtivamente pode ser a melhor opção

Fechaduras também podem ser abertas com chaves-mestras. Para tanto, é necessário possuir a habilidade do nível da tranca
O destravamento se dá pela rotação da chave-mestra com ambos os analógicos até o ponto onde a fechadura gire totalmente. 

Hackeando a Skynet no melhor estilo Frogger


Também é possível hackear torretas para lutarem ao seu lado ou mesmo postos da Skynet, que resultam na explosão do mesmo.
O hack é desbloqueado após determinado ponto do jogo, também dependente da habilidade de nível semelhante ou superior ao alvo.
Para hackear um dispositivo, é necessário atravessar um ponto entre barreiras móveis, sem encostar nas mesmas.

UM DIA DO EXTERMINADO, OUTRO DO EXTERMINADOR

Apesar de todas as opções de stealth, o combate é inevitável.
Rivers possui um arsenal à sua disposição, incluindo pistolas, shotguns, rifles, submetralhadoras, rifles de plasma, granadas e granadas de lata e explosivos sonoros, além da já citada faca elétrica.

As armas de plasma podem receber upgrades através da combinação de chips da Cyberdyne

O equipamento disponível é vasto, mas não o espaço.
O inventário consiste em uma mochila, que pode ser aumentada com upgrades, permitindo carregar mais itens.
Munições e itens ficam agrupados em seus respectivos quadrantes, por tipo, o que ajuda a economizar espaço, mas cada arma, mesmo que repetida, ocupa um espaço grande.

A Terminator Knife, executa T-800 em um único golpe sorrateiro, mas é destruída no processo

É possível equipar quatro armas (de fogo ou brancas) para uso rápido, um item defensivo e um item ofensivo.
Como item ofensivo temos os explosivos; já como item defensivo, medkits e estimulantes de combate.
Tais estimulantes são de três tipos: câmera lenta (desaceleram o tempo), velocidade (aceleram o tempo) e analgésico (aumentam a resistência a dano).

OS ESCOMBROS DA CIVILIZAÇÃO

Em um mundo dominado por máquinas e com poucos recursos, vasculhar salas vazias e armários é essencial.
Os recursos obtidos podem ser utilizados para criar itens e munição nas mesas de trabalho; já outros servem como moeda para compra de suprimentos na base da Divisão Sul.

Pilhar recursos é parte essencial da exploração

Os mapas são amplos e com certo nível de complexidade, com dutos de ventilação interligando salas, portas bloqueadas por lados opostos e múltiplos andares.
Junto às mesas de trabalho/criação geralmente existe um computador, responsável pelo save manual de um checkpoint (mas o jogo salva automaticamente em determinadas áreas e conclusão de objetivos).

Sempre que localizar uma mesa de trabalho, não hesite em criar muniçãp e suprimentos

O DESPERTAR DAS MÁQUINAS

Além do famoso T-800, modelo bípede semelhante a um esqueleto de metal, eternizado por Arnold Schwarzenegger, temos uma variedade de outras máquinas no jogo.

T-808 Bípede, porta um lança-chamas; se sua arma for destruída, ainda pode lutar usando as mãos para causar dano

T-820 – Variação mais moderna do T-800, utiliza rifle de plasma como arma

T-825 – Variação do T-800, porta dois rifles de plasma R95

T-825V – Semelhante ao 825 padrão, mas portando dois rifles de plasma V96 

T-850 Infiltrator Modelo evoluído do T-800 original, também com a função de infiltração e tecido vivo sobre o endoesqueleto

T-47 – Bípede gigante, é equipado com dois lança-foguetes e porta duas metralhadoras giratórias nos braços

T-47 Plasma – Semelhante ao T-47, porém com dois rifles de plasma no lugar das metralhadoras; possui revestimento mais resistente

Scout Drone – Drones padrões de monitoramento da Skynet

Armored Drone – Upgrade do Scout, é um drone com armadura extra, que pode fechar-se em um escudo de proteção; existem dois tipos, sendo um portador de minigun e o outro de uma arma de plasma

Spider Scout – Pequena aranha metálica, faz o monitoramento por terra e causa dano por descargas elétricas

Armored Spider – Versão maior da Scout, é quadrúpede e possui duas miniguns, além de proteção extra; possui uma variação com armas de plasma no lugar das miniguns

Silverfish – O “cabeça de peixe” é uma unidade de rastreamento e autodestruição que fica “hibernando” em uma base, semelhante à uma mina terrestre; ao detectar a presença humana, deixa sua base rastejando e se enrola em forma circular na vertical, avançando como uma roda

HK-Tank – Unidade móvel gigante, com movimento baseado em “lagartas” de tanques, mas possuindo braços portadores de canhões de plasma

HK-Aerial – Nave em larga escala, com capacidade de voa e manobra vertical (VTOL), possui mísseis e canhões de plasma; pode transportar unidades móveis com pequenos batalhões de T-800

MODO INFILTRATOR

Novidade na versão Enhanced (disponível antes apenas para PC), o modo Infiltrator te coloca na pele (ou seria tecido vivo?) de um modelo T-800, com o objetivo de localizar e neutralizar o Comandante Daniel Ramirez, da Resistência.

O modo Infiltrator se passa antes da campanha, colocando o jogador no papel de um T-800

Para realizar tal feito, é necessário coletar informações sobre uma série de pequenos objetivos a serem cumpridos, até chegar à localização do alvo principal.
Os objetivos consistem em acabar com esconderijos dos sucateiros (scavengers), destruir depósitos de comida, esconderijos da Resistência, etc. Enquanto busca Ramirez, o Infiltrador também descobre informações sobre John Connor.

O Infiltrador conta com a visão infravermelho

O modo consiste em uma única missão, em um vasto mapa, com inimigos humanos. Não é possível salvar neste modo, devendo ser jogado completo de uma única vez.
O Infiltrador possui um pequeno número de reparações disponíveis, para restaurar seu sistema. Conta também com a visão infravermelho dos Exterminadores, que ajuda a destacar os alvos em quaisquer condições de iluminação.

Arnold Schwarzenegger e Franco Columbu em seu habitat natural: a academia

O modelo de T-800 Infiltrador deste modo é baseado no já falecido fisiculturista e ator italiano Franco Columbu, amigo pessoal de Schwarzenegger, tendo feito com ele uma longa parceria de treinos, exibida no documentário sobre fisiculturismo Pumping Iron, de 1977.

Franco em sua (exótica) participação em Conan, O Bárbaro

Além de vários títulos como Mr. Olympia, Columbu também faria participações nos filmes do amigo austríaco, em Conan, O Bárbaro (Conan, The Barbarian, 1982), O Exterminador do Futuro (The Terminator, 1984) e O Sobrevivente (The Running Man, 1987).  

ARTE DO FIM DO MUNDO

O gráfico de TRE varia em sua qualidade: enquanto alguns modelos de personagem são mais detalhados, como o da Comandante Baron, outros causam uma estranheza e uma sensação menos realista, como Ryan.

Ryan, o mecânico dos sobreviventes

Já os cenários são amplos e bem detalhados, embora pouco coloridos, dada a caracterização pós-apocalíptica, com diversas construções destruídas e muito concreto cinza à mostra.

O mundo cinza pós-apocalipsico, entrecortado pelo colorido de explosões e tiros de plasma

O jogo faz um belo uso da sombra e luz, com os tiros de plasma em vermelho e roxo e a lataria dos T-800 brilhosa. Aliás, os T-800 e suas variações possuem belas modelagens, com destaque para Franco Columbu como o Exterminador do modo Infiltrator.

A trilha sonora faz um excelente trabalho, com versões mais hard rock e heavy metal do tema da franquia, bem como as demais músicas da OST.



O trabalho de dublagem (em inglês, mas o jogo conta com legendas em português) conta com boas e claras vozes e linhas de diálogo interessantes, especialmente enquanto interação via rádio comunicador. Não raramente os NPC’s questionam Rivers sobre o afastamento do objetivo principal quando você está explorando, ironizando as atitudes do personagem.

ENDOESQUELETO PLATINADO

A platina de Terminator Resistance Enhanced é semelhante à do jogo original, mas inclui alguns troféus extras para o modo Infiltrator.
Uma platina fácil de ser conquistada, devendo-se apenas prestar atenção ao troféu Turn Up The Radio, que consiste usar o rádio de Ryan no volume máximo, para incomodar o engenheiro Alvin na base da Resistência (e está ligado à uma sidequest prévia para conseguir o rádio para Ryan).
Já no modo Infiltrator, os dois troféus consistem em achar os três segredos (easter eggs da franquia) e zerar o modo.

RESUMO DA ÓPERA:
Terminator Resistance Enhanced é uma bela surpresa, especialmente por se tratar de um produto licenciado (mesmo que apenas da franquia e não diretamente de um filme).

Indo muito além do FPS, o título apresenta diversidade no gameplay, com uso de stealth, mecânica de hacking e arrombamento, além de um sistema de crafting.
A exploração é recompensada pela completude de missões secundárias e da aquisição de materiais para fabricação de itens.

O roteiro tem seu carisma, bem integrado ao lore da franquia (viagem temporais e múltiplas linhas do tempo, ok?).
As decisões tomadas com os NPC’s e as sidequests influenciam em qual final será obtido, tendo um caminho não tão claro para como cada escolha determina os destinos, dando boa complexidade à trama

Apesar de alguns pequenos deslizes gráficos ou momentos de estranheza em alguns NPC’s (como duas estranhas cenas opcionais de sexo com duas personagens… NÃO ME JULGUE!), o título se destaca pela criatividade e variedade de mecânicas.
Fazendo bom uso da iluminação, a versão remasterizada para a nova geração se beneficia das capacidades dos novos consoles, rodando de maneira suave, sem travamentos.

A adição do modo Infiltrator dá sobrevida ao pacote, agregando ao valor do mesmo e trazendo uma série de referência aos filmes da franquia (explore bem o mapa do modo e você irá encontrar diversos easter eggs).

Não apenas um ótimo título enquanto jogo solo, mas uma belíssima homenagem aos fãs da franquia, mostrando que os desenvolvedores pesquisaram o (extenso) lore de Terminator.
Um trabalho digno de respeito para com uma franquia que teve diversos momentos críticos, seja nos últimos filmes ou mesmo nos jogos (alguém lembra de Terminator Salvation?). 

Um comentário