Review / Tutorial de Just Die Already

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Curve Digital (versão PS4 e PS5)

Distribuidora: Curve Digital
Produtora: DoubleMoose Games
Plataforma:  PS4 / PS5 / Xbox One / Xbox Series S / Xbox Series X / Switch / PC
Mídia: Física e Digital
Ano de Lançamento: 2021 no PS5

Just Die Already é um simulador de caos com velhos, como descrito pelos próprios criadores.

APOSENTADORIA COMPULSÓRIA

Num futuro próximo, onde não há jovens suficientes para sustentar a aposentadoria dos idosos, você está por sua conta e risco!
Tíquetes de aposentadoria estão espalhados pela cidade, eles são a moeda do jogo e também seu objetivo principal: conseguir a tão sonhada aposentadoria na Flórida.

O mundo se tornou inóspito para a terceira idade

Mas vamos por partes (como o protagonista acaba, na maior parte do tempo).
Você começa em um asilo de péssima qualidade e seu primeiro objetivo é arruinar uma festa de aniversário, até que a enfermeira o expulse.

Feito isto, você está pronto para aproveitar ao ar livre o que a terceira idade tem de melhor! (a imortalidade, aparentemente)
Esteja atento: um idoso é frágil e pode sofrer fraturas e desmembramentos a qualquer momento!

O PRIMEIRO IMPACTO

A primeira impressão de Just Die Already pode ser estranha, como aconteceu comigo.
Quando você sai do asilo e se depara com a cidade, não há um objetivo claro.
Fica uma sensação incômoda de não saber exatamente o que fazer ou para onde ir.

Os objetivos da bucket list geram tíquetes

Bem, assim como Seinfeld era uma série sobre o nada, assim o é JDA!
Você precisa experimentar um pouco com objetos e NPC’s ao redor até se aclimatar à ideia central do jogo.
Se humor negro não é bem a sua praia, talvez o jogo em questão também não seja, mas… se assim como eu, você costuma rir daquilo que não deveria e fazer piadas incômodas ou em momentos inoportunos, você acaba de achar uma mina de ouro!

ROMPENDO O BAÇO E FRATURANDO O QUADRIL

Você escolhe entre quatro boomers: Stanislav, Wally, Kamala e Lucky.
Além da aparência, não há muita diferença entre eles, então não se preocupe com isto! Você pode inclusive trocar de personagem a qualquer momento, seguindo com o mesmo save e os mesmos objetivos completos.

O jogo utiliza física de ragdoll, o que é tanto o maior trunfo do título quanto a sua maior deficiência.
Os saltos e a precisão são sofríveis de se acertar, mas também geram situações cômicas constantemente.
Os idosos são extremamente frágeis e sofrem amputações a todo momento, bem como fraturas que os fazem carregar partes do corpo penduradas com frequência.

Membros podem ser usados como objetos

O suicídio é a sua ideia para escapar da terceira idade? Sinto muito, os velhos de JDA são imortais e podem ressuscitar constantemente, inclusive contando com um botão exclusivo para tal finalidade.
A cada ressurreição, você acorda… num container de lixo! Velhos abandonados em busca de aposentadoria, descartáveis e jogados no lixo?
Este é um daqueles momentos filosóficos onde você começa a desconfiar de uma bizarra genialidade por parte dos criadores, que colocaram simbologias e sentido escondidos na grande piada que o jogo conta.

O QUE FAZER ANTES DE MORRER?

A famosa bucket list dos personagens possui uma longa série de desafios a serem concluídos: de coisas simples como ser desmembrado e ser eletrocutado a desafios mais complexos, como abrir passagens secretas de um dojo ou ser enviado ao espaço.

A lista com objetivos de vida pode ser consultada a qualquer momento, mas não se prenda demais à ela, o interessante é sempre testar o que o mundo do jogo tem a oferecer.
Cada objetivo de vida completo gera um tíquete para compra nas máquinas de venda ou um novo item; os tíquetes servirão também para a compra da tão sonhada aposentadoria na Flórida.

Experimentar diferentes maneiras de cumprir os objetivos é boa parte da diversão

Armas, acessórios e itens aleatórios estão disponíveis para compra: pistolas que disparam cascas de banana, shotguns, espadas, chapéu de polvo, cabeça de peixe, patas de lobo. A lista é longa e criativa, sendo alguns itens (especialmente de vestuário) desbloqueáveis também ao serem encontrados pelo cenário ou tomados de outros personagens.

Um chapéu de polvo não é exatamente útil contra balas, mas…

Certos itens possuem habilidades próprias, como a máscara ninja, que permite invisibilidade temporária ou a cabeça de lobo, que permite um uivo bastante constrangedor.
Por vezes, equipamentos específicos podem ajudar a completar as quests, que são um tanto quanto vagas na sua explicação, geralmente atribuídas por algum NPC que fale. Outros desafios podem não possuir uma explicação direta, cabendo ao jogador observar e tentar decifrar o enigma, como as passagens secretas do dojo, por exemplo.

EXPLORANDO (E EXPLODINDO) A CIDADE

A cidade do jogo possui cinco áreas distintas: Centro, Docas, Centro Esportivo, Jardim Zen e Parque, cada qual com sua lista específica de desafios na Bucket List.

Cada distrito possui suas particularidades, bem como seus perigos.
Caso caia no mar, nas Docas, você será devorado em segundos por um tubarão, já no Centro da cidade, motoristas kamikaze podem atropelá-lo facilmente.
Áreas mais verticais, como os prédios do Centro, podem ser explorados utilizando-se extintores de incêndio como propulsores ou jetpacks de peido (que geram um leve salto a cada flato).

Nadar nas docas não é recomendado…

Praticamente tudo é interativo no jogo, de bebidas a bicicletas, portas douradas chaveadas (com chaves escondidas em diferentes locais), instrumentos musicais, carros, NPC’s (sim, você pode pegar alguém pela mão e sair correndo com a pessoa) e o seu… próprio corpo.

Just a flesh wound!

É, é isso, mesmo: ao explodir e/ou ser mutilado você pode pegar partes do seu corpo e usar para bater nas pessoas. Caso morra, ao ressuscitar, pode pegar até mesmo sua cabeça ou o tronco perdido e usá-lo como item.
Existem passagens secretas em dutos de ventilação que requerem apenas algumas partes do corpo para passar; em alguns casos, apenas a pélvis, que é a última parte que pode ser controlada do corpo, antes de morrer.

A GANGUE GERIÁTRICA

Embora o foco inicial do jogo seja o modo single player, é possível jogar co-op online entre até quatro velhos, seja cumprindo objetivos, aterrorizando a cidade ou simplesmente lutando entre si.

Porque jogar pipoca para os pombos é para os fracos!

O modo online funciona sem grandes problemas ou travamentos e possui a função de cross platform, ou seja, você pode jogar com pessoas em outros consoles e no PC, o que sempre ajuda a manter o online funcional por mais tempo.

CONTEMPLANDO O INEVITÁVEL FIM

A arte do jogo é bastante caricata e bem colorida.
Os personagens são bem modelados, com um visual cartunesco, o que ajuda a aliviar as mortes violentas e o gore excessivo.
Os cenários são bastante vivos (o que não se pode dizer de alguns NPC’s), com inúmeras interações e passagens secretas, além de diversos pequenos segredos para entretê-lo enquanto explora descompromissadamente a cidade.

Cenários belos e coloridos, escondendo diversos segredos

A trilha sonora, apesar do tema principal bastante característico, fica apagada no geral e pouco memorável, igualmente ao trabalho de som, que deixa a desejar.
Como o foco não é a narrativa aqui, este título jogo se encaixa na minha categoria “jogos para ouvir podcasts”.

A ÚNICA PLATINA É NA SUA PRÓTESE!

JDA não possui troféu de platina, tendo uma lista de apenas 12 troféus.
Grande parte deles envolve completar os objetivos da Bucket List, escapar do asilo, morrer 250 vezes, tornar-se o Buda dourado, perder 1000 membros, acertar 10 arremessos consecutivos na cesta de basquete sem errar e comprar o tíquete de aposentadoria para a Flórida.

“Homenagem” (???) a Death Stranding

Apesar de pequena, a lista é bastante desafiadora, especialmente no que concerne a completar toda a Bucket List e acertar os 10 arremessos seguidos.
Assim que o tíquete para a Flórida é comprado, o jogo tem sua tela de créditos; o jogo foi zerado e você reaparece na Flórida, sem poder retornar à cidade anterior, o que é um tanto estranho, dada a limitação do local.

RESUMO DA ÓPERA:
Just Die Already é um jogo repleto de humor negro e física estranha.
Dos mesmos criadores de GOAT Simulator, o objetivo geral é divertir-se com situações bizarras, adaptando-se à física e os controles imprecisos (propositadamente).
A apresentação dos desafios pode ser um tanto quanto confusa, fazendo o jogador dar voltas até entender o que realmente é necessário fazer para completar certos desafios. Não chega a ser um problema, dada a natureza caótica do jogo em si: explorar as possibilidades é parte fundamental da diversão do jogo.

Enquanto o gráfico apresenta um estilo leve e cartunesco, a parte sonora possui pouco destaque, transformando o modo single player numa ótima oportunidade para ouvir podcasts e liberando os participantes para conversarem abertamente no modo cooperativo.
Falando no coop, ele se dá através do modo online, que funciona sem grandes problemas, permitindo a interação entre os jogadores de todas as plataformas.

Just Die Already é uma experiência diferente, baseada no caos e no humor ácido e nonsense, utilizando o ragdoll dos personagens e a física para gerar situações estranhas e cômicas. 
Uma boa opção para desligar o cérebro e dar boas risadas, em especial na companhia de amigos.