A Vida Antissocial do Gamer Hardcore

Quem joga com uma frequência alta e se dedica ao hobby do video game, sabe que vida social e games possuem uma complexa relação.

Madrugar para jogar com os amigos ou para concluir aquela quest difícil.
Perder o horário por causa de mais uma partida.
Ver o sol nascer e perceber que acabou passando uma noite não dormida acidentalmente.

Que atire o primeiro controle aquele que nunca fez nenhuma das atividades acima!
É claro, para tudo existe um limite: se você deixou de sair com amigos ou família, ou mesmo “pulou” uma refeição pois passou muitas horas jogando, há um problema mais sério envolvido.

No entanto, a reclamação de passar enfurnado em um quarto jogando é comum aos jogadores mais entusiastas.
Por anos fomos criticados por sairmos pouco, passando tempo demais em casa, na frente de uma TV…

Até que surgiu a pandemia do Covid 19 e todos os problemas atrelados à aglomeração e aos costumes do “mundo antigo”.
A recomendação geral foi para que as pessoas que podem permaneçam em casa. E elas farão isso na frente de uma TV.
Ou seja, nós estivemos treinando a vida toda para o distanciamento social.

O comportamento por hora criticado passou a ser a nova norma.
Parece que o jogo virou, não é mesmo?