Review / Tutorial: Wing of Darkness

Nota do editor: Como o embargo do review pro jogo terminou dia 31 de Maio as 00:00 JST (que vira dia 30 ao meio dia no Brasil), exclusivamente temos um review no domingo.

Ola, aqui é o Pena e hoje vou fugir um pouco dos RPG e outros jogos que to acostumado pra tentar a mão no Wing of Darkness, que é um jogo de simulação de voo e tiro.

Esse é o jogo de estreia da Production Exabilities, trazendo uma proposta um pouco mais adulta aos jogos que utilizam o tema de “garotas com armaduras” que já é largamente usada na mídia geral, sem apelar no fanservice, focando mais na narrativa.

Ele será publicado pela Clouded Leopard Entertainment, sendo nosso primeiro review com eles, mas eles já publicaram diversos jogos conhecidos no território asiático, tal como os Legend of Heroes e OneeChanbara Origin e também estão com o jogo Relayer anunciado pra lançamento mundial pra 2021l.

Review feito em base da versão pra PS4
(código cedido pela Clouded Leopard Entertainment)

Titulo: Wing of Darkness
Produtora: Production Exabilities
Distribuidora: Clouded Leopard Entertainment
Gênero: TPS (Tiro em Terceira Pessoa) / Simulação de Voo
Plataformas: PlayStation 4, Nintendo Switch e PC
Mídia: Digital e Físico
Textos: Inglês, Francês, Alemão, Espanhol, Italiano, Japonês, Coreano, Chinês Tradicional e Simplificado.
Dublagem: Japonês

Links pra importação do jogo na Play-Asia:

História

Alguns termos e ambientações são alemães, algo comum em jogos e animes usando tema de guerra

No jogo acompanhamos principalmente Klara Ernst, uma garota que se alista ao exército na parte de suporte com o intuito de ajudar economicamente a sua família, mas logo de começo ela é enviada pra outra base com o intuito inicial de apenas enviar uma carta.

Mas chegando lá, ela recebe a noticia que o mundo entrou em guerra com seres conhecidos apenas como “Blankers” e somente algumas raras pessoas com certas habilidades especiais podem utilizar o Held System, um novo sistema do exercito e combate-los.

A partir daqui Klara entra pra a nova unidade das “Fraulen” conhecido como Abendflugel com a missão de impedir o avanço dessa guerra. A partir desse ponto a história foca principalmente no desenvolvimento da Karla e com alguns pontos de vista de uma das suas colegas de equipe, a Erika Loerzer.

Como já deu pra reparar, o jogo usa bastante termos e ambientações alemães, algo que é comum em mídias que usam o tema de guerra, então recorri ao nosso amigo Google pra traduzir alguns dos termos só pela curiosidade (eu só consigo identificar alemão haahha)

  • Fraulen => Mulheres;
  • Blankers => Derivado de “Blank” (esse é inglês), em branco;
  • Abendflugel => Asa Noturna (esse fiz uma adaptação pra ter mais sentido)

Gráficos

Artes em 3D estáticas durante os novels

O jogo utiliza a Unreal Engine e é claramente dividido em dois pontos: Novel e Missões.

Durante a parte de novel, aonde é contado praticamente toda a história, temos artes estáticas em 3D claramente puxadas pro estilo anime de arte. Eles agradam bastante, mesmo não tendo movimentos, tem vários detalhes e efeitos durante essas partes.

Já durante as missões temos cenário cheios de detalhes, como montanhas cobertas de neve, florestas e algumas áreas industriais. Pro cenário em sim o nível de detalhamento agrada demais, mesmo pra quem não se importa tanto com isso, enche os olhos essas paisagens.

Só que a maioria dos inimigos, enquanto ainda tem um excelente nível de detalhes, são totalmente imóveis, isso quando você consegue ver os inimigos maiores. Inimigos no tamanho humano, são praticamente impossíveis de ver, mas isso é compreensivo, já que seria algo que realmente aconteceria se fosse realidade

Áudio

As musicas do jogo agradam bastante, usam um estilo mais puxado pro eletrônico durante as missões pra acompanhar a ação dela, mas temos algumas mais tristes pra certos pontos da história e missões, capricharam bem nesse ponto.

Infelizmente não achei a OST do jogo, então vou ficar devendo o habitual exemplo que eu deixo aqui nos reviwes…

As duas principais do jogo

O jogo é todo dublado em japonês, focando o trabalho nas duas dubladoras a seguir:

Kiyono YASUNO

Dubladora da Klara Ersnt, também trabalhou na atuação das personagens:

  • Nejire Hado do My Hero Academia;
  • Gretel Jeckeln de Schwarzes Marken (da franquia Muv-Luv).

Chihira MOCHIDA

Dubladora da Erika Loerzer, também trabalhou na atuação das personagens:

  • Nobuko Momomura de Alice in Deadly School;
  • Airi Kagami de Gekidol

Jogabilidade

O jogo é bem simples e direto na interface dele. Depois que você faz o prólogo do jogo, no titulo dele você tem como continuar de onde parou selecionando o “Continue” ou selecionar um dos capítulos que já foram liberados.

Na seleção, você pode rever as cenas da história ou seguir direto pra a missão. Isso facilita se você quer refazer alguma delas sem ter que ver toda a história novamente.

Pra cada missão tem várias dificuldades diferentes, sendo o normal bem balanceado, não precisando diminuir a dificuldade pra adaptar-se aos comandos do jogo.

Quando você chega num ponto que ainda não tinha liberado, você acompanha a história normalmente por vídeos e após cada parte deles, já somos direcionados pro preparo da próxima missão.

Preparo pra as missões

Antes de cada missão temos um breve resumo da missão, explicando o que tem que fazer e quais tipos de inimigos estão previstos para aparecer neles. Isso ajuda pra escolher os equipamentos que você levará nela. Pra selecionar o equipamento, vá em “Loadout“.

Infelizmente não tem sistema de evolução ou compra de equipamentos no jogo

No Loadout temos três classes de armamentos, sendo elas:

  • Primárias: Armas que ficam na mão da Klara;
  • Secundárias: Armas que ficam equipadas nas asas do Held System;
  • Terciárias: Equipamentos que ficam acima dos ombros da Klara.

Conforme selecionamos as armas, são mostradas os seus modelos e especificações, como temos poucas variações, segue um geral dos armamentos:

Primárias

Stampler (Metralhadora)
Drachen (Espingarda)
Javelin (Rifle Sniper)
Mistral (Arma de Plasma)

Secundárias

Striker (Mini-Canhões)
Averse (Lança Foguetes)
Saw (Metralhadora Giratória)

Terciárias

Klavier (Misseis Pequenos)
Unicorn (Missel anti-nave)
Gestöber (Laser teleguiado)

Caso não tenha certeza de qual equipamento usar, pode selecionar o “Use Recommended Loadout” que ele já monta os equipamentos mais recomendados pra a missão atual.

Depois de tudo preparado, basta seguir pra a missão.

Missões

Durante as missões temos várias informações na tela que de começo podem confundir um pouco, principalmente pra quem não está acostumado com jogo de simulação de voo (como eu), então preferi enumerar tudo pra explicar melhor:

  • 1 – Pontuação: Simplesmente pra controle do jogador como num arcade, não afeta o jogo;
  • 2 – Destruídos: Bem pequeno temos a quantidade de inimigos destruídos na missão;
  • 3 – Sobrando: quantos inimigos obrigatórios do momento da missão ainda faltam;
  • 4 – Escudo: Quanto de escudo você tem no momento;
  • 5 – Booster: O medidor de boost usado pra manobras evasivas;
  • 6 – HP do inimigo: Alguns inimigos grandes, quando está com a mira travada, mostra o HP do lado da tela, enquanto outros direto na mira;
  • 7 – Tempo: Conta o tempo decorrido na missão, mas não se preocupe que não tem limite de tempo em nenhuma missão;
  • 8 – Munição da arma primária: mostra o máximo que a arma comporta e quanto de munição tem no momento;
  • 9 – Munição da arma secundária: mostra o máximo que a arma comporta e quanto de munição tem no momento;
  • 10 – Munição da arma terciária: mostra o máximo que a arma comporta e quanto de munição tem no momento;
  • 11 – Mini-mapa: mostra a posição geral dos seus aliados e alvos.

O uso das armas primárias e secundárias é no mesmo botão, então você precisa trocar qual vai usar. A que está em uso no momento fica acessa na tela.

Tem como travar a mira no inimigo, fazendo que o voo da personagem fique sempre acompanhando o adversário, o que facilita MUITO a vida do jogador, principalmente contra alvos menores.

Já as armas terciárias precisam que você trave a mira nos alvos mantendo a visão deles. Algumas armas conseguem travar mais de um alvo ao mesmo tempo, lançando vários tiros ao mesmo tempo, só precisa estar dentro do alcance da arma.

Uma coisa que ocorre com todas as armas do jogo, apesar de terem um limite de munição, caso você acabe com ela ou a arma sobreaqueça, basta não usa-las por alguns segundos que a munição recarrega automaticamente, liberando o uso novamente.

Se o alvo trava estiver fora do alcance ou estiver com o trajeto do tiro obstruido, o jogo avisa, dai você precisa acertar a sua posição. Pra isso você pode aumentar ou diminuir a altidude que você está, tanto com o controle da câmera ou usando os botões necessários.

Quando você ativa o boost, tem uma grande aceleração, mas isso gasta a barra de boost. Mas assim como nas armas, só parar de usar que recarrega novamente. Isso é excelente pra fugir dos missies dos inimigos.

Tem também o escudo, que te protege dos tiros. Como os demais recursos, ele também recarrega enquanto não tiver tomando dano, mas se ele chegar a zero, você morre e retorna do ultimo checkpoint da missão.

Wing of Darkness_20210526153813

Os pontos que ficam marcados na tela são os locais necessários pra avançar na missão. A marcação pode variar, indo da seta amarela pra um local, uma seta grande transparente te mostrando o caminho ou uma mira vermelha mostrando o alvo atual da missão.

Só tome cuidado durante as batalhas, se você se afastar muito do local da missão, você morre e retorna pro ultimo checkpoint. Se a tela começar a ficar cinza, vai aparecer o contador te avisando que precisa retornar.

Além do mini-mapa, o jogo indica a posição de inimigos e tiros com setas nos cantos da tela e até de onde você tomou um ataque. Quando você está com a mira travada, também mostra se o alvo atual é um alvo principal.

No final da missão temos um resumo do que aconteceu, mostrando pontuação, tempo de conclusão e outros detalhes. Isso é mais pra controle do jogador mesmo, já que não temos como comprar nenhum equipamento aqui.

Conquistas

Fazer tudo não é difícil, só consome um tempo extra por causa do grind

O jogo não é muito difícil, isso e alguém que quase não joga simuladores de voo em geral e a lista de conquistas também não é difícil, só vai consumir um tempo extra pois você não conseguira todos numa única partida. Pra quem curte fazer os troféus, a versão do PlayStation 4 é um prato cheio, já que tirando 5 troféus da história, que são de bronze, o resto deles são todos de prata e ouro. Das conquistas mais trabalhosas temos:

ConquistaDescrição
Wings of SteelFinalizar todas as missões do jogo sem morrer.
DestroyerDestruir pelo menos 90% de todos os inimigos em todas as missões
Ace of FrauleinsDestruir 1000 inimigos Frauleins
Scion of ScienceUsar mais de 5000 tiros das armas Terciárias.

Conclusão

O jogo foge do esperado, que é usar e abusar do fanservice com garotas bonitinhas em armaduras, trazendo uma história um pouco mais adulta, mas que infelizmente não teve um desenvolvimento necessário pra aprofundar melhor nos acontecimentos do jogo, deixando muitas respostas no ar pra o jogador tentar entender certos detalhes.

A jogabilidade dele é simples, mas bem agradável e facilita bem a vida de quem não está acostumado com esse estilo de jogo, mas é extremamente curto e com poucas missões, o que deixa um pouco a desejar, além de não ter um bom fator de replay se você não for atrás das conquistas dele, já que não há uma evolução da Karla e nem mesmo comprar novos equipamentos pra ela ou até mesmo usar outra personagem nas missões.

A parte gráfica é satisfatória, da pra ver que os cenários e construções tiveram bastante atenção nos detalhes, mas com exceção da Karla que fica na frente da tela, os outros inimigos não tem movimento, ficando evidente quando você enfrenta os mechas gigantes, eles literalmente não tem movimento de braços e pernas, o que deixa a desejar.

Em resumo, o jogo é bem gostoso de jogar, mas precisava de um refinamento extra em algumas mecânicas e outros detalhes pra conseguir se destacar mais nos jogos do gênero, já que optaram em não chamar a atenção do publico com o ecchi básico que normalmente tem nesses estilos de jogos.