Review / Tutorial: WarDogs – Red’s Return

Nota do Editor Chefe

Este Review / Tutorial era pra ter sido postado na terça feira, dia 18 de Maio de 2021, porém devido à problemas técnicos, não pude publicar este review, sendo excepcionalmente postado no dia 20, juntamente com o TBT… 😀

Não adianta, independente de quanto tempo passe, o gênero do Beat them up deverá estar sempre conosco, seja pela sua forma retro, pela sua forma simples, ou pela sua forma moderna e que acompanha todos os recursos dos jogos eletrônicos…

Seja qual for a fórmula usada, sempre será bem vinda para a maioria dos jogadores.
WarDogs – Red’s Return mistura um pouco de cada fórmula, com gráficos simples, jogabilidade 2.5D e uma mistura de mecânica com combos e golpes auxiliares…

Red e sua linha de Roupas

Sim, o personagem principal do jogo, ou seja o “Red”, é o mascote da linha de roupas chamada Red Nose, conhecida por diversas peças de roupas. Abaixo está um pouco sobre a empresa (tirada do site oficial):
A RED NOSE
Inspirada na raça American Pit Bull Terrier (Pit Bull), a marca Red Nose foi fundada em 1996, onde força, agilidade e resiliência são os pilares do seu lifestyle Xtreme.
O conceito Xtreme ganhou força nos esportes considerados mais intensos e radicais, entre eles o Jiu-jitsu brasileiro, MMA, Surfe, Skate, BMX, BASE Jumping, Motorsports, entre outros.
Enraizada nesse lifestyle mixado ao streetwear, surfwear e ao skatewear, a Red Nose conta com uma coleção de roupas, bonés e acessórios, para quem gosta de estar bem vestido e pronto para qualquer desafio.

Desenvolvido pela Mito Games inicialmente para Mobile, teve seu lançamento posterior nos consoles pela nossa QUByte Interactive.

Vamos então conhecer a mistura usada no jogo e analisar a sensação nostálgica que ele pode trazer??

Código cedido para review pela QUByte, versão Playstation 4

Nome: WarDogs: Red’s Return
Gênero: Beat them Up
Desenvolvedora: Mito Games
Distribuidora: QUByte Interactive
Plataformas: Mobile, Playstation 4, Xbox One, Nintendo Switch, PC
Lançamento: 2019 (15 de Agosto, versão Mobile) / 2021 (29 de Abril, versões Console e PC)
Mídia: até o momento da publicação do review, apenas Digital

Tela Título

História / Enredo

Após uma praga catastrófica quase varrer o mundo, os remanescentes da humanidade se voltaram à engenharia genética para sobreviver. Irreconhecíveis, os humanos agora se esforçam para se recuperar nas poucas cidades que ainda existem.

Habitando a periferia de um paraíso tecnológico, os rejeitados de sua sociedade vivem sob o domínio das muitas gangues que controlam os subúrbios. Entre eles está Red, um jovem lutador voltando para casa depois de passar um ano afastado, encontrando-la imersa em conflito. Depois de reencontrar velhos amigos, ele precisa descobrir quem é o responsável por esse caos e acabar com seus planos antes que seja tarde demais.

Gráficos

Os gráficos do jogo usam métodos tridimensionais com texturas simplificadas, porém com detalhes competentes de luz e cenários. A progressão da história é mostrada com cenas, simulando um HQ em algumas intermissões e outras com a artwork dos personagens nas conversas, algo que por sinal achei de excelente design, os personagens… além de suas carismáticas expressões.
O jogo conta com sistema 2.5D, com projeções boas para os efeitos climáticos e projeções de sombras.

Som / OST

Um dos pontos altos do jogo é a sua trilha sonora, que é bem mista, com rock, pop, temático e trance em alguns estágios, apesar de ser pouco o número de músicas.
O jogo não tem dublagens, mas há os famosos resmungos de dor e emoções.

Infelizmente não consegui achar a OST para demonstrar para vocês.

Jogabilidade

O jogo possui um esquemático rico em funções, porém simples na sua execução:

O jogo conta com o sistema de leitura de entrada memorizada, onde é possível misturar os comandos de ataque para efetuar combos, como veremos no decorrer do Review / Tutorial, o que torna a jogabilidade divertida e rápida na sua execução.

Sistema de Jogo

Ao iniciar o jogo notamos que ele realmente foi pensado no mobile, por possuir elementos clássicos de um jogo da plataforma:

Os itens do menu serão explicados aospoucos, vamos começar pelo modo história.

Como é bom estar de volta… ou não?!

A progressão da história é contada de forma totalmente linear, como todo e qualquer beat them up mais atual, com opção de um replay nas fases já vencidas. Sim, meus queridos leitores infanto-juvenis, antigamente alguns jogos não tinham a opção de retornar nas fases, era tudo jogado de forma direta… saudades Double Dragon do NES… hahahaha

Como podemos notar, as fases são inicialmente bloqueadas, sendo liberadas ao concluir elas, indiferente da dificuldade jogada.

Quando os punhos falam pela razão…

Red tem 2 tipos de ataques básicos: SOCOS e CHUTES.

Além disso, também temos ataques de técnicas: seria o TRONCO e REDEMOINHO.

As técnicas possuem um sistema de cooldown, como pode-se notar, tendo de esperar recarregar o círculo entorno do ícone.

Agora perceba que há uma barra abaixo da tela, trata-se da sua FÚRIA.
Com a fúria, Red tem 3 golpes especiais de acordo com o nível da barra preenchida, porém você deve apertar L1 e escolher qual das 3 assimiladas pelos botões de função irá usar, no jogo é referenciado como Trigger Break (Gatilho Break (?!) no português)

Rage / Soothe (irônico não???) – Red faz um buff por 20 segundos, efetuando uma adição ao seu ataque.

Burst / Heal – Red pode receber uma cura por 10 segundos para aguentar possíveis ataques sob pressão.

Smash – um dos ataques mais fortes de Red, onde tem um raio de grande efetividade e alto dano na força.

Combos

Os combos do jogo possuem 2 níveis de efetividade:

Simples – ocorrem ao apertar os mesmos botões de socos ou chutes, variando em 3 / 4 hits.
Longos – ocorrem ao alternar ataques de socos e chutes, podendo efetuar combos de 8 / 10 hits, com a possibilidade de emendar combos enquanto o oponente fica no ar.

Os combos também aceitam as técnicas na sua corrente de golpes, dando uma jogabilidade mais rica e divertida, além de claro despertar sua criatividade em espancar os oponentes.

Stamina

A barra azul abaixo do life de Red é sua stamina / resistência, sendo possível bloquear golpes dos inimigos ou reduzir seu dano, dependendo do impacto ou ataque aplicado.

O bloqueio é efetivo apenas para o lado que Red está virado, não tendo um “bloqueio automático” caso o oponente te atacar pela retaguarda.

Items de armas??? Temos…

Em alguns caixotes é possível achar armas para efetuar ataques alternativos, porém elas possuem tipos e durabilidade:

A durabilidade das armas é indicada abaixo da sua barra de stamina.
As armas podem ser 1H (One Handed), 2H (Two Handed) e RC (Rough Control), sendo essa última a indicação para items mais pesados e lentos.

O Diabo Vermelho

No decorrer do jogo, você notará que Red tem o apelido de “Red Devil”, e algum momento essa ira desperta, com isso você ativa o chamado Berserk.

No Berserk, a sua Furia cai gradativamente, porém seu custo para técnicas especiais pode ser usado mais de uma vez e recuperado enquanto manter a barra com fúria, podendo causar um bom estrago nos seus oponentes.

Orbs

Red pode achar orbs que recuperam sua vida (orbs verdes) e lhe condedem alguma fúria (orbs vermelhos), quebrando as caixas dos cenários.

Conclusão de Fases

Ao terminar as fases, você é julgado e avaliado com um ranking pelos seguintes itens:

Além de loots para suas moedas e outros itens:

Onde usar esses itens???
É o que veremos daqui à pouco…

Missions

Missões diárias são as fases com alguma modificação cíclica, geralmente indicado no seu nível de dificuldade no mapa:

As fases possuem algum modificador de dano de inimigos, número de inimigos ou até mesmo a inteligência e agressividade deles.

Agora note que no há o modo hordas, que nada mais é uma gaiola de oponentes que aparecem em hordas para enfrentar.

Até que onda você consegue aguentar???

Inventário / Personalização / Loja

Note que há dois tipos de ícones no menu, que é o seu dinheiro e gemas…
Esses itens nada mais são que suas moedas para os cosméticos e compras de implantes do jogo…

Cosméticos é toda a customização e aparência do Red, tal qual usando as roupas da sua marca, disponíveis para a compra:

As gemas são itens cosméticos mais raros.

Agora perceba que a loja tem o chamado Implantes.
O inventário há 2 slots, um onde você coloca implantes de CHIPS e outro para CORE:

O jogo possui diferentes dificuldades, entretanto alguns podem ter facilidade, outros podem ter um certo sofrimento, porém é possível implementar alguns Chips e Core que irão auxiliar os atributos de Red, cada um com seu nível de raridade e efetividade.

Os atributos podem ser:

Might – poder / força
Rhythm – efetividade dos combos alternados
Tech – cooldown / força das técnicas
Pressure – velocidade dos ataques
Vigor – aumenta seu life e stamina
Guts – confiança e efetividade dos ataques
Fury – aumento relativo da fúria aos seus ataques
Brawler – dano efetivo dos breakers
Ironclad – resistência em tomar dano sem perder controle

Com isso, posso dizer que os números em laranja nas fotos do jogo são relacionados ao dano que o Red aplica em cada golpe efetuado, enquanto os amarelos são relacionados à sua pontuação.

Troféus / Conquistas

Dificuldade: 2/10

Apesar de ser um beat them up, os caçadores de troféus / conquistas não terão dificuldade de conquista-los, de forma resumida, você deve:

  • Terminar o jogo no difícil
  • Adquirir 30 itens cosméticos
  • Usar técnicas 200 vezes
  • Derrotar 500 inimigos
  • Acumular 5000 hits

Considerações Finais

Graficamente o jogo é agradável e competente, os efeitos de chuva, sombreamento são bem aplicados, incluindo a projeção dos personagens enquanto se deslocam perto de fogo, luzes e raios. Lembre-se que inicialmente é um jogo mobile, então toda consideração simplória deve ser levada em aspectos de projeto do jogo.

A trilha sonora é eclética e agrada em grande parte do tempo de jogo. O fato de não ter dublagens talvez não dê uma profundidade maior para os personagens, mas é compreensível a ideia de tentar transpor uma interação em quadrinhos.

A jogabilidade é criativa no seu sistema de variação de ataques, porém poderia ser mais explorada com evoluções do personagem e suas customizações (talvez num segundo jogo???), mas esse é um item interessante para se analisar, porque já faz ligação com o desafio e progressão por dois motivos:
É compreensível a pouca exploração para a evolução do personagem, pois Red já tem uma grande vantagem perante seus inimigos, seja pelos Triggers ou pelo Berserk, o que torna o jogo de dificuldade moderada – baixíssima.
Um jogador acostumado com dificuldade talvez se decepcione, pois Red é overpower mesmo jogando no difícil.
Entretanto, seria interessante explorarem um sistema de evolução maior para o jogo devido à criativa forma de usar as técnicas e combos do personagem, podendo ser avaliado em algum jogo posterior, evoluções diversificadas com combos novos sendo aprendidos na alternância dos botões, além de claro, um aumento maior na dificuldade do jogo.

A duração é excelente para a proposta, com fases variadas entre 3 telas ou 4 de progressão e em longevidade mediana. A performance não pecou em nenhum momento com fechamentos repentinos ou variação de frames, sendo totalmente satisfatória.

Em suma, WarDogs Red’s Return se mostrou um competente beat’em up independente, com um sistema que tem potenciais chances de expansão, porém que pode decepcionar os mais saudosistas com o gênero, sendo em sua maioria jogos moderado alto ou difíceis, e possuindo chefes com padrões variados conforme perdem life, além de claro, não possuir opção de multiplayer.
De qualquer forma, é um jogo que merece sua atenção, principalmente se não se importar com estes detalhes e quiser jogar com seus filhos / sobrinhos / netos, o velho “briga de rua”, onde se concentra numa diversão com um enredo simples e jogabilidade divertida.