Review / Tutorial de Turrican Flashback Collection

* Esta análise foi feita com o código cedido pela ININ Games (versão PS4/PS5)

Distribuidora: ININ Games
Produtora: Factor 5 e Ratalika Games
Plataforma: PS4 / PS5 / Switch
Mídia: Física e Digital
Ano de Lançamento: 2021

Turrican é um guerreiro mutante criado para combater os organismos rebeldes da colônia de Alterra.
Turrican Flashback Collection é uma remasterização de quatro títulos da série Turrican, uma franquia de plataforma “run and gun”, com exploração não linear.

TURRICAN (1990)

Certos inimigos são difíceis de descrever…


O primeiro título da série, lançado originalmente para Commodore 64 e Amiga e posteriormente portado para outros sistemas, incluindo Mega Drive e Game Boy.

Alterra é uma distante colônia criada pelos humanos, dividida em cinco diferentes habitats autossuficientes, gerenciados pelo sistema MORGUL (Multiple Organism Unit Link ou Unidade de Organismo Múltiplo Interligado, numa tradução livre).
Após um terremoto, o sistema MORGUL é fragmentado e entra em colapso, tornando-se hostil aos seus habitantes.
Alterra foi abandonada pelos humanos por muito tempo, até que um cientista criou o guerreiro Turrican, para limpar a colônia abandonada e derrotar as três faces de MORGUL.

TURRICAN II: THE FINAL FIGHT (1991)

Lançado em 1991 para Commodore e Amiga, embora o criador da série, Manfred Trenz, afirme que a versão para Commodore 64 (lançada posteriormente) tenha sido o design original.

Diversas opções de filtros estão disponíveis


O ano é 3025, a paz foi estabelecida na galáxia de Cobra 2 pela United Planets Freedom Forces (Forças Livres da União Planetária). A nave Avalon 1 está prestes a cruzar a barreira final da galáxia, quando é abordada por um gigantesco cruzador de batalha.
Após intenso combate, o cruzador desabilita todos os escudos de Avalon 1 e os mutantes invadem a nave.
Uma luta corpo-a-corpo acontece e os humanos perdem. Bren McGuire sobrevive à derrota e vê o maligno imperador The Machine, parte homem, parte máquina, adentrar Avalon 1 e receber o relatório da destruição.
Tão logo eles partem, Bren ergue-se, com o desejo de vingança em seus olhos e veste a nova armadura Turrican.

MEGA TURRICAN (1993)

Lançado em 1993, o jogo foi originalmente desenvolvido para Mega Drive, mas acabou tendo o port para Amiga lançado antes, com o título Turrican 3: Paymant Day. O lançado para Mega Drive se daria no ano seguinte (1994).

Os chefes são impiedosos e matam com poucos acertos… prepare-se!


Anos após a derrota do imperador no planeta Landorin, quando tudo parecia tranquilo, eis que The Machine ressurge e passa a destruir dezenas de planetas e escravizar seus habitantes. Bren McGuire recebe uma mensagem de uma garota clamando por ajuda, pois seu planeta caiu ante os soldados do imperador.
Bren retoma seu traje de combate Turrican e parte para enfrentar as hordas do temível imperador novamente.

SUPER TURRICAN (1993)

Lançado em 1993 para Super Nintendo, é na verdade o quinto jogo da série, e não o quarto.
Bastante similar ao jogo Mega Turrican, Super é a versão com melhores gráficos e algumas mudanças, como algumas fases diferentes e a troca do “chicote elétrico” pelo “feixe congelante”.
O chefe final assemelha-se ao Alien (aquele do filme), de H.R. Giger.

Um trem orgânico está entre os desafios nas fases com movimento próprio


Gameplay

Você avança contra hordas de inimigos insectoides, alienígenas, androides e robôs voadores e terrestres.
Existem plataformas com armadilhas como chamas, estacas de metal e torrentes d’água.

As fases convencionais possuem bastante verticalidade, com múltiplos caminhos, alguns deles com vidas, HP e diferentes tiros bônus, além de alguns subchefes opcionais.
Cair é sempre um risco, mas necessário em alguns casos, embora nem sempre a segurança da aterrissagem seja garantida.

A inspiração n estética de Giger se torna latente


Dentre as fases diferenciadas, ao longo dos quatro jogos, variações como fases voadoras, fases utilizando-se elevadores instáveis, uma fase em um trem, plataformas móveis na água e neve deslizante são alguns dos diferentes cenários possíveis.

A versão “Vamos ter que economizar esse mês!” é pura nostalgia


A capacidade de voar em fases específicas e o uso de uma nave são algumas das variações presentes entre os títulos da franquia.

Os “colecionáveis” servem para aumentar a pontuação, característica típica dos jogos da época.

Inimigos e Armas

A variação de cenários é complementada pela variação de inimigos, de peixes e moluscos, passando por vermes, alienígenas, máquinas e robôs.
Os gigantescos chefes gigantes variam entre cabeças (uma predileção dos desenvolvedores?) disparadoras de lasers, mãos robóticas, polvos, alienígenas gigantes, insetos voadores e máquinas bípedes.

A famoso chefe “mãozinha”, recorrente na franquia

Além da arma básica de Turrican, ele conta com mais três armas/habilidades, variando nos jogos entre um chicote para se pendurar em plataformas aéreas, um chicote elétrico, um raio paralisante, uma habilidade de se transformar em bola/estrela (semelhante ao Morph Ball de Metroid, ideal para passar por caminhos estreitos, geralmente escondendo áreas secretas) e capaz de disparar bombas e um raio trator, com disparo infinito e capaz de destruir certas partes dos cenários.

Alguns chefes pedem mais mobilidade e o uso das plataformas


Tiros especiais podem ser encontrados em áreas secretas, ao derrotar alguns inimigos e em plataformas invisíveis (que surgem ao se atirar na posição delas, caso você saiba ou acerte a localização na sorte). Dentre estes tiros, munição teleguiada, tiros em curva, disparos que ricocheteiam nas paredes, tiros mais potentes e munição estilo shotgun.

Você Falou Hardcore?

A dificuldade é um ponto alto da franquia.
Fruto de uma época ainda com a mentalidade dos arcades, onde o desafio era muitas vezes brutal, Turrican não faz feio no quesito causar choro nos jogadores.

Esse pequeno verme foi um dos meus grandes adversários!


Hordas de inimigos, ataques surpresa, quedas de precipícios sem saber ao certo se morrerá ou não e chefes causadores de dano massivo são características marcantes da série.

Alguns cenários podem ser confusos na navegação quanto à não linearidade necessária das fases. Sempre que o tema futurístico dá lugar ao cenário alienígena, as fases tendem a ser mais complexas.

A complexidade dos cenários e a paleta de cores sofreram evoluções consideráveis no decorrer da franquia

É claro, existem inúmeros segredos com vidas extras, regeneração de HP e tiros especiais, basta procurar em todos os cantos do cenário… só não esqueça do tempo nas fases.

Mega Turrican e Super Turrican contam com a dificuldade Easy, mas ela encurta a duração do jogo pela metade (ah, os anos 90!).

Aquela Ajudinha Moderna

Para aqueles desacostumados ao estilo hardcore de antigamente, existe um modo de jogo com alguns atenuantes: save state (para salvar e continuar a qualquer momento), rewind (para voltar no tempo e evitar danos desnecessários) e cheat codes (os famosos códigos trapaceiros).

O modo com os recursos modernos desabilita os saves, se quiser platinar o jogo, vá para o modo Trophy Challenge (Ratalaika, por que me abandonastes???)


Aí você me pergunta: se existem tais ajudas, por que eu jogaria no modelo antigo?
Bem, para começar porque você não vai querer passar vergonha na frente dos amiguinhos, vai?Segundo porque os troféus estão atrelados ao modelo antigo!
É, é isso mesmo, sem platina fácil para você (e para mim também).
Ok, ok, eu admito que peguei alguns troféus e depois fiz os jogos com a opção de save state (hey, eu não posso adiar reviews indefinidamente).

RESUMO DA ÓPERA:
Turrican Flashback Collection é uma boa volta ao passado dos impiedosos anos 90, onde o número de vidas era restrito, os inimigos eram impiedosos e a dificuldade era a lei.
Elementos de RPG? Não! 
Habilidades passivas? Não!
Upgrades de vida??? NÃO!!!
Corra, atire e confie nos seus reflexos.

A jogabilidade se mostra bastante precisa nos tiroteios, embora alguns saltos sejam mais complicados de executar com perfeição.
Existe um reaproveitamento de fases, especialmente nos dois últimos jogos.
A trilha sonora ainda se mostra memorável com bastante uso de sintetizadores e um clima futurista sombrio.
Um pacote completo (ou quase) com os quatro principais títulos de uma franquia que teve seu sucesso na época, mas acabou por ser esquecida (e injustiçada no processo).