Review / Tutorial: Space Invaders Forever

Logo da Video Game Live

Ola, aqui é o Pena e fugindo novamente dos JRPGs, trago uma coletânea de um dos clássicos dos vídeo games:
Space Invaders

A série já é bem antiga, iniciou em 1978 e mesmo aqueles que nunca jogaram nada da série conhecem esses alienígenas em pixel, sendo usados para diversas artes relacionadas a projetos de jogos, como o show Video Games Live, que toca musicas de jogos com orquestra.


O jogo é produzido ela Taito, mesma produtora da série “Bubble Bobble”, na qual fizemos um review do quarto jogo da série que você confere aqui.
Como esse pacote tem 3 jogos totalmente distintos, com gráficos, OST e jogabilidades próprias, no review eu irei separa-los pra facilitar a leitura do texto.

Review baseado na versão do PlayStation 4
(código fornecido pela ININ Games)

Titulo: Space Invaders Forever
Produtora: Taito Corporation
Distribuidora: ININ Games
Gênero: Arcade
Plataformas: PlayStation 4 e Nintendo Switch
Mídia: Digital e Física
Textos: Inglês, Japonês, Francês, Alemão, Italiano e Espanhol

Link para compras na Play Asia:

Pacote 3 em 1

Tela de escolha dos jogos

Como mencionado, esse pacote tem 3 jogos distintos, sendo eles:

  • Space Invaders Extreme: Original do PSP e NDS pra comemorar os 30 anos da série;
  • Space Invaders Gigamax 4 SE: jogo lançado em 2018 para os Arcades japoneses;
  • Arkanoid vs. Space Invaders: Cross-over com a série “Arkanoid” lançado para mobile.

Space Invaders Extreme

O primeiro jogo do pacote, segue bem a linha da série original, mas repleta de mecânicas novas na sua mecânica, lembrando bastante alguns shumps (os jogos de navinha) com as mudanças de tiro e mais alguns outros detalhes.

Gráficos

Apesar dos inimigos e o seu canhão manterem a linha de arte pixel, eles tem um acabamento muito legal, souberam usar bem o estilo nesse jogo.

As artes de fundo das telas variam bastante, mas são bem leves e não atrapalham o visual durante a jogatina, dá um toque legal pro jogo.

Áudio

As batalhas de chefes ficaram bem criativas

As musicas do jogo ficaram bem legais, isso pra mim que não sou muito fã de musica eletrônica, só faltou um DJ invadir a minha casa (piada proposital hahahaah) durante as partidas, principalmente durante os Fever Time, ali as musicas ficam bem agitadas.

Além das musicas, durante as partidas também tem uma narradora informando os bônus que você vai ativando durante as partidas, dai facilita pra você se encontrar quando está nos momentos mais apertados do jogo.

Jogabilidade

Comandos no PS4

Esse, apesar de manter o estilo de jogo do original, tem vários extras.
O movimento do canhão é apenas pros lados, mas pra atirar você pode apertar o de tiro único ou segurar os de tiro rápido, vai do gosto do jogador.

Dentro do jogo temos 2 modos:

  • Arcade: sequencia de 5 telas;
  • Free: joga uma das telas que você já liberou no modo Arcade.
O caminho que você percorre depende da sua pontuação

Uma partida completa consiste em 5 missões e qual caminho você faz nele no modo normal varia da sua pontuação, se estiver com uma boa pontuação, segue pelos caminhos que descem, deixando o jogo cada vez mais difícil.
A dificuldade Extra, aquela que está no fundo, é a mais difícil delas e só libera depois de ter completado pelo menos uma vez o modo Arcade.

O objetivo não tinha como ser mais direto, destruir todos os alienígenas que aparecem na tela e fazer combos pra conseguir uma alta pontuação. Pra conseguir bônus você pode:

  • Destruir todos na mesma coluna;
  • Destruir todos na mesma linha;
  • Destruir todos da mesma cor;
  • Destruir todos do mesmo tipo.

No lado esquerdo da tela mostra:

  • Em qual estágio você está;
  • A onda de inimigos que você está e quantas são;
  • Multiplicador de pontos, que diminuiu se você fica muito tempo sem acertar nada;
  • Sequencia de inimigos derrotados, que diminuiu se você fica muito tempo sem acertar nada;
  • O nível de força do seu tiro;
  • Quantas vidas você tem.

Ter um controle do que você está fazendo com as informações desse lado da tela te ajuda a alcançar uma boa pontuação.
Vale lembrar que alguns tipos de tiro são destrutíveis, assim da pra sobreviver por mais tempo.

No lado direito da tela ele mostra a sequencia de inimigos e as cores que você destruiu e se encher a sequencia com 4 da mesma cor, cai um power up relativo a cor alcançada, tendo efeitos variados dependendo do tipo:

  • Azul: o tiro vira um laser que vai até o topo da tela, mas deixa o canhão lento enquanto atira;
  • Verde: solta 3 tiro que atravessam os inimigos;
  • Vermelho: solta uma bomba no lugar do tiro normal e a exploração acerta os alvos adjacentes;
  • Cinza: o canhão fica invencível por um tempo, mas o tiro é o normal.

Inimigos brancos não dão power ups, então cuidado na hora de tentar os combos.
Quando você pega um power up, a barra do tiro carrega e começa a esgotar e assim que chega ao fim, o efeito especial acaba.

Roleta de Aliens

Caso você consiga acertar a nave que fica passando lá no topo, pode ativar um dos 2 bônus.
A primeira delas é a Roleta, aqui você tem 10 segundos pra acertar um dos aliens, cada um com um bônus especifico, com exceção do branco, que está ali só pra te atrapalhar.

O segundo é uma missão extra rápida que acontece no meio da partida. Tem vários objetivos diferentes e se você conseguir conclui-la, ativa o Fever Time quando retorna ao estágio normal, que aumenta drasticamente a pontuação durante o modo.

Depois de passar todas as ondas de inimigos, claro que temos um chefe.
Cada um deles tem uma estratégia diferente, variando bastante o que você vai precisar fazer pra derrota-los.
Quer mais pontos? Te vira pra matar eles rápido haahahhaha

É, não sou lá muito bom nesse tipo de jogo, sorry XD

Ao finalizar o estágio, você recebe a pontuação por certos bônus alcançados e ganha uma nota, sendo a máxima o rank S.
Como falei no começo, a sua pontuação que decide qual será o próximo estágio.

Continues infinitos, ufa XD

Você é tão ruim como esse editor? Não esquenta, tem continue infinito, mas a sua pontuação é zerada, mas pelo menos você consegue fechar o jogo e curtir ele.

Space Invaders Gigamax 4 SE

Esse jogo é original de Arcade, lançado lá no Japão em conjunto com a Square Enix, é o que mais se aproxima do jogo original, tanto em termos de jogabilidade e gráficos.

40 anos invadindo o mundo, dessa vez na Torre de Tokyo

Ele foi utilizado também na comemoração dos 40 anos da série, rodando uma versão pra até 10 jogadores nos telões da Torre de Tokyo.
Segue um vídeo que um fã fez durante a exibição .

Gráficos

Bem volta as raízes esse

Os gráficos são os mais parecidos com o original, todo em pixel e BEM COLORIDO, só durante alguns pontos que tem uma variação da arte, mas como a intenção era realmente resgatar o estilo original, não é algo que incomode.

Áudio

As musicas e efeitos sonoros desse também são mais simples, mas como a ideia, assim como nos gráficos, era o retorno as raízes, é algo pra aproveitar mesmo.

Jogabilidade

Nesse jogo você tem multiplayer local de até 4 jogadores.
O que mostra na tela eu infelizmente não tive como testar por ter jogado sozinho, mas se você junta com os outros jogadores, o tiro sai mais forte.

As partidas são divididas em 3 partes:

  1. A primeira parte é o modo clássico, aonde tem todos os alienígenas descendo tudo junto como no jogo original;
  2. Na segunda parte, que é mostrada na gif, os alienígenas agem mais independentes e você precisa acertar varias vezes o mesmo alvo, fazendo ele crescer até explodir;
  3. A ultima parte é enfrentar a nave mãe, que precisa tomar muito tiro pra ser derrotada.

A batalha contra a nave mãe tem tempo e sozinho é bem difícil, tem alguns ataques diferentes e muito HP pra tirar dela.

Uhuu, pelo menos sozinho consigo o primeiro lugar XD

Depois da batalha, tem a contagem de pontuação e continua pros próximos rounds, esse é pra curtir com a galera mesmo.

Arkanoid vs. Space Invaders

Esse é um jogo originalmente lançado para mobile, misturando os aliens pixilados com a jogabilidade de Arkanoid, então ele é um pouco diferente do padrão da série.
Nesse TEMOS uma história, bem, simples, mas tem uma história XD

Simplesmente nossos queridos aliens decidem atacar a dimensão de Arkanoid e cabe a você defender seu mundo dessa nova invasão.

Gráficos

Por ser um jogo original de mobile, a área de jogabilidade dele é uma tela bem menor pra manter o estilo do jogo no seu original, mas os gráficos do jogo são bem legais, misturou bem o estilo de ambos os jogos.
Nesse temos personagens no estilo anime pra agradar o pessoal que curte o estilo e alguns inimigos em 3D também.

Áudio

As musicas ficaram bem legais, são uns eletrônicos bem agitados, combina com o clima do jogo e os efeitos sonoros são bem o estilo de ambas as séries, quem conhece ambas vai aproveitar bem o jogo.

Jogabilidade

150 telas pra detonas alienígenas

O jogo consiste numa sequencia de 150 missões, divididas em áreas e cada missão completada lhe dá uma medalha de prata.
Toda vez que você completa uma área, é liberado o modo Hard das missões, sendo que é nesse modo que você consegue as medalhas de ouro.

Nas missões você precisa rebater os tiros dos aliens pra destrui-los dentro do tempo limite, que varia em cada missão.
Não é lá muito difícil, mas jogar esse no PlayStation 4 é meio complicado.
O motivo? Bem, lembra que esse jogo é original de mobile e que esses jogos usam o touch da tela, né. Aqui invés de você controlar a plataforma usando direcional, é utilizado o TOUCH PAD do Ds4, o que torna a jogabilidade bem estranha.
PS: Imagino que no Switch você jogue ele usando o touch da tela mesmo, mas não tive como testar a versão dele pra garantir isso.

Conforme você vai derrotando os inimigos, vai enchendo as barras do lado e quando completa, entra no “Attack Mode”, aonde você joga uma bola de energia e puxa mais a jogabilidade do Arkanoid, já que você pode rebater essa bola que nem nos jogos deles.

Enquanto o modo estiver ativado, a contagem de tempo para, os inimigos ficam mais lentos e não atiram nesse período. Claro que esse modo tem um tempo de funcionamento, mas se você não conseguir rebater a bola, ela acaba imediatamente.

Outro ataque é rebater o tiro com um toque pra cima, fazendo com que ele volte em linha reta e mais rápido, mais usado nos pontos que tem os blocos te atrapalhando.
A maioria dos blocos são destrutíveis, com exceção dos dourados, e tanto os blocos como os inimigos podem deixar moedas e power ups quando detonados,

No final de cada área tem um chefe, precisando acertar várias vezes ele pra conseguir derrota-lo, aproveitando os tiros dos inimigos pra acertar ele.

No final de cada missão você ganha moedas baseado na sua pontuação e combos, podendo seguir pra a próxima missão ou repetir ela caso queira tentar uma melhor pontuação.

Bob de “Bubble Bobble” e outros personagens de outras franquias dão as caras aqui

Depois de um ponto do jogo são liberados power ups que consomem moedas pra ativar e também a escolha de outros personagens de outras franquias, cada um com uma técnica especial própria pra ajudar a sua vida.

Ele também tem um sistema interno de conquistas pra receber moedas.
Tem diversos desafios divididos por categorias, como destruir blocos, inimigos e alcançar certas quantidades de combos.

Conquistas

É esse eu não vou conseguir a platina não

Como é de se esperar dum jogo de Arcade, as conquistas do jogo não são nada fáceis e vai precisar jogar os 3 jogos pra completar a lista toda.
Dentre as mais trabalhosas temos:

  • 5-D complete: Completar o estágio 5-D do jogo “Extreme”;
  • Arcade Mode S Rank: Alcançar um rank S na partida geral no jogo “Extreme” (esse até o momento do texto NINGUÉM conseguiu XD);
  • True Savior of the Galaxy: Completar as 150 missões do “ARKANOID” no Hard.

Conclusão

A invasão espacial continua firme e forte, mesmo depois de 40 anos e essa coletânea ficou muito boa, só não consegui finalizar o Gigamax (por estar sozinho) e o Arkanoid (jogar no touch pad não é muito agradável pra mim), mas ainda assim são bem divertidos.

O Extreme foi o que eu mais curti, bem desafiador mas ainda da pra aproveitar bem, só a minha habilidade que não vai me permitir fazer tudo nele.

Eu pessoalmente não gosto tanto dos Arkanoids, mas esse cross-over ficou bem divertido, só espero que lancem um patch pra conseguir controlar o jogo com direcional ou o analógico pra conseguir ter um controle melhor do jogo, já que jogando pelo touch, você não tem um acerto legal do movimento e qualquer ponto que você encoste no pad faz com que a plataforma “voe” direto pro ponto, atrapalhando mais ainda.

Um comentário