Review / Tutorial de Two Parsecs From Earth

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Ratalaika (versão PS4)

Distribuidora: Ratalaika Games
Produtora: ABX Games Studio
Plataforma:  PlayStation 4 / Xbox One / Switch / PC
Mídia: Digital
Ano de Lançamento: 2020

Two Parsecs From Earth é um metroidvania com escolha entre upgrades.
O robô Z3-L1 sofre um acidente enquanto leva uma carga para a Terra e cai no planeta Dimidium.
Agora ele precisa recuperar a carga e consertar a nave, fugindo de animais habitantes do planeta.

ADAPTAR PARA SOBREVIVER

Z3-L1 não luta, portanto a única alternativa contra os inimigos é evitá-los e fugir.
Sua habilidade básica é o pulo, mas ao vasculhar o planeta atrás da sua carga e de três baterias de energia, o robô encontra arcades que possuem uma escolha de upgrade.
Pulo duplo ou dash, atravessar andares ou paredes, encolher ou usar portais.

Cada escolha, uma perda

Após escolhida uma habilidade, a outra é excluída daquela zerada; ou seja, você tem acesso somente há 3 das 6 habilidades do jogo até zerar pela primeira vez; no New Game+ você retorna ao planeta e pode adquirir as outras três habilidades, o que dará acesso total a toda a carga.
Esta dinâmica é muito interessante, pois muda bastante a forma de se jogar o título interagir com os inimigos.

Falando neles, são de dois tipos: insetos voadores que avançam em sua direção assim que te detectam (mas podem ser esquivados e somem da área) e seres rastejantes e espinhosos, que navegam pelo chão ou teto do cenário, apenas em uma determinada área, mas em diferentes velocidades.

O “porco espinho alienígena” no teto; à esquerda, uma das cargas para coletar



Além deles, existe um “chefe” sempre que se adquire uma habilidade: um grande inseto voador, que te persegue até o fim do cenário, pressionando para que você cometa erros.

O PLANETA HOSTIL

Dimidium não possui apenas inimigos, mas também uma paisagem extremamente perigosa para o robô, repleta de espinhos.
Z3-L1 não possui barra de vida, morrendo com qualquer dano sofrido (sim, você vai morrer bastante jogando).

Espinhos matam mais do que os inimigos


Mas nem só de espinhos vive o relevo do planeta: pequenos caminhos para serem escalados, pedras que garantem o teleporte (caso você escolha a habilidade) ou cipós entrelaçados que permitem atravessar andares (semelhante ao anterior).

Os cenários são bastante coloridos, contando com florestas e cavernas de diferentes cores.
É possível olhar para baixo (zoom out) para ver armadilhas escondidas (espinhos após um queda) ou o zoom (in) no personagem, apenas para melhor exibir os gráficos, fato que o robô destaca pela qualidade.
Z3-L1 é bastante irônico e quebra a quarta parede diversas vezes, falando sobre os gráficos, o script do jogo, a quantidade de mortes do jogador…

Piadas quebrando a quarta parede são a especialidade de Z3-L1


A trilha sonora é mais sútil (ou eu estava muito concentrado nos pulos e não a percebi tanto), contando com temas mais puxados para a ficção científica (e um leve quê de Metroid).

A platina consiste na obtenção de todos os upgrades, sem excluir os outros, o que só é possível em uma segunda jogada, sem contar o New Game + (que também precisa ser finalizado).

RESUMO DA ÓPERA:
Two Parsecs From Earth é um metroidvania/puzzle com alto desafio e belos gráficos.
O humor do personagem interagindo com o jogador quebra um pouco a tensão do desafio hardcore.
A escolha de upgrades aumentam o fator replay do jogo.
Se o seu objetivo é um alto desafio e um preço baixo, você encontrará aqui tudo que procura.