Review / Tutorial de roommates

* Esta análise foi feita com o código cedido pela Ratalaika (versão PS4)

Distribuidora: Ratalaika Games
Produtora: Winter Wolves
Plataforma:  PlayStation 4 / Xbox One / Switch / PC / Linux / MacOS
Mídia: Digital
Ano de Lançamento: 2020 (2014 nos computadores)

Roommates é um visual novel da Winter Wolves e acompanha a vida de um grupo de seis jovens durante a faculdade, dividindo uma casa por um ano letivo.

Você escolhe entre Max e Anne e deve lidar com os estudos e uma série de atividades secundárias, enquanto convive com seus companheiros de casa e alguns personagens secundários.

Dominic (à esquerda) dá as “boas vindas” a Max e Anne

O jogo se passa em grande parte no campus; ao contrário de alguns outros visual novels, o foco aqui fica concentrado no cotidiano dos estudantes, sem grandes ameaças ou perigos.

Max – um dos protagonistas, é vocalista em uma banda de rock e um rebelde por natureza, sempre com sarcasmo afiado;

Anne – a outra protagonista, estudante série e recatada, um de seus objetivos é fazer amizades e aprender a viver mais casualmente;

Dominic – o responsável pela casa, tenta impor ordem na casa através de uma série de estritas regras de convivência, o rival natural de Max;

Isabella – a estudante mexicana da casa, tenta resolver seus problemas com o charme natural das latinas;

Rakesh – o estudante indiano, foi para a América prometendo um diploma em medicina aos pais, mas se apaixonou pela pintura e pelas artes;

Sally – vegetariana e defensora dos animais, o terror na cozinha

Ao escolher as respostas certas, você avança nas possibilidades de romance

Durante a campanha, você deve escolher a sua agenda de atividades diárias entre estudos, lazer e empregos de meio expediente.
Cada uma destas atividades (dormir inclusa) aumenta um dos status do personagem: organizado, reflexivo, criativo, espontâneo, “ativo” (relacionado a atividades físicas) e racional. Além destes, a energia do personagem, as notas e o dinheiro são variáveis para serem levadas em conta.
O dinheiro aqui não faz realmente muita diferença, influenciando apenas na compra do presente durante o Dia dos Namorados, mas os diferentes tipos de emprego afetam cada qual alguma característica do personagem.

Isabella flagra Max e Rakesh em um momento embaraçoso

A agenda é a parte mais automática do jogo, sendo que nela você apenas programa o que acontecerá e deixa rolar.
Em contrapartida, durante os eventos a história realmente progride e você precisa tomar decisões, posicionando-se ao lado de um personagem ou outro (ou mesmo se omitindo ao pular o evento).

O que seria de um campus sem um festa de Halloween?


Existem quatro possibilidades de romance para cada personagem: Max não se envolve com Dominic e Anne com Sally.
Os troféus do jogo (e consequentemente a platina) estão todos ligados aos romances, sendo um troféu para o relacionamento durante as férias e um para o fim do ano, relativo aos oito casos possíveis, divididos entre os dois protagonistas.

Sally conspira com Max para provocar Chad (namorado de Isabella)

Os personagens e cenários são bem desenhados (ao estilo mais anime), com cores bastante vivas.
A trilha sonora envolve “punk pop” (um punk rock menos agressivo) e dá bom ritmo ao jogo, uma vez que o mesmo não possui diálogos falados, com destaque para “My Name In Lights“, da banda LeetStreet Boys, música de abertura.