Review / Tutorial de Potata: Fairy Flower

Um mundo de bruxas, magia e cores….

Potata: Fairy Flower é um indie de gênero plataforma horizontal, em 2.5D (um pseudo 2D que mistura efeitos tridimensionais) com desafios progressivos e rico em cores na sua concepção artística. O jogo é desenvolvido pela empresa chamada POTATA COMPANY STUDIO, onde Anna Lepeshkin é responsável pela direção artística, script e animações e Alexey Zavrin, programador principal.

O jogo foi inicialmente lançado para PC, ganhando assim suas versões posteriores para Playstation 4, XBox One e Switch.

A versão fornecida para nós neste review, foi a de Playstation 4.

Título: Potata: Fairy Flower
Gênero: Plataforma 2D
Produtora: Potata Company Studio
Publicadora: Potata Company Studio / Sometimes You / OverGamez
Plataformas: PC, Playstation 4, XBox One e Nintendo Switch
Ano de Lançamento: 2019 / 2020
Mídia: Até o momento deste review, apenas digital

História

Potata é uma pequena bruxinha que mora num vilarejo de uma floresta distante, onde ficava no topo de um morro esperando algum tipo de aventura que pudesse participar…
Em um desses dias, Potata vê um bonito vagalume passando em torno dela e decide segui-lo, encontrando no meio de um arbusto uma maravilhosa flor com um brilho cintilante encantador, dentro dela uma fada, bonita além da crença…
Potata, tentada com a beleza daquela criatura e daquela flor, arranca ela de seu ramo, quando de repente, a escuridão e o frio tomam conta do lugar, como se algo sombrio estivesse pairando em volta de Potata….

E assim, as pétalas da flor se perdem e ao chegar em casa, Potata vê sua raposa de estimação doente, teria isso alguma ligação com o que ela fez?
Decidida em encontrar um antidoto para seu bichinho, eis que a aventura esperada por Potata está prestes à começar…

Tela Título

Gráficos

Os gráficos são desenhados, e nas partes de diálogo aparecem os artworks dos diversos personagens que Potata encontra.
Um fator forte na minha opinião é que o jogo é totalmente rico em cores, bem vibrante como um jogo cartoon de plataforma costumava ser.
Entretanto as animações são mais simples com poucos quadros.

Som / OST

Efeitos de som são bem simples, apenas isso e nada mais, não há falas ou dublagens.
As músicas em primeiro momento são encantadoras, durante as fases são com toques sutis e na hora de chefes ou desafios fica mais agitada (porém é a mesma), variando pouco o estilo, voltado mais pra cultura russa na sua composição.
Como não achei a trilha sonora para exemplificar, ficarei devendo as prévias nesse review…

Jogabilidade / Controles

Os controles são simples, com esquema de poucos botões, incluso o fato de que usa sistema de pressão (Potata pula mais pressionando o botão todo, ou pula menos dando apenas um toque de leve).

Sistema de Jogo

Diferente de muitos plataformas convencionais, onde usamos um mapa ou fases lineares diretas, Potata usa um sistema de HUB, onde a progressão envolve sistema de TASK AND FORWARD nesse mesmo HUB, envolvendo quests…

Toda e qualquer quest presente no jogo, se dá ao vilarejo onde Potata mora, sendo dividido em: CASA, PARTE SUPERIOR, TERREO, LIMITE DA VILA e CHALLENGES.
Ao ajudar alguém ou encontrar objetivos, portais surgem no meio do vilarejo e dão lugar às fases lineares, sendo também não retornáveis.
Geralmente são bem simples para resolver, resumindo em trazer objetos em determinados lugares ou simplesmente fazer trades.
O HUD se resume em seus pontos de vida, número de gemas e inventário.

A evolução do jogo se dá de forma interessante, como o fato de que Potata não possui ataque no início do jogo.
Notório também que em cada fase, você vê um cenário novo, dando a impressão da sua evolução conforme visita novos lugares.

O desafio do jogo é moderado, apesar de você ter pontos de vida, parte das armadilhas é morte instantânea, exigindo noção de tempo, destreza e uso de pressão dos controles…
Incluso o fato de que algumas partes possuem o clássico estilo de tela rolando automaticamente.

As gemas possuem 3 finalidades:

  1. pode-se encontrar alguns puzzles, onde você pode usar as gemas para ter dicas
  2. o altar de save nas fases tem o primeiro save free, se fizer alguma tarefa que esqueceu e passou despercebida (como abrir os baús das fases) e quiser salvar novamente no mesmo lugar, esses saves posteriores terão custos…
  3. é possível gastar as gemas com a maga negra no vilarejo

Com certeza um dos pontos fortes dos jogos são os puzzles encontrados como:
Preencha os campos com pontos sem deixar os vazios preenchidos
O cursor (bola branca) é a referência para tentar preencher os quadros, esse preenchimento se dá em forma de +, onde o meio ocupado pelo cursor não é afetado.

Preencha os campos usando Tetraminós
Diferente do nosso clássico Tetris, as peças não precisam ser rotacionadas….

E por fim, preste atenção no cenário pois também pode haver dicas para os puzzles…

E por fim, o inventário que é usado para os itens adquiridos nas fases, acessado apertando . O inventário mantém seus itens de progressão de fase e de jogo guardados no baú do HUB da vila.
De sistema de jogo no tutorial era isso… agora vamos às miscelâneas.

Troféus / Conquistas

Dificuldade 3/10

Apesar de ter seus troféus missables, o jogo não é difícil de dominar / platinar, podendo levar 6 horas para fazer tudo (isso sem ao menos terminar o jogo, mas como estará quase no fim ao platinar, não custa nada terminar acredito eu).
Os troféus são relativos à história, encontrar items para determinadas tarefas, juntar 1000 gemas de uma vez só, matar tantos inimigos, não sofrer dano em um dos desafios de chefe, etc… não darei muitos detalhes para não estragar a diversão…

Considerações Finais

Potata se mostrou um plataforma indie competente em alguns aspectos, com boa dose de evolução e dificuldade progressiva e uma mistura coerente de ação, tarefas e puzzles.
A ambientação variada deixa o jogo totalmente aberto à sua curiosidade em descobrir qual será a próxima fase, apesar da trilha sonora ter um toque refinado, pode causar um desanimo em ouvir conforme passa o tempo jogando por ter pouca variação.

Entretanto, com relação à progressão, aqui tem de tomar cuidado:
O jogo pode sofrer missable de progresso se forem destruídas caixas próximas ao save no HUB, incapacitando você de acessar a parte superior, e consequentemente, continuar a história, te obrigando à recomeçar (eu tive de fazer isso), então NÃO DESTRUA AS CAIXAS NO HUB.

Caso tiver o interesse de fazer o final, além disso que comentei, é necessário também acessar a área de desafios e cumprir toda e qualquer tarefa para organizar o vilarejo, pois não são apenas nas fases que você encontrará as pétalas da flor, pode achar também no HUB….

NOTA FINAL: 8