Review / Tutorial de Langrisser I & II

Vamos proteger Langrisser novamente…

Vambora com mais um R&T ??? Agora com a nostalgia e saudosismo….
Langrisser deu as caras lá em 1991, no Mega Drive… desde então teve vários outros jogos, que talvez, podemos fazer um especial da franquia para que vocês conheçam um pouco mais…

Entretanto, falaremos do compilado de Langrisser I e II

Langrisser se trata de um RPG tático, criado pela Masaya Games, sendo que mais tarde, passaria a ser desenvolvido pela Career Soft e publicado pela Nippon Computer Systems… este compilado com toque de remaster, foi feito pela Chara-Ani, sendo publicado pela Kadokawa Games no Japão e concedido para nós pela NISA que está publicando o jogo para Steam, Nintendo Switch e Playstation 4 no ocidente.

O jogo segue o formato antigo de jogos táticos, onde se movimenta por casas, com os personagens tendo suas limitações, e posteriormente, melhorando conforme melhorar os atributos, em formato totalmente 2D, mas com os devidos bônus de áreas para atacar ou defender, como visto em outras franquias como o Disgaea Complete.

O versão concedida para nós pela NISA foi a de Playstation 4, então todo o review será baseado na versão, apesar de não haver diferenças significativas com as outras.

Links das versões e suas regiões da Play-Asia:
Versão Limitada PS4 JP
Versão Limitada SW JP
Versão Normal PS4 JP
Versão Normal SW JP
Versão Normal SW US
Versão Normal PS4 US
Versão Normal SW EU

Ou também pode tentar comprar no site oficial da NIS.

Título: Langrisser I & II
Gênero: Tactical Role Playing Game
Produtora: Chara-Ani (remaster) / Masaya Games, Career Soft (original)
Publicadora: Nippon Icchi Software America / Kadokawa Games
Plataformas: Steam (2020), Nintendo Switch e Playstation 4 (2019)
Mídia: Digital e Física

História / Enredo

Baldea Castle

Langrisser I

Tempos atrás, houve uma guerra terrível sobre uma lendária espada com poder infinito. O sangue daqueles que defenderam a espada e dos que morreram tentando adquiri-la ficaram penetrados nos campos de batalha de El Sallia. Essa espada se chamava Langrisser. A família real de Baldea, jurou protege-la e ficou conhecida por gerações por ser a guardiã desta mesma lenda, e graças à ela, ficou eternamente na memória.
Entretanto… o dever da família entrará em ação novamente. Motivado em ter poder e tendo convicção em dominar o mundo, Kaiser Digos e o império Dalsis que ele comanda, invadem Baldea, em busca do poder de Langrisser. Ledin, princípe de Baldea, consegue escapar da invasão e promete vingar seu pai que foi morto por Digos, que agora está com a Langrisser em seu poder.
Seus ancestrais, que lutaram por ela em séculos passados, o encorajarão à essa jornada que está começando, e que consequentemente testará sua lealdade ao lado da Luz.

Langrisser II

Passaram-se centenas de anos desde a “Guerra da Sagrada Espada” em El Sallia. Agora, incessantes violencias assolam o continente. Batalhas isoladas cruzam todo o lugar, devastando vilarejos e nações. O Reino de Baldea é nada mais que uma lenda, e Langrisser um conto de fadas.
Elwin, um jovem viajante, chega ao continente juntamente com Hein, um mago amador que ele conheceu em suas aventuras. Um dia, em sua jornada, eles decidem dormir em um hotel na cidade natal de Hein, conhecida como Salrath. No meio da noite, Hein vai ao quarto de Elwin, pálido como a lua no céu atrás dele, afirmando que as forças do império Rayguard estavam nos arredores do vilarejo, procurando por uma jovem chamda Liana, conhecida de Hein…
Que tipo de assuntos o império teria com essa indefesa jovem e assim, atrapalhar a paz do vilarejo de Salrath???? Estando envolvido numa situação precária dessas com seu parceiro de aventuras… Elwin decide ir ajudar a moça….

Personagens

Serão retratados apenas alguns dos personagens vistos no próprio site oficial, evitando qualquer spoiler ou informação adicional desnecessária para inclusive não atrapalhar a experiência de quem for jogar a franquia agora e que não conhecia antes.

Langrisser I

Ledin - Langrisser Wiki

Ledin

O príncipe do reino de Baldea, nação responsável pela proteção da sagrada espada Langrisser por gerações. Tendo uma personalidade calma, sempre procura pela paz e acredita que a justiça seja o principal motivo para que se vale a pena lutar.

Chris Remastered Portrait.png

Chris

Uma jovem peregrina que quer ser sacerdotisa. Reservada e com coração dócil, esconde um espírito ardente que não deve temer a nada.

Narm

Uma cavaleira e capitã da Guarda Real de Baldea. Elogiada por sua bravura, esgrima e lealdade inabalável.

Volkoff

O vassalo mais antigo do castelo Baldea. Tem servido ao rei Illzach desde que ele era um menino. Renomado guerreiro, comandante e estrategista. Baldea tem diversas vitórias graças à ele.

Illzach

Rei de Baldea e pai de Ledin. Trata seu povo com igualdade e respeito, independente de seu status. Por isso, além de seus vassalos, Illzach é adorado e respeito por todo seus cidadãos.

Lancer

O capitão da guarda imperial do império de Dalsis. Pode ter uma aparência ameaçadora, mas os cidadãos do império tem uma adoração por ele e sua personalidade compassiva.

Betty

Pertencente de uma célebre família nobre, mas criada por uma família aristrocata com educação prestigiosa. Adequada à sua nobreza, empunha uma espada tão bem quanto seu irmão. É pró ativa e rápida em ter ações, sendo assim, propensa à tomar decições precipitadas, criando problemas casuais pro seu irmão. Se decidir ficar do lado dela, não espere nada……..

Digos

Kaiser (imperador) de Dalsis que instigou a guerra. Sua ideologia consiste em apenas o poder militar ser capaz de limpar conflitos para construir um mundo pacífico. Suas habilidades arcanicas somadas com sua incrível força em combate fechado, o deixa convicto em ter sucesso na linha de frente.

Langrisser II

Elwin

Um jovem andarilho pelas terras dos reinos. Suas jornadas lhe deram bastante experiencia perante o que viu, obtendo grandes habilidades e uma espada com grande potencial.

Liana

A sacerdotisa da luz de Salrath, um pequeno ducado (terras governadas por duque ou duquesa) no oeste. Seu quieto e reservado comportamento esconde sua aptidão para agir contra as injustiças e guerras desnecessárias.

Hein

Amigo de infância de Liana e um mago excêntrico. Se uniu à Elwin durante sua jornada após ele ter salvo sua vida.

Cherie

Uma jovem impulsiva, impetuosa e caprichosa. É princesa de uma nação desconhecida, onde as vezes se esgueira para fora do seu castelo para treinar ao lado de seus soldados.

Rohga

Um notável mercenário que fez suas marcas em incontáveis campos de batalha. Sua missão é encontrar sua meia-irmã Sonya, desaparecida.

Leon

Talvez seja o mais capacitado cavaleiro do exército imperial Rayguard. Leon é general dos Cavaleiros Dragão Branco, conhecido por sua alta consideração em fidelidade e cavalaria. Apenas luta em batalhas justas, e seu ideal e lealdade com o Kaiser Bernhardt, o motiva à realizar os desejos de seu senhor.

Bernhardt

Antigo mercenário inigualável em combate, força e sabedoria. Depois de todas as batalhas que testemunhou, se auto devotou para a criação do império Rayguard. Planeja acabar com a guerra de uma vez por todas, adquirindo a sagrada espada Langrisser e a amaldiçoada espada Alhazard para unir a terra.

Egbert

Faz parte dos magos Black Dragon do império Rayguard. Serve à Bernhardt como conselheiro próximo, emprestando sua inteligência e astúcia para o império, fazendo isso desde sempre, quando Bernhardt deixou de ser mercenário.

Imelda

Orgulhosa general da Marinha Dragões Gelados do império Rayguard.
Ela é muito respeitada por seus subordinados pela sua força e beleza inigualáveis.

Vargas

O feroz general do exército Dragão Ardente do império Rayguard. Como você espera de sua aparência, a força física é o seu maior patrimônio na batalha.

Tela Título

Um clássico revivido

Gráficos

Os gráficos nesse remaster são totalmente refeitos e redesenhados, com estilo anime, em alta definição e dando um toque moderno e competente à um “remaster HD”. Efeitos de luz são bem aplicados, e o jogo tem cores variadas com o ambiente, podendo ter uma saturação opaca, viva ou “cinza”. O artwork do personagem aparece no canto ao lado das falas.
Entretanto, podemos destacar que o jogo contém algumas opções:
Você pode jogar no estilo clássico dos artworks do ilustrador oficial Satoshi Urushihara ou escolher entre o novo estilo, que é de Ryö Nagi.

Caso não conheça os trabalhos dos dois:
Satoshi fez artworks de Grownlanser, Langrisser, Record of Lodoss War e outros trabalhos mais “sólidos” e “profundos” que você pode pesquisar aí…. lol

Ryö Nagi é o artista principal da franquia Ar Tonelico, mas podemos destacar nos card games chamados Lord of Vermillion, Sengoku Taisen, e também em outros jogos como Zone of the Enders e Rune Factory. Trabalhando também com novels.

Qual seja sua preferência, é possível escolher, entretanto, escolhendo Satoshi, todos os mapas do jogo sofrerão alteração para visual retro, assim como a tela título também muda…
Mas pode-ser limitar o que se quer ver retro, apenas os personagens, apenas o mapa ou os dois, já as unidades ficam sempre no mesmo estilo.

Por justamente ter artista novel, nessa edição também contém cenas estáticas em algumas partes, não inclusas no estilo clássico:

Som/OST

O jogo é totalmente full voiced nos eventos durante os mapas, história e triggers.
A trilha sonora é composta originalmente pelo Noriyuki Iwadare em ambos os jogos.
Caso não conheça ele, ele trabalhou em: Phoenix Wright, Lunar, Grandia (todos), Super Smash Bros e Ys (esses dois últimos em arranjos).

Além disso, em Langrisser teve ajuda de Isao Mizoguchi (I e II) e Hiroshi Fujioka (I e III).
A trilha tem uma considerável quantidade de músicas, que são dinâmicas e temáticas conforme o tema que o jogo segue na história, podendo haver toque orquestral, músicas agitadas, ou músicas de tensão, dividido claro entre os temas dos herois e dos vilões, podendo assim, ver repetições em algumas fases e entre os dois jogos.
A trilha original toda é a mesma, entretanto tem duas versões possíveis:
Vou postar um exemplo nos dois estilos:
“Modern” que consiste na trilha com arranjos totalmente refeitos.

“1991-1994” que consiste na trilha original do Mega Drive, usando o sintetizador FM do chip de som.

Ambas as músicas das duas versões é o tema dos heróis na primeira fase, só pra dar o gostinho… lol

Jogabilidade / Controles

A jogabilidade, como comentada antes, é no estilo tabuleiro tático, cada parte do cenário possui “casas” delimitadas para movimentação dos personagens, assim como trigger de eventos (por exemplo, alguém chegar em casas marcadas em amarelo dando evento de fuga)
Cada personagem tem seus atributos de movimentação que são limitados pelas áreas ao redor dele.
Os controles não há muito o que se dizer no aspecto precisão, já que é um jogo tático por turnos e você pode pensar o suficiente para poucas margens de erros, levando em conta que toda e qualquer ação é por menu.

Sistema de Jogo

Ao começar o jogo, seja o I ou o II, Lucilis (Deusa da Luz) aparecerá na tela e fará perguntas para você, essas perguntas irão definir os atributos de Ledin e Elwin.

A evolução do jogo ocorre de forma simples:
História desenvolvida em forma de Capítulo (Scenario nos antigos) onde cada capítulo é uma fase que determina eventos da história, a fase termina com suas condições de vitória ou derrota.

“Mas Shin, tô vendo ali que a evolução tá como árvore de história, o que seria isso?”
Um fator que pode dar bastante “Replay Value” é o fato de algnus dos capítulos terem diversas possibilidades, e a árvore é justamente a divisão dessas possibilidades em ROTAS da história.
Alguns segmentos terão o nome do capítulo e uma linha adicional com “??????”, você pode verificar os requisitos após passar o capítulo e voltar nele pela árvore para repetir o capítulo e tentar fazer a outra rota.
Quantas rotas tem? 8 no Langrisser I e 13 no Langrisser II…. onde o final verdadeiro será considerado apenas na rota A.

Intermissão:

Intervalos entre os capítulos, estamos na preparação, que se dá em dois fatores, antes do cenário e antes do primeiro turno do cenário.

PRE SCENARIO

Organize suas unidades sempre no início de cada capítulo começar

Além disso, há a sinopse do capítulo e as informações de party e disposição no ceário, antes da batalha começar…

COMMANDERS – as unidades jogáveis são distintas em dois tipos, comandantes (heróis) e mercenários (unidades dos squads dos heróis).

Status
HP – Health Point, pontos de saúde, chegando à 0 é fuga ou morte, não há “revive” para a mesma luta
MP – Magic Point, pontos de mágica, atribuído ao uso de mágica
MOV – Movement, pontos de movimento nas casas
ATK – Attack, pontos de ataque
DEF – Defense, pontos de defesa
MAG – Magic, pontos ofensivos de mágica
MGR – Magic Resistance, pontos defensivos de mágica
AGL – Agility, pontos de agilidade, frequencia de ataque
DEX – Dexterity, pontos de destreza, efetividade de acertos dos ataques

Skills
São de forma passiva em sua maioria, sendo adquiridas conforme mudar a classe do herói

Command Ability
Consiste no alcance em torno do herói para execução de ataques próximos

Status Ratio
Efetividade dos status em probabilidades…

Equipment
São divididos apenas em 3 tipos: armas, armaduras e acessórios.

Na parte da direita estão as informações de Level, tipo de classe de comandante e tipo de mercenários base, pontos de experiência, eliminações e Class Points.

Commander Menu – aperte X para abrir o gerenciamento

Class Tree – à cada eliminação feito pelo comandante, além do XP ganho, há contagem de eliminações, essas eliminações em maior número dão ele o status de Most Valuable Person (MVP) no cenário, ganhando CP a mais.
NA VERSÃO ANTIGA: a diferença desse para o antigo é que no antigo tinha uma barra durante as batalhas e no status do inimigo, ao enhcer a barra, ela liberava as classes conforme disponibilidade.
São diversos tipos de classes para os diversos tipos de comandantes, cada um com suas especialidades, armas e status, as divisões mostradas no fluxograma são as classes correlacionadas.
Cada divisão de classe tem um número X de CP, onde as remanescentes sofrem baixa, sendo possível juntar todas as clases sem muito grind.
Além disso, há também as informações dos mercenários que a classe ganhará, skills/spells, quantos são possíveis contratar, informações de combate deles e os bônus oferecidos (se houver).

Diversidade e estratégia para seu squad

Spells – mostra todos os feitiços e magias que o comandante pode usar, assim como as áreas de ataque e uso.

Mercenaries – as unidades que o comandante pode contratar para seu squad, variando o número conforme a classe escolhida, o tipo de mercenário escolhido e o preço por unidade de cada.

ATENÇÃO: preste atenção nas vantagens que cada tipo de unidade tem quando for atacar ou defender, um exemplo básico que postarei aqui é esse:

Como podemos notar, Infantaria >>>>> Lanceiros >>>>> Cavalaria
Além disso, como todo jogo tático de rpg, o terreno também tem influencia nos ataques e defesas, preste atenção o tipo de terreno que irá usar para cada unidade, pode ser essencial.
O jogo tem bem mais unidades que essas, mas para não estragar a surpresa, ficamos pelo básico

Skills – todas as skills de bonificação ou influência estarão aqui.

Items – equipe os três tipos de equipamentos aqui

Explicado o comandante……… vamos voltar pras preparações e ir pro menu SHOP lol

SHOP – durante as intermissões (pausa entre os capítulos) é o único lugar que você pode melhorar seus equipamentos substituindo por melhores ou vende-los. Atributos em azul mostram inferioridade e amarelos, superioridade na comparação.

DATA – load, save e resumo de quick save.

DEPLOY – #partiu

PREPARAÇÃO NO SCENARIO

Comandantes setados, classes escolhidas, e mercenários disponíveis… hora da estratégia começar

Aperte R3 e tenha a visão panorâmica do mapa.

Temos 3 opções:
RECRUIT MERCENARIES – faça aqui sua contração dos mercenários à disposição
Auto Formation – pode-se clicar em cada comandante e ir escolhendo os mercenários por conta, ou deixar que a máquina distribua os mercenários pra cada comandante automaticamente.
Discharge – desfaz as contratações
End – finaliza o recrutamento
CHANGE POSITIONS – alguns scenarios é possível mudar o posicionamento inicial dos comandantes, caso não ache vantajoso começar onde normalmente começa. Caso não possa trocar, ele avisa:

COMMENCE BATTLE – #partiupravaler

Heads Up Display:

HUD totalmente claro e sem complicações, as informações são notórias quando está com o cursor no comandante e quando está identificando uma unidade de determinado comandante.
No canto superior direito é a visão das unidades em mini mapa (aperte L3), onde amarelo é o cursor, azuis são suas unidades, verdes NPCs, e vermelhas inimigos
No centro é o tipo de área que a unidade está, com as informações de vantagem ou desvantagem, fique atento nisso.

Agora pros comandos (e atalhos):
Direcional Digital / Analógico esquerdo – mover cursor
X – confirmar ação
O – cancelar ação
– Strike Zone
– Menu
Options – menu de pausa /
L1 / R1 – alternar para localizar comandantes, npcs e inimigos
L2 – indicadores de informações e tipo de inimigos
R2 – acelera navegação do cursor
L3 – indica o mini mapa no hud (casas marcadas pra eventos não são mostradas aqui)
R3 – visão panorâmica do mapa

Alguns indicadores para quem quiser mais informações claras é o de apertar L2, por “default”, o jogo identifica o comandante e suas unidades deixando eles piscando, caso quiser algo mais explícito, aperte L2 e aparece o level em cada comandante + a cor correspondente ao tipo de unidade:

Movimentação/Batalhas

Como comentado anteriormente, o sistema de casas é totalmente padronizado, tipo matriz, mova o cursor na unidade que quer e aperte X para abrir o menu de ações:

MOVE – mova seu personagem conforme seu atributo de alcance de movimentação

Perceba que movimentando as unidades do Ledin, as casas em torno dele também ficam destacadas mostrando onde pode deixar as unidades do squad dele para alguma ação de comando (3º item do menu), em breve já falo dele.

Beleza, movimentamos Ledin, agora queremos atacar, como a cavalaria precisa ir para um ataque fechado, é necessário ir perto do inimigo (lembrando que nem todas as unidade precisam estar em ataque fechado), quando disponível a área de ataque, vai aparecer no menu para confirmar:

Ao confirmar alvo, novas informações são mostradas:

Covardia? eu sei, mas é só pra explicar mesmo lol

Note as casas vermelhas delimitando áreas possíveis ataques.
A taxa de sucesso no seu lado é do inimigo com relação à você, e vice-versa.
A previsão de quanto terá de perda de HP dos dois lados na parte superior e na parte gráfica da barra abaixo das unidades.
Além disso, possíveis ícones podem aparecer no inimigo sendo uma balança indicando que todos os atributos dele são equilibrados, uma seta azul indicando que algum atributo dele tem desvantagem contra, e uma seta vermelha indicando que algum atributo tem vantagem contra.

Com exceção das magias, ao entrar em batalhas o jogo faz a transição de tela (podendo ser pulada) com a imagem do comandante chegando pra batalhar e tudo mais:

Um dos diferenciais da franquia é as animações de batalha

Mais uma interface simples, com os atributos e bônus de terreno com a probabilidade, nenhum mistério até aqui.
Terminado a batalha, o personagem fica em cor cinza, indicando seu encerramento de ações no turno.

MAGIC – já o tipo de ataque mágico, o ataque só pode ser feito a partir da área que ele começa o turno, ou seja, se mover o personagem ele não poderá atacar com a magia, há ñ ser que espere o próximo turno, caso já tiver definido a posição e quiser atacar, use o segundo item do menu.

Ataque mágico pode ser efetivo, mas precisa saber se posicionar antes

Área e vermelho é o cursos para o ataque, as áreas em branco são os alcances da magia (caso a magia ocupe mais de uma casa, todas as casas de alcance ficam vermelhas, incluso as de fora do raio, caso ataque em áreas das pontas. Se for de cura, o cursor fica verde)

STRIKE ZONE

Uma das ferramentas mais úteis do jogo, aperte nas unidades inimigas para mostrar a zona de ataque deles, podendo assim, tentar prever o que farão.

COMMAND – o item que falei anteriormente é os comandos relacionados aos mercenários (não os comandantes) para tratamento de ações não definidas nos turnos… caso apertar com o comandante selecionado, os comandos serão executados para as unidades daquele comandante.
“Como assim, Shin?! não entendi nada!!!”

Os mercenários tomarão atitudes por conta própria pelo comando que estiver definido.
Attack – se posicionam para atacar unidades inimigas próximas do comandante do squad
Charge – criam formação 100% ofensiva, indo atrás de batalhas independente da distribuição com o seu comandante, ou seja, só querem sangue
Defend – assuem posição de proteção para o comandante, ficando sempre em volta dele para proteger de ataques fechados
“Ainda não entendi, Shin”
Tá, vamos na gif então…. movi Ledin e Volkoff para um determinado ponto do mapa, não dei ações pros mercenários, mas mandei ficarem em posição de defesa para ambos e encerrei o turno:

Perceba a postura da máquina…. sacou? se tiver confiança na máquina ou não souber o que fazer as vezes com todos, apenas gerencie as ordens e a máquina faz o resto.

STAND BY – encerra o turno para a unidade específica

Tudo relacionado ao ataque, batalhas e movimentação está feito, vamos ao menu de encerramento de turno:

Squad List – esquadrões e comandantes disponíveis
Recap – recapitulação e log das falas de eventos
Quick-Save – salve em qualuqer momento da partida
Settings – opções
End Phase – termina o turno para todas as unidades (não esqueça de verificar se todos os comandantes pelo menos tem ações definidas e turnos feitos)

Certo, dito tudo isso, podemos partir agora para os troféus, considerações finais e algumas informações…

Troféus / Conquistas
Dificuldade 4/10 na minha opinião

Não são difíceis, mas consomem tempo, pois basicamente é:
Fazer todos os finais (rotas)
Desbloquear todas as classes para Ledin e Elwin
Tempo pra tudo é 150 horas pra cima (considerando apenas pular as partes que já conhecer)

Considerações Finais e Outras Infos

Essa atitude de reviverem franquias antigas em remasters (reboots ou remakes) e compilados tem sido uma muito positiva em diversos aspectos, tanto para quem jogou os jogos na época ou para quem não teve oportunidade mas poderá conhecer agora… seja por meio do nosso site ou por outros…

A diferença de aspecto visual entre a versão original e a atual é gritante, entretanto, alguns são mais sutis, como o fato de a época, todas as unidades terem 10 de HP, onde o HP na realidade era o número de 1 unidade por grupo de mercenários do comandante hehe

A essência do jogo toda é mantida nesse, pois os sub eventos ou eventos trigger acontecem do mesmo jeito que o antigo, incluso o fato de que se demorar demais pra vencer a batalha (seja por buscar itens no mapa com os pontos brilhantes ou pela dificuldade das batalhas), ou pode ser prejudicial pra ti, ou favorável (afinal você pode receber reforços, ou a máquina pode receber reforços), fora o fato de que se tiver muita vantagem, pode também acontecer de dar trigger em eventos de fuga em alguém, podendo perder rotas adicionais ou até mesmo a fase.

O jogo no NG+ pode oferecer o CHALLENGE MODE mantendo tudo que você conseguiu , assim como seu level, ou não manter e ser testado ao extremo.
O jogo estar remodelado mas também estar no aspecto gráfico antigo dividem o saudosismo e a modernidade para quem quiser aproveitar ambas as opções
A dificuldade estar mantida caso você queira desafiar o jogo, pois no início ele pergunta se você quer um “easy start” para juntar mais CP que o normal
Ter seiyuus no jogo trazendo a emoção antiga com cenas adicionais nas artworks novas, trazendo uma competência boa pro revival

Lembre-se, se jogou os antigos, a essência dele é a mesma, sem muitos extras em termos de pós game ou segredos.

NOTA FINAL: 9

Encerrando então mais um R&T, espero que tenham gostado…

Até a próxima…